Posts Tagged With: sociedade civil

O Bloco lança Semedo para Lisboa e mostra que é apenas “mais do mesmo”

João Semedo

João Semedo

A partidocracia do protesto, a saber aquela versão mais urbana que dá pelo nome de Bloco de Esquerda vai levar um dos seus dois coordenadores a concorrer à presidência da Câmara de Lisboa. Para a Assembleia Municipal, o Bloco avança com a candidatura de Ana Drago, numa seleção que deixou alguma celeuma interna no Bloco.

É compreensível que o Bloco procure recuperar o vereador que perdeu para António Costa num golpe palaciano que não prestigiou nem o sedutor (Costa) nem o seduzido ex-bloquista José Sá Fernandes. Mas tendo em conta a emergência nacional que se vive, o bloqueio absoluto do sistema democrático através do seu sequestro pela Partidocracia do Poder (o tripartido PS-PSD-PP) seria de esperar que o Bloco procura-se sair dessa batida lógica rotativista e sair da caixa, promovendo uma verdadeira candidatura da sociedade civil ou dos movimentos de cidadãos que hoje se começam a erguer um pouco por todo o país. Mas não, mais do mesmo e a leste nada novo.

Fonte:

http://www.publico.pt/politica/noticia/be-candidata-joao-semedo-a-lisboa-mas-objectivo-e-recuperar-um-vereador-1588044

Anúncios
Categories: Lisboa, maisdemocracia.org, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: , | 3 comentários

O Eurobarometro realiza uma sondagem sobre o estado da Democracia na Europa e sobre a confiança dos cidadãos nas associações da Sociedade Civil

Uma sondagem do Eurobarometro mostrou que os cidadãos europeus confiam nas suas organizações da sociedade civil para influenciarem as políticas dos seus governos e fazer a diferença nas comunidades onde estão inseridos. Sinais disso mesmo são dados pela participação crescente nos vários Orçamentos Participativos que se fazem hoje em várias cidades europeia, pela quantidade crescentes de petições e pelo aumento das adesões a associações e ONGs em alguns países do velho continente.

A sondagem revela que 59% dos cidadãos europeus acreditam que as ONGs comungam com eles dos mesmos interesses e valores. 54% acredita que votar ou participar numa associação ou ONG pode influenciar os processos políticos de tomada de decisão e mais de 70% defende que votar nas eleições locais ou nacionais corresponde a uma forma efetiva de alterar a condução política dos governos. 34% confessaram ter assinado uma petição nos últimos dois anos e 24% terem exposto os seus pontos de vista a um eleito a nível local ou regional, 10% a um eleito a nível nacional e apenas 4% a nível europeu.

Ainda que revele alguns números animadores, este eurobarometro mostra ainda algumas sérias limitações na forma como se faz democracia participativa na Europa. Os números de participação cívica ou associativa no sul da Europa continuam a ser muito inferiores aos do norte do continente, com a agravante que hoje – depois dos sucessivos e draconianos tapetes de austeridade – muitas associações vivem hoje em grandes dificuldades económicas ou paralisadas e reduzidas à atividade mínima. O número de 70% de eleitores que acham que o voto influencia a política é também notavelmente baixo. Pergunta-se para que vão votar aqueles 30% que dizem que o voto não afeta a condução política dos governos. E que apesar do tomo otimista desta sondagem existe uma crise credibilidade da democracia na União Europeia que não tem da devida atenção por parte da classe política.

Fonte:
http://www.aeidl.eu/en/news/451-les-citoyens-simpliquent-dans-la-democratie-participative.html

Categories: Democracia Participativa, maisdemocracia.org, Política Internacional, Política Nacional, Portugal, Sociedade Civil | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade