Posts Tagged With: S-300

A Rússia terá mesmo vendido S-300s ao Irão?


(Sistema S-300 in http://www.enemyforces.net)

Mas afinal a Rússia vendeu ou não, os sofisticados sistemas de defesa aérea S-300 ao Irão? No passado dia 26, um representante da diplomacia russa negou a notícia, que tinha origem nas declarações de um deputado iraniano segundo o qual a Rússia teria começado a entregar mísseis S-300 e os seus respectivos lançadores à República Islâmica. Os russos chegaram mesmo a acusar os media de “falta de notícias” e de estarem a inventar para “vender papel”. É certo que outras fontes russas também indicam que esta venda ocorreu mesmo… Por exemplo, o deputado russo Esmaeil Kosari, que é nada mais nada menos que membro da comissão parlamentar de segurança nacional e política externa afirmou à agência noticiosa iraniana que a Rússia tinha começado a enviar componentes dos S-300PMU-1 para o Irão… Outra fonte, desta feita um artifo da RIA Novosti alegava que a Rússia estaria a vender cinco batalhões de sistemas S-300, ou seja entre 20 a 60 sistemas lançadores, tendo cada um três tubos.

Os mísseis 48N6E2 dos S-300 PMU-2 têm um alcance entre os 150 km e os 200 km e são considerados dos sistemas anti-aéreos mais eficientes do mundo, com a capacidade de atacar seis alvos por sistema, lançando 12 misseis. Ou seja, um batalhão com 4 sistemas lançadores pode enfrentar 24 aviões ao mesmo tempo.

Obviamente, os EUA estão muito preocupados com estas alegações, já que se forem bem utilizados, os S-300 poderão abater os aviões israelitas ou norte-americanos que realizem raids sobre instalações nucleares iranianas… Atualmente, o Irão já opera 29 sistemas Tor-M1 de médio alcance, que já preocupam sobremaneira.

Fonte:
http://english.farsnews.com/newstext.php?nn=8710060954

Anúncios
Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , , | 10 comentários

A China adquiriu à Rússia 16 baterias de mísseis Terra-Ar S-300

(Lançamento de um sistema S-300 chinês in http://www.strategycenter.net)

A China adquiriu à Rússia 16 baterias de mísseis Terra-Ar S-300PMU2. Este míssil anti-aéreo tem um alcance de 200 Km contra aviões, e de 40 m contra mísseis balísticos. A aquisição deverá ter ficado acima dos 980 milhões de dólares e é a primeira exportação da arma desde 2001.

Ainda que as características do sistema sejam notáveis, o seu elevado preço explica porque é que ainda que a Rússia tenha colocado o sistema no mercado internacional desde 2001, só agora é que surge o primeiro cliente… e logo um cliente que não é particularmente fiável e que terá nos seus planos copiar o sistema (impedindo assim novas vendas), como está a fazer com os aparelhos Sukhoi que fabrica sob licença…

A China comprou em 1993 os primeiros sistemas S-300PMU (dois batalhões com um total de 32 lançadores) por 220 milhões de dólares. Um ano depois, foram comprados mais 196 mísseis e 32 lançadores S-300PMU1 por cerca de 400 milhões, seguindo-se um terceiro contrato, em 2004, em que a Rússia cedeu mais sistemas S-300PMU1A com 32 lançadores e 197 mísseis 48N6E por 440 milhões. No total, e sem contar com este novo contrato, a China deverá ter em inventário quase mil mísseis lançados por sistemas S-300. Este volume, e o peso deste investimento dá uma boa medida do interesse da China em manter uma força de defesa aérea moderna e capaz de contrabalançar as forças aéreas dos seus vizinhos e, sobretudo, os destacamentos que a USAF mantêm perto das suas fronteiras na Coreia do Sul e no Japão… Sobretudo, no Japão, onde a USAF mantem a única força de F-22 Raptor no estrangeiro (ver AQUI), com 12 aparelhos destacados na base japonesa de Kadena desde Fevereiro de 2007.
Para além destes sistemas S-300, a China tem também adquirido sistemas S-400. Mais eficientes e com um alcance alargado de 400 Km, para além de fabricar localmente mísseis HQ-9 e FT-2000, que procuram replicar algumas das características dos sistemas russos, ainda que com menor sucesso.

A Índia tem também agora uma razão adicional para comprar sistemas S-300 ou S-400, para reforçar a sua força atual de seis baterias de S-300PMU2 (cerca de 200 mísseis) comprada em 1995 por um bilião de dólares.

Fontes:
http://www.spacewar.com/reports/Analysis_China_to_get_SAMs_from_Russia_999.html

Categories: China, DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , | 18 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade