Posts Tagged With: Ubuntu

Notas para a instalação de XEN em Ubuntu

Instalar Ubuntu e deixar uma ext4 com 5 Gb livre

Configurar rede direta para a Internet

Install a 64-bit hypervisor. (A 64-bit hypervisor works with a 32-bit dom0 kernel, but allows you to run 64-bit guests as well.)

sudo apt-get install xen-hypervisor-amd64

(vai carregar vário software correlacionado)

Modificar o GRUB para arrancar por defeito com o Xen:

sudo sed -i ‘s/GRUB_DEFAULT=.*\+/GRUB_DEFAULT=”Xen 4.1-amd64″/’ /etc/default/grub

sudo update-grub

Set the default toolstack to xm (aka xend):

sudo sed -i ‘s/TOOLSTACK=.*\+/TOOLSTACK=”xm”/’ /etc/default/xen

Agora reboot:

sudo reboot

e verifique se a instalação foi bem sucedida

sudo xm list

Name ID Mem VCPUs State Time(s)

Domain-0 0 945 1 r—– 11.3

Network Configuration

Assume-se que a eth0 é a interface primária para o dom0 e o uso de dhcp.

sudo apt-get install bridge-utils

sudo update-rc.d network-manager disable

sudo /etc/init.d/network-manager stop

Edit /etc/network/interfaces, and make it look like this:

Com terminal: sudo gedit

auto lo

iface lo inet loopback

auto xenbr0

iface xenbr0 inet dhcp

bridge_ports eth0

auto eth0

iface eth0 inet manual

Restart do networking para dar o enable xenbr0 bridge:

sudo /etc/init.d/networking restart

vai ficar em “waiting for xenbr0 to get ready” durante alguns segundos ou falhar se não estiver ligado a um cabo de rede (eth0)

Ir ao Ubuntu Software Center e instalar o

Virtual Machine Manager http://virt-manager.org

Instalar o aptitude:

Sudo apt-get install aptitude

Sudo aptitude install kvm virt-manager

Verificar que o libvirtd está lançado

ps ax| grep libvirtd

add a normal user ao libvirtd group (miguel in this case):

sudo adduser miguel libvirtd

modificar o /etc/grub.d manualmente:

sudo mv 10_linux 20_linux

sudo mv 20_linux_xen 10_linux_xn

sudo update-grub2

sudo reboot

No /etc/xen/xend-config.sexp file, descomentar as linhas:

(xend-unix-server no)

(xend-unix-path /var/lib/xend/xend-socket)

E mudar “(xend-unix-server no)” para “yes”:

(xend-unix-server yes)

sudo reboot.

No bios, verificar se o

Virtualization technology está enabled

Abrir o virt-manager e fazer o add sobre o localhost

Categories: Informática | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Crash com Add-on corrompido em Mozilla Firefox em Ubuntu

Se em Ubuntu o Mozilla Firefox 3 abrir para fechar logo de seguida, sem erro vísivel, isso pode ser provocado por uma extensão (add-on) corrompida ou incompatível e recentemente instalada. Arrancar o Firefox sem extensões pode ser impossivel porque este sai em erro antes mesmos de podermos fazer tal configuração. Assim a única solução é abrir o Terminal e ir até ao diretório do Profile do Firefoz e renomear com mv a pasta extensions para extensions1. Criar uma pasta nova extensions e abrir o Firefox 3. Depois basta reinstalar os seus add-ons favoritos. Com ou sem o problemático! A escolha fica ao seu critério!


Categories: Informática | Etiquetas: | 2 comentários

Se o seu Ubuntu 8.10 LTS (após o upgrade) deixou de ter o Screensaver a funcionar…

Se o seu Ubuntu 8.10 LTS (após o upgrade) deixou de ter o Screensaver a funcionar, pode resolver este problema de duas formas (alternativas). O problema consiste no facto do screensaver arrancar, o monitor ficar cinzento e o screensaver não arrancar logo de seguida, como devia.

A primeira funcionou comigo e tratou-se apenas de mudar a resolução do monitor e de recomeçar a máquina.
A segunda é mais complexa e apesar de amplamente documentada na Internet, não foi necessária comigo:
1. Instalar o compiz: Numa janela de Terminal escrever
sudo aptitude install compizconfig-settings-manager
2. Ir a System:Preferences:Advanced Desktop e em General Setting desmarcar o “Unredirect fullscreen windows”

Fonte:
https://bugs.launchpad.net/ubuntu/+s…er/+bug/278112

http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=791845http://www.tech-recipes.com/rx/2756/ubuntu_install_compiz_config_settings_manager_configure_desktop_effects/

Categories: Informática | Etiquetas: | Deixe um comentário

Quando as legendas SRT deixam de mostrar caracteres portugueses no VLC para Ubuntu


(http://www.ubuntu.com)

Se de repente (quer dizer… depois de um upgrade qualquer) o VLC Player deixar de conseguir ler como deve ser as legendas em formato .SRT, ou seja, se estas se começarem a portar de modo estranho, nomeadamente se todas as frases contendo carateres portugueses desaparecerem e se apenas aquelas sem os ditos forem mostradas no filme, isso poderá ser porque se abrir a janela de terminal do VLC, abrindo-a, encontra a mensagem:

“Try manually setting a character-encoding before you open the file.
[00000395] subsdec decoder error: failed to convert subtitle encoding”

Uma solução “à bruta” passa abrir o ficheiro .srt das legendas e zás. Fazer um Find-Replace a todos os caracteres acentuados, substituindo por exemplo ç por c.
Outras formas mais elegantes passam por instalar, via Synaptic o “recode” e no Terminal digitar:
recode iso-8859-15..utf-8 nomedofcheirodalegenda
o que mudará o formato da legenda do utf-8 para o iso-88591 que suporta os carateres da língua camoniana…
Este método, contudo, não é o meu favorito… Pessoalmente, uso o comando de Terminal:
iconv -f iso-8859-1 -t utf-8 legenda.original.srt > legenda.originalutf.srt
que faz um novo srt, no formato utf-8, que supora já perfeitamente os carateres da língua portuguesa.

O problema resulta do facto do Ubuntu trabalhar no formato UTF-8 e a maioria das legendas SRT estarem no formato ISO-8859-1

Fontes:
http://www.ubuntu.com/
http://wiki.ubuntu-br.org
https://lists.ubuntu.com/mailman/listinfo/ubuntu-br

Categories: Informática | Etiquetas: | 1 Comentário

O Linux ultrapassa os 1% de quota

Agora que estamos a meses do lançamento da próxima versão do Windows, o Windows 7 que vai sair em outubro, aparece a notícia segundo a qual a quota de mercado total de todas as distribuições de Linux teria ultrapassado o limite psicológico de 1%. Isto terá acontecido numa contagem realizada em abril e realizada pela http://www.netapplications.com, o que representa uma quase duplicação da quota em relação aos 0,6% registados em abril do ano passado e reduz a distância para o segundo OS mais utilizado, o MacOSX, agora com uma quota próxima dos 10%.

Pessoalmente, utilizo o Ubuntu 9.04 desde praticamente o seu lançamento e estou muito satisfeito com mesmo… O tempo de arranque do sistema sempre foi muito superior a qualquer outra coisa que tenha em casa, com XP ou Vista, a compatibilidade com equipamentos externos quase total (excluindo o maldito Creative Labs ZEN, claro…), a segurança do sistema excelente (quase não há vírus neste OS) e a rapidez geral, mesmo correndo num pc com uns bons sete anos é elevada.

Em suma, este Ubuntu é hoje a minha máquina principal em casa e ponto central para tudo o que faço em computadores quando saio do emprego… Não tenho lá dados nenhuns, já que todos residem na “nuvem” (em Blogs, no Delicious, no Youtube e sobretudo, no Google Docs), pelo que mesmo se um dia o disco deste vetusto, mas muito eficiente computador avariasse… era só instalar o Ubuntu noutro pc, ou arrancar o sistema diretamente a partir do CD-ROM e pronto. Acedia a todos os meus dados, sem grandes incómodos ou perdas. Experimentem agora fazer isto com um pc correndo XP ou Vista…

Fontes:
http://tek.sapo.pt/noticias/computadores/linux_atinge_1_do_mercado_992862.htmlhttp://marketshare.hitslink.com/operating-system-market-share.aspx?qprid=8

Categories: Informática | Etiquetas: , | 4 comentários

Ubuntu: Como abrir automáticamente uma aplicação no arranque

Se no Ubuntu , quisermos colocar algumas aplicação a arrancarem automaticamente sempre que ligamos o computador (e supondo que usamos o GNOME), basta ir a:

System:Preferences:Session

Fazer New e escrever o comando para abrir a aplicação. Alternativamente podemos navegar até à pasta da aplicação e seleccioná-la aqui, p.ex. \usb\bin\firefox

E pronto, daqui em diante cada vez que logarmos no Ubuntu, o Firefox vai abrir automaticamente sem termos a maçada de um abrir todos os dias.

Categories: Informática | Etiquetas: | 2 comentários

Para instalar o suporte para compressão e descompressão de ficheiros RAR em Ubuntu…

…tem que ter ativos os repositórios universe e multiverse e
abrir uma janela do Terminal, escrevendo:
sudo apt-get install rar
e
sudo ln -fs /usr/bin/rar /usr/bin/unrar
após o que (se ambos os comandos não devolverem erros) já será possível ler ficheiros RAR no Archive Manager que pode ser encontrado no menu Applications:Accessories.

Categories: Informática | Etiquetas: | 2 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy