Posts Tagged With: Xen

Notas para a instalação de XEN em Ubuntu

Instalar Ubuntu e deixar uma ext4 com 5 Gb livre

Configurar rede direta para a Internet

Install a 64-bit hypervisor. (A 64-bit hypervisor works with a 32-bit dom0 kernel, but allows you to run 64-bit guests as well.)

sudo apt-get install xen-hypervisor-amd64

(vai carregar vário software correlacionado)

Modificar o GRUB para arrancar por defeito com o Xen:

sudo sed -i ‘s/GRUB_DEFAULT=.*\+/GRUB_DEFAULT=”Xen 4.1-amd64″/’ /etc/default/grub

sudo update-grub

Set the default toolstack to xm (aka xend):

sudo sed -i ‘s/TOOLSTACK=.*\+/TOOLSTACK=”xm”/’ /etc/default/xen

Agora reboot:

sudo reboot

e verifique se a instalação foi bem sucedida

sudo xm list

Name ID Mem VCPUs State Time(s)

Domain-0 0 945 1 r—– 11.3

Network Configuration

Assume-se que a eth0 é a interface primária para o dom0 e o uso de dhcp.

sudo apt-get install bridge-utils

sudo update-rc.d network-manager disable

sudo /etc/init.d/network-manager stop

Edit /etc/network/interfaces, and make it look like this:

Com terminal: sudo gedit

auto lo

iface lo inet loopback

auto xenbr0

iface xenbr0 inet dhcp

bridge_ports eth0

auto eth0

iface eth0 inet manual

Restart do networking para dar o enable xenbr0 bridge:

sudo /etc/init.d/networking restart

vai ficar em “waiting for xenbr0 to get ready” durante alguns segundos ou falhar se não estiver ligado a um cabo de rede (eth0)

Ir ao Ubuntu Software Center e instalar o

Virtual Machine Manager http://virt-manager.org

Instalar o aptitude:

Sudo apt-get install aptitude

Sudo aptitude install kvm virt-manager

Verificar que o libvirtd está lançado

ps ax| grep libvirtd

add a normal user ao libvirtd group (miguel in this case):

sudo adduser miguel libvirtd

modificar o /etc/grub.d manualmente:

sudo mv 10_linux 20_linux

sudo mv 20_linux_xen 10_linux_xn

sudo update-grub2

sudo reboot

No /etc/xen/xend-config.sexp file, descomentar as linhas:

(xend-unix-server no)

(xend-unix-path /var/lib/xend/xend-socket)

E mudar “(xend-unix-server no)” para “yes”:

(xend-unix-server yes)

sudo reboot.

No bios, verificar se o

Virtualization technology está enabled

Abrir o virt-manager e fazer o add sobre o localhost

Categories: Informática | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy