Posts Tagged With: Sukhoi

O Sukhoi T-50 concorre ao programa sul coreano “FX-III”

Embora ainda não esteja em operação em nenhuma força aérea do globo, o Sukhoi T-50 PAK-FA aparece numa lista de favoritos para o concurso sul coreano de “caças avançados”. A Coreia do Sul, tenciona neste concurso comprar 60 aviões por 7.86 mil milhões de dólares num programa intitulado “FX-III”.

Neste programa, o PAK-FA concorre com  F-15SE Silent Eagle, o F-35 Lightning II e o Eurofighter Typhoon. Sendo o vencedor anunciado em 2012 com as primeiras entregas do aparelho vencedor feitas logo em 2016.

Neste concurso, em termos de desempenho, o avião da Sukhoi apresenta-se com vantagem, mas apesar dessa vantagem teórica, o aparelho ainda não passa de um protótipo, em desenvolvimento na fábrica da construtora em Komsomolsk-on-Amur, no Extremo Oriente russo e o primeiro protótipo voa apenas desde janeiro de 2010 devendo as entregas dos primeiros 60 aparelhos à Força Aérea Russa começarem em 2015.

Não há certezas, mas é provável que o T-50 oferecido aos sul coreanos se aproxime mais da versao “de exportação” a desenvolver em conjunto com a HAL indiana do que com a versão russa.

Quanto ao vencedor do programa, tendo em conta a força dos laços políticos entre os EUA e a Coreia do Sul, é altamente duvidoso que o Typhoon europeu ou o T-50 tenham alguma possibilidade, já que no “FX-III” se encontram o F-35 e o F-15SE norte-americanos…

Fonte:
http://www.defencetalk.com/russia-enters-south-korean-tender-with-5th-generation-fighter-35930/#ixzz1TBrA6aEl

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , | 6 comentários

Sukhoi T-50 para o porta-aviões russo?

O avião russo de 5a geração, o Sukhoi T-50 foi concebido a pensar (também) num uso naval. Contudo, responsáveis militares russos admitiram que o aparelho – na sua versão navalisada – não deverá realizar o primeiro voo antes de 2020 e isto apesar de algumas indicações iniciais que davam como certo o seu uso a partir de 2016.

Contudo, não é certo que o próximo avião naval russo seja mesmo uma versão naval do T-50, já deverá ser aberta uma competição interna e que fabricantes como a MiG e a Yakovlev deverão apresentar propostas alternativas ao aparelho da Sukhoi, que terão ademais o suporte garantido do governo federal já que ambas as construtoras atravessam dificuldades financeiras… e carecem de apoios governamentais para sobreviverem, razão pela qual poderão acabar por ser favorecidos politicamente.

Fonte:
http://www.defpro.com/news/details/18300/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 8 comentários

180 Sukhoi SU-30 para a Indonésia?

A Indonésia pretende comprar 180 aviões Sukhoi SU-30, tornando-se assim num dos maiores operadores mundiais deste excelente aparelho russo.

Este grande incremento da capacidade aérea indonésia deverá terminar com as hesitações australianas quanto à aquisição de 100 Lockheed Martin F-35s. Mas até agora, a Indonésia não se tem revelado capaz de operar de forma eficiente os Sukhoi (27 e 30) que já tem, revelando estes baixa disponibilidade e elevados problemas de manutenção. Os mesmos problemas aliás, são reportados em relação ao resto da frota militar indonésia (F-5s e F-16s), mas talvez agora que a Indonésia se tornou num dos maiores fornecedores de minerais à China, o país obtenha as verbas necessárias para manter em bom estado a sua força aérea… algo que se conseguir, vai conduzir a uma corrida armamentista na região, com tradicionais rivais indonésios, como a Malásia e Singapura a serem forçados também a reforçar os seus meios aéreos a curto prazo.

Fonte:
http://www.aviationweek.com/aw/generic/story_channel.jsp?channel=defense&id=news/asd/2010/09/30/03.xml

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 32 comentários

A Indonésia está a receber os seus Sukhoi SU-27SKM

A Indonésia irá receber em setembro 3 dos aviões Sukhoi SU-27SKM que já havia encomendado à Rússia. Os aparelhos deveriam ser recepcionados apenas em 11 de setembro de 2010, mas por alguma razão não divulgada, a entrega terá lugar com algumas semanas de antecedência.

Os primeiros dois aparelhos chegarão nos primeiros dias de setembro, enquanto que o terceiro chegará a Jacarta antes de 11 de setembro. Os aviões não chegarão contudo em voo direto, mas em peças e devendo ser montados apenas já na Indonésia, no aeroporto Sultan Hasanuddin.

Estes Sukhoi SU-27SKM fazem parte de um grupo de 10, tendo sido os primeiros 4 comprados em 2003 e os restantes 6 em 2007.

Fonte:
http://www.defpro.com/news/details/17565/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 4 comentários

Sukhoi T-50: algumas notas e dúvidas

Sukhoi T-50 (http://www.7ele.com)

Sukhoi T-50 (http://www.7ele.com)

O primeiro voo do Sukhoi T-50 inundou de euforia muita gente… Mas muitos duvidam da capacidade da empresa aeronáutica russa para terminar o seu desenvolvimento e começar a fabricar este tipo de aparelho já em 2015, como indicam fontes oficiais russas…

O T-50 foi nitidamente concebido tendo em conta a furtividade, com baías de armamento internas. Mas continua a ser no essencial um Flanker (criado em 1977) agora com o aspecto externo de um F-22A Raptor, já que não tem motores de Supercruise, lhe falta um radar AESA. Poderá ser um par do F-35, mas ainda não do F-22, não pelo menos na sua forma atual.

É certo que na sua forma atual, o T-50, ainda é um avião nas suas primeiras fases de desenvolvimento. E se o Raptor entre o seu primeiro voo em 1990 e o primeiro uso operacional em 2005, esteve dez anos em desenvolvimento, como conseguirá a Sukhoi encurtar esse prazo para apenas cinco anos?

O protótipo T-50 apresentou várias superfícies em metal, o que indica que estas serão substituídas por materiais compósitos noutros protótipos e certamente, quando este avião furtivo chegar às linhas de produção, já que é difícil acreditar que um avião furtivo não use este tipo de materiais em abundância.

O T-50 apresenta os motores muito separados um do outro, o que garante excelente manobrabilidade com os seus jatos vetoriais, assim como bom espaço para armamento interno (um dos problemas do Raptor) ou espaço para combustível. As baías externas deverão ser usadas para mísseis ar-ar e serão complementadas por baías externas de armamento que nem sempre serão preenchidas de forma a baixa a elevada furtividade do aparelho.

Os motores que irão equipar o T-50 serão fabricados pela Saturn e serão completamente novos, não um desenvolvimento dos 117S, como se chegou a afirmar. Mas estas declarações da Saturn foram pouco depois desmentidas pelo vice-primeiro ministro russo Sergei Ivanov que disse que “a questão dos motores ainda está por dizer”, e que os motores do aparelho poderiam mesmo ser afinal os 117S que equipam os 3 protótipos. O que permitirá talvez cumprir o calendário de 2015, já que o novo motor supercruise só estará pronto lá para 2020, pelo menos…

O radar AESA está a revelar-se como outra dificuldade do T-50. O radar está a ser concebido pela Tikhomorov NIIP e está atualmente a ser testado no solo, devendo estar pronto para testes no protótipo do T-50 a partir de meados de 2010.

O T-50 continua a tradição russa de fabricar aviões capazes de transportarem grandes cargas de armamento, bem superior ao F-22, diga-se e na melhor tradição do Su-27.

A Índia é um parceiro importante deste programa (financiando 25% do seu custo total) e será cliente de metade dos 500 aparelhos já encomendados. O seu T-50 será o bilugar T-50UB, uma versão própria, desenvolvida pela empresa indiana HAL, a partir do T-50 original.

Fonte:
http://www.military.com/features/0,15240,210368,00.html?ESRC=dodnews.RSS

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 4 comentários

O PAK-FA (ou Sukhoi T-50), o novo caça de 5ª geração russo, está prestes a realizar o seu primeiro voo

O PAK-DA ou Sukhoi T-50 em http://warfare.ru

O PAK-FA (ou Sukhoi T-50), o novo caça de 5ªa geração russo, está prestes a realizar o seu primeiro voo. Depois de vários adiamentos no programa de desenvolvimento do PAK-FA, o seu primeiro protótipo deverá ter sido terminado já em novembro e realizar o seu primeiro voo ainda antes do final de 2009.

O PAK-FA está a ser construído na fábrica Sukhoi de Knaapo em Komsomolsk-na-Amur, onde estão 5 protótipos, em fases diferentes de finalização. Três destes serão usados em testes de voo, um para testes estáticos no solo e o quinto não deverá nunca voar, sendo usado em exibições e em testes de solo.

O segundo T-50 já construído – em agosto – foi entregue à base de Zhukovsky e está desde então a ser testado pelo Instituto TsAGI.

Todos os protótipos serão equipados com motores NPO Saturn 117S. Uma opção temporária, enquanto não termina o desenvolvimento de novos motores para o PAK-FA. Os aviões irão receber também os radares AESA Sh121, logo que estes estiverem terminados, a partir de meados de 2010.

Fonte:
Air Forces Monthly, dezembro de 2009

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 6 comentários

A Sukhoi vendeu 48 Su-35, 12 Su-27SM3 e 4 Su-30M2 à Rússia

Sukhoi SU-27 SM3 da Força Aérea Russa (http://d1.img.v4.skyrock.net)

Sukhoi SU-27 SM3 da Força Aérea Russa (http://d1.img.v4.skyrock.net)

A Rússia e a Sukhoi assinaram um contrato de compra de 48 Su-35, 12 Su-27SM3 e 4 Su-30M2 por 2,5 biliões de dólares. Os Su-35 serão entregues até 2015, enquanto que os Su-27SM e os Su-30M deverão entrar em serviço em 2011. Em julho, fontes oficiais russas diziam que 3 regimentos aéreos seriam armados com o Su-35, como avião intermédio até à chegada dos primeiros (atrasados) PAK-FA.

Os Su-27SM3 serão reconstruídos a partir de aviões armazenados e os Su-30M são aviões que deviam ter sido exportados para a China, mas que foram retidos depois de os russos terem percebido que os chineses estavam a violar o termos da parceria e que estavam a vender Su-27 (versão chinesa) ao Sudão…

A decisão vem servir de apoio à Sukhoi, uma empresa que desde a década de 90 tem vivido sobretudo das exportações, já que a força aérea russa tem retido as aquisições e a renovação da frota devido a crónicos problemas orçamentais que só foram resolvidos nos últimos anos e serve de um precioso balão de oxigénio para que possa prosseguir o trabalho nos dois protótipos do PAK-FA.

Fonte:
Air Forces Monthly, outubro de 2009

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 2 comentários

A Sukhoi está atrasada com o seu protótipo PAK-FA?

A Sukhoi continua a trabalhar no primeiro protótipo do primeiro caça russo de 5ª geração, o “PAK-FA”. O secretismo quanto à data de realização do primeiro voo do aparelho – inicialmente anunciado para 2009 – parece indicar que existem atrasos significativos, retardando esse voo para, pelo menos, o início de 2010. A Sukhoi está também estrategicamente focada no marketing do seu avião comercial “Superjet 100“, um concorrente direto numa gama de mercado dominado pela brasileira Embraer e pela canadiana Bombardier, o que pode explicar o perfil muito discreto do desenvolvimento do “PAK-FA”, parcialmente…

O responsável da Sukhoi confirmou que a empresa russa continua a trabalhar no protótipo e os primeiros testes. Admitiu também que a Sukhoi iria manter um perfil mediático muito discreto até à realização dos primeiros testes com o protótipo acrescentando nada à (aparentemente) apressada declaração do ministro da energia russo Viktor Khristenko que disse recentemente que “os testes de voo do avião estão calendarizados para o começo de 2009“. Bem, as reservas agora expressas pelo Sukhoi indicam que se tratou de otimismo excessivo…

Pogosyan exprimiu confiança de que a MiG, sua concorrente russa, tem boas condições para vencer o atual concurso indiano com o seu MiG-35. O avião já terminou os testes na força aérea indiana e os russos estão otimistas num negócio que poderá ditar a morte ou a vida para a MiG Avia, cuja única venda a curto prazo é a de seis MiG-29K para a Malásia, que serão entregues em finais de 2009.

Fonte:
http://www.flightglobal.com/articles/2009/06/17/328148/paris-air-show-sukhoi-secretive-on-pak-fa-programmes.html

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 6 comentários

Sobre a fusão MiG Avia / Sukhoi


(O “Skat” um projeto de um UCAV da MiG… agora absorvido pelo novo consórcio? in
http://www.migavia.ru)

Se na década de 60-70, os caças soviéticos mais comuns eram os MiG – tanto que a dada altura “MiG” no cinema se tornou sinónimo de “caça soviético” – a verdade é que a partir da década de 80, a “Mig Avia“, herdeira do antigo bureu de desenho Mikoyan & Gurevich entrou em dificuldades financeiras. Os descendentes do fabuloso Sukhoi SU-27 são ainda hoje dos melhores aviões do mundo mas os dois melhores aviões MiG de sempre, o MiG-29 Fulcrum e o MiG-31 Foxhound estão hoje claramente ultrapassados pelo que melhor a Sukhoi tem fabricados nos últimos anos.

A sobrevivência da MiG esteve até em causa na década de noventa, sendo salva in extremis pelas realização de atualizações em aparelhos da força aérea russa e búlgara. Hoje, a MiG não partilha com a Sukhoi do seu estrondoso sucesso exportador e a sua capacidade para sobreviver está novamente posta em causa… Recentemente, a MiG perdeu o concurso para um novo treinador avançado para a força aérea russa, vendo o seu MiG-AT ser batido pelo Yak-130. As recentes vendas de MiG-29 para o Sudão e de 28 MiG-29SMT pela força aérea russa de foram assim verdadeiros balões de oxigénio para uma fábrica que luta pela sobrevivência e podem explicar a imoralidade da venda (o Sudão é um país governado por islâmicos radicais que massacram no Darfur o seu próprio povo).

Perante esta situação e uma crescente dívida que já é superior a 1,6 biliões de dólares, temos agora sinais de que o governo russo poderá estar a cozinhar uma fusão entre a Sukhoi e a MiG. Pelo menos é o que indica a nomeação de Mikhail Pogosyan como presidente da MiG e diretor geral da Sukhoi… simultâneamente.

Aquilo que mais erodiu o prestígio da MiG foi a péssima qualidade dos seus serviços de pós-venda. Os indianos em particular sofreram especialmente com problemas de peças e com a baixa qualidade das peças de reposição da MiG e isso explica em parte a elevada taxa de avarias e de aviões perdidos na força aérea indiana. Isso mesmo foi reconhecido implicitamente por Pogosyan ao identificar a área de “pós-venda” como o principal foco da sua atenção na MiG durante os próximos. No entretanto, é praticamente certo que o novo consórcio aeronáutico vai proceder a despedimentos massiços, já que há certamente muitas redundâncias entre a MiG e a Sukhoi… Nada bom para um país como a Rússia que está a sentir muito severamente os efeitos da crise financeira mundial e onde a queda dos preços do petróleo teve já um efeito estrondoso nas receitas do Estado (e logo, nas encomendas de aviões de combate que este poderá fazer nos próximos anos).

Fonte:
http://www.defenseindustrydaily.com/MiG-to-Fold-into-UAC-With-Sukhoi-05252/?utm_campaign=newsletter&utm_source=did&utm_medium=textlink#more-5252

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 6 comentários

Um relatório do SIPRI revala o declínio militar dos EUA e a ascensão da China como nova potencia global

J11B (Su-27SK)

Caça "chinês" J11B (Su-27SK) in http://i2.sinaimg.cn

Em 2007, os três países do mundo com maiores níveis de despesa em Defesa, foram, por ordem, os Estados Unidos (547 biliões de USDs), Reino Unido (59,7 biliões) e a China (58,3 biliões). Estes números constam do relatório anual do “Stockholm International Peace Research Institute” e reflectem um aumento de 6% desde 2006. Os EUA continuam a ser – de longe – o maior consumidor nesta área, com uns impressionantes 45% do total absoluto. Logo atrás da China, posicionam-se a França e o Japão, com níveis de entre 4 a 5% do total da despesa mundial.

Uma boa parte deste impressionante nível de despesa militar dos EUA resulta da manutenção de intensas operações de guerra em apenas dois cenários, o Afeganistão e o Iraque, sendo que ambos, juntos, representam quase metade desta percentagem, o que dá uma boa medida do peso e do esforço a que a “Guerra ao Terrorismo” tem criado no orçamento norte-americano… Atualmente, os níveis de despesa militar dos EUA são mais elevados do que eram no auge da Segunda Grande Guerra, embora devido ao forte crescimento do PIB e da economia dos EUA desde a década de 40, em termos relativos o esforço financeiro da Defesa dos EUA era já mais elevado do que no pico da Segunda Grande Guerra. É claro, que em termos absolutos, e como a economia norte-americana cresceu várias vezes acima do valor de 1941-45, o peso absoluto é consideravelmente menor, mas em período de economia em declínio, esta desproporção irá cada vez ser mais acentuada até ser demasiado flagrante que os EUA já não conseguem suportar financeiramente a carga de serem a única superpotencia mundial.

Outro fenómeno que se destaca neste relatório é a duplicação das despesas militares da China… O relatório anterior do SIPRI coocava o nível de despesa chinesa em apenas 20 biliões de dólares e um tal salto, implica uma aceleração do investimento em vários ramos e em diversos tipos de equipamentos modernos. Aparentemente, a China pretende completar com músculo, o domínio comercial e industrial que já exerce sobre a maioria do planeta. Apesar deste esforço intenso, as forças armadas chinesas são ainda relativamente obsoleta, especialmente para os padrões ocidentais e russos. As suas forças terrestres são muito numerosas,mas ainda estão equipadas principalmente com equipamento com mais de 20 anos, e os novos MBTs fabricados na China continuam muito abaixo em qualidade e capacidades de qualquer MBT ocidental ou russo. A força área continua a alinhar maioritariamente com versões locais de caças soviéticos da década de 50 e 60 e a Marinha – ainda que renovada com a chegada de navios russos – continua a ser insuficiente para as ambições de projeção de poder para o Índico e Pacífico anunciadas pelo Alto Comando.

Contudo, a tendência está clara… Os EUA serão cada vez menos uma potencia capaz de projetar o seu poder a qualquer ponto do globo e tenderão a ser cada vez mais uma mera potencia regional, como pontos de apoio ainda consideráveis nalguns cenários do mundo, mas longe já do seu apogeu da década de 80… E a China irá aparecer cada vez mais como uma potencia militar global, tendo ainda que vencer a batalha da modernização tecnológica e ultrapassar todas as barreiras de conhecimento que lhe faltam ainda através de parcerias com empresas ocidentais e russas ávidas de exportar tecnologia a todo o custo, sem terem em conta que daqui a 20 anos, os seus “parceiros” chineses já não irão precisar deles e começarão a fabricar e exportar… os aviões fabricados sob licença, como se queixou recentemente a Sukhoi a propósito de caças Su-SK, fabricados na China sob licença e que a China quer exportar para o Paquistão a uma fracção do preço dos caças russos.

Fontes:

http://www.spacewar.com/reports/China_Spending_Billions_To_Build_Up_Military_Capacity_Part_One_999.html
http://yearbook2008.sipri.org/05

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , | 13 comentários

site na WordPress.com.

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES ALTRUISM

A new world with universal laws to own and to govern everything with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

A Educação do meu Umbigo

Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Este blogue discorda ortograficamente. Contacto: guinote@gmail.com