Posts Tagged With: russia

A Polónia vai modernizar aviões MiG-29A e mantê-los em uso até 2030

MiG-29A polaco (http://www.kiitotie.net)

MiG-29A polaco (http://www.kiitotie.net)

A Polónia decidiu não abandonar (seguindo o exemplo de outros Países de Leste) mas manter e modernizar uma parte da sua frota de aviões MiG-29. Metade destes aparelhos construídos na ex-URSS serão modernizados e alinharão assim com os 48 F-16C/D Block 52 como o coração da força aérea polaca.

A força aérea polaca opera também 3 esquadrilhas de aparelhos SU-22, mas estes devem ser retirados em 2014.

A Polónia reservou 48 milhões de dólares para o programa de modernização de 13 MiG-29A e de 3 treinadores MiG-29UB sendo estes trabalhos realizados na fábrica estatal da WZL 2. Os aviões receberão novos computadores, aviónica e um GPS resistente a interferências. Com esta atualização os MiG-29 polacos deverão manter-se ao serviço até pelo menos 2030 tornando o país naquele que será provavelmente o último operador deste grande caça da era soviética…

Fonte:
http://www.defenseindustrydaily.com/Poland-to-Modernize-16-MiG-29s-07084/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 20 comentários

A Guerra Civil na Líbia e consequências para o programa de modernização das forças armadas sírias

Guerra civil na Líbia (http://i.huffpost.com)

Guerra civil na Líbia (http://i.huffpost.com)

Agora que a guerra civil na Líbia está a caminho de uma resolução e que a importância dos ataques aéreos da França e do Reino Unido (não confundir com a NATO) mostraram a importância dos meios aéreos para reverter uma situação militar desfavorável, a Síria está a tentar reforçar a sua defesa aérea.

A Síria contactou o seu grande aliado e defensor no Conselho de Segurança da ONU, a Rússia, para que esta lhe vendesse mísseis anti-aéreos S-300 Favorit (considerados por muitos como o melhor sistema de defesa aérea da atualidade), para além de Terra-Ar Buk de médio alcance e sistemas Tor, de curto raio de ação.

Nos últimos anos, a Síria adquiriu caças MiG-29M e sistemas anti-aéreos Pantsir S1E e Buk-M2E. Tem também em curso negociações para a aquisição de aviões MiG-29SMT, treinadores Yak-130 e mísseis táticos Iskander, para além de dois submarinos Amur 1650. Brevemente irá também entregar mísseis anti-navio SS-N-36 à Síria.

Este cenário mostra bem o interesse russo em apoiar o regime de Assad e em calar a repressão violenta que este exerce contra o seu próprio povo… Um interesse que se torna agora particularmente gritante já que a Líbia deixou de ser um cliente russo e que o Irão ainda está sob embargo, o que torna a Síria ainda mais importante para as exportações russas.

Fonte:
http://www.defencetalk.com/syria-may-buy-more-russian-air-defense-systems-36961/#ixzz1XpYuh400

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 6 comentários

O Sukhoi T-50 vai entrar em operação na Rússia mais cedo que o F-35 nos EUA…

Sukhoi T-50 (static.desktopnexus.com)

Sukhoi T-50 (static.desktopnexus.com)

A Força Aérea Russa anunciou que o Sukhoi T-50 entraria em serviço em 2015. Com esta data, o aparelho entrará em operação um ano antes do F-35 norte-americano (variante naval e da USAF). Desde logo, isto significa que qualquer atraso neste programa vai impactar esta data de lançamento, aumento assim o atraso tecnológico da USAF em relação aos russos. E que pelo menos durante um ano, a USAF estará ultrapassada pela Rússia. Sendo que a desvantagem será ainda maior se o F-22A Raptor se mantiver sem voar, com os problemas que recentemente foram identificados com o sistema de fornecimento de oxigénio aos pilotos e que mantêm todos estes aparelhos no solo desde maio deste ano.

O desenvolvimento do PAK T-50 prossegue a bom ritmo, ainda que recentemente um dos protótipos tenha tudo alguns problemas num dos seus voos. Com essa excepção, tudo parece estar a correr dentro do planeado ou o T-50 não teria sido apresentado no MAKS2011.

A Rússia tenciona ter, até 2020, 60 T-50 ativos na sua força aérea, numa primeira encomenda de um pacote total que pode ultrapassar os 250 aparelhos. Este valor, que ultrapassa os 187 F-22A Raptor atualmente em inventário na USA, vai aumentar ainda mais a vantagem aérea teórica da Rússia sobre os EUA, já que há indícios de que o F-35 não será capaz de competir paritariamente com este caça russo de quinta geração.

Crescem assim os motivos de preocupação para os EUA… e a necessidade de construi rapidamente grandes números de aviões F-35 e de desenvolver um aparelho de sexta geração (um UCAV?) são cada vez mais prementes, mesmo no atual clima financeiro muito restritivo.

Fontes:
http://www.defencetalk.com/russia-debuts-pak-fa-t-50-stealth-fighter-with-implications-for-the-us-36502/#ixzz1Vl7iyAeN
http://www.aviationweek.com/aw/generic/story_channel.jsp?channel=defense&id=news/awx/2011/08/22/awx_08_22_2011_p0-362028.xml

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , | 22 comentários

Dois projetos espaciais russos: o Soyuz-2 e o Rus-M

Lançador russo Rus-M (http://www.russianspaceweb.com)

Lançador russo Rus-M (www.russianspaceweb.com)

Apesar de a Rússia ter saído do foco mediático no que concerne ao seu programa espacial, o país não está parado. Atualmente, os russos trabalham em dois grandes projetos em simultâneo, um deles é a próxima geração de lançadores, a “Soyuz-2” o outro – menos conhecido – é o lançador Rus-M.

A próxima geração de lançadores Soyuz terá sistemas de propulsão mais potentes que a atual e um sistema de controlo completamente digital.

A decisão de construir o Rus-M data de 2006 e são uma evolução direta a partir dos foguetões Zenit, tendo como o objetivo ser capaz de transportar o sucessor das cápsulas Soyuz, maior e mais pesado e deverá ser lançado a partir de um novo Porto Espacial no Extremo Oriente russo, e não mais de Baikonur, no Cazaquistão, como atualmente.

Os primeiros testes – sem tripulação – do Soyuz-2 deverão ter lugar em 2015 e os tripulados apenas em 2018. Não se conhecem datas para o Rus-M para além de que um modelo deste novo lançador pesado russo será apresentado ao público no próximo evento MAKS-2011.

Fonte:
RIA Novosti

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

Sobre a estranha morte de engenheiros nucleares iranianos num “acidente” num avião russo

Acidente com Tupolev russo que vitimou engenheiros nucleares iranianos (http://images.ctv.ca)

Acidente com Tupolev russo que vitimou engenheiros nucleares iranianos (http://images.ctv.ca)

Recentemente, foi noticiado um desastre fatal com um avião civil no norte da Rússia. Até aqui nada de incomum, dada a conhecida má manutenção da maioria dos aparelhos da Aeroflot. Mas quando sabemos que entre as vítimas se encontravam cinco peritos nucleares que estiveram envolvidos na concepção e construção de uma central nuclear da República Islâmica, a coisa já não parece assim tão banal…

Com efeito, o desastre do Tu-134 que teria causado a morte aos seus 44 passageiros e que ter-se-ía fraturado e incendiado durante a aterragem no aeroporto de Petrozavodsk contando-se entre eles os cinco principais desenhadores da central iraniana de Bushehr. Considerados como os cinco melhores especialistas russos nesta área, a sua morte representada para a indústria nuclear russa um sério revez. O seu desaparecimento vai também afetar seriamente o programa nuclear do Irão, país que tinha requerido à empresa russa que os empregava a conclusão desta inacabada central iraniana.

Conhecida que é a preocupação israelita quanto ao programa nuclear iraniano e aos seus objetivos militares não espantaria ninguém se neste conveniente “acidente” não estivesse a mão invisível da Mossad…

Fonte:
http://www.haaretz.com/news/diplomacy-defense/nuclear-experts-killed-in-russia-plane-crash-helped-design-iran-facility-1.369226

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , | 7 comentários

A Rússia já tem 3 corvetas Projeto 20380

Fragata russa Soobrazitelny (http://navalshow.ru)

Fragata russa Soobrazitelny (http://navalshow.ru)

O estaleiro russo “Severnaya Verf” lançou ao mar a terceira corveta multifunções Projeto 20380. A Rússia prevê construir um total de 30 navios desta classe com o primeiro navio lançado em 2006, o “Soobrazitelny”. O segundo navio da classe está agora em testes de mar.

Esta classe foi concebida para a defesa costeira da Federação Russa e são capazes de enfrentar uma série de alvos como navios de superfície, submarinos e aeronaves. O navio tem um desenho furtivo ao radar, infra-vermelhos, e sensores magnéticos.

Os navios têm 105 metros de comprimento e deslocam 2100 toneladas métricas a uma velocidade máxima de 27 nós. Transportam cem tripulantes e possuem mísseis anti-navio SS-N-25, um canhão de 100 mm e vários sistemas anti-aéreos e anti-submarinos.

Fonte:
http://www.defpro.com/daily/details/798/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 16 comentários

Ka-52 para a Rússia. Finalmente.

Kamov Ka-52 (http://t3.gstatic.com)

Kamov Ka-52 (http://t3.gstatic.com)

Após muitas hesitações, o Governo russo deverá realizar uma encomenda de helicópteros Ka-52 Alligator à Kamov durante o corrente ano de 2011.

O Ka-52 é uma evolução a partir do conhecido Ka-50 Hokum com um canhão de 30 mm, mísseis guiados por laser, foguetes, bombas e dois radares, um terrestre e o outro aéreo. O desenvolvimento deste aparelho começou em 1994, mas a produção em série apenas arrancou em 2008.

Fonte:
http://www.defpro.com/news/details/20881/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 11 comentários

A Rússia vai lançar em outubro de 2011 uma missão marciana conjunta com a China

A Rússia vai lançar em outubro de 2011 uma missão marciana conjunta com a China. A missão terá como objetivos Marte e a lua marciana Phobos e tem a designação Phobos-Grunt ambicionando recolher amostras da superfície de Phobos e enviá-las para Terra.

A participação chinesa na Phobos-Grunt consiste na presença de um micro-satélite chinês, o YH-1 (preparada para estudar a evaporação de agua em Marte), a primeira sonda extra-lunar chinesa de sempre e mais um importante passo no ambicioso programa espacial chinês.

A Phobos-Grunt vai transportar um grupo de sementes e bactérias, de vários tipos e espécies, procurando determinar qual será o efeito de uma longa viagem espacial nesses seres vivos, antecipando consequências de uma futura viagem tripulada ao Planeta Vermelho, já que a viagem da Phobos-Grunt vai demorar 330 dias até que a sonda russa com o micro-satélite chinês chegue a Marte.

Fonte:
http://www.xinhua.cn

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 18 comentários

Afinal, a Rússia pode deixar de ter porta-aviões

A Rússia recebeu recentemente mais uma série estocada na capacidade das suas forças armadas quando comandos militares admitiram a 10 de dezembro que não tinham os recursos financeiros para construir a ambicionada frota de porta-aviões equipados com a versão naval do T-50. Os comandos admitiram também que segundo toda a probabilidade esses recursos também não estariam disponíveis nos próximos dez anos… O orçamento russo até 2020 dedica algum espaço para o desenho de uma nova classe de porta-aviões, mas nenhum para a construção, que assim deverá ficar apenas para a década seguinte não sendo certo que o único porta-aviões russo, o Almirante Kuznetsov seja capaz de sobreviver durante todo esse hiato… e dá um bom retrato da seriedade dos problemas financeiros russos, já que em 2009 o responsável máximo pela marinha russa, o almirante Vladimir Vyotsky declarava a intenção russa de construir… seis porta-aviões (três para a frota do Mar do Norte e três para a frota do Pacífico)

A prioridade russa parece ser agora completar a modernização dos seus mísseis balísticos estratégicos, onde os problemas de desenvolvimento dos Bulava têm sido constantes e, aparentemente, completar o T-50 por forma a honrar os contratos internacionais com a Índia e a começar a substituir as múltiplas classes de aparelhos atualmente no inventário da força aérea russa por este novo aparelho de 5a geração.

Fonte:
http://defensetech.org/2010/12/10/russia-cant-afford-new-carriers-despite-plans-for-naval-revamp/#ixzz17tRWqMeS

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: | 1 Comentário

A Rússia vai vender aviões Su-35 Flanker E à China

Até hoje, a Rússia sempre recusou vender os seus mais avançados aviões de combate à China. Até hoje. Tudo indica que Moscovo vai aceitar vender o mais recente avião da Sukhoi, o Su-35 à China.

O Su-35 Flanker E é propulsado por dois motores 117S com impulso vetorial, combinando assim elevada manobrabilidade com a capacidade para atacar vários alvos ao mesmo tempo. O modelo deverá começar a ser fabricado a partir de finais de 2011 e a China deverá receber os seus primeiros aparelhos entre 2011 e 2015. No total, e segundo algumas fontes, a China poderá adquirir entre 40 a 50 aviões deste modelo.

Apesar de se tratar do último modelo do Su-35, a Rússia vai vender uma “versão de exportação” o que na linguagem russa significa uma versão com menos capacidades que a versão original. Curiosamente, esta foi a versão proposta ao Brasil (no âmbito do programa F-X2) e entretanto afastada.

Esta decisão inédita pode ter sido potenciada pela patente necessidade chinesa por várias centenas de aviões de combate modernos e pela necessidade russa de manter a China como um dos seus principais clientes.

Fonte:
http://www.spacewar.com/reports/Russia_sells_Su-35s_to_China_999.html

Categories: China, DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 31 comentários

Sukhoi T-50 para o porta-aviões russo?

O avião russo de 5a geração, o Sukhoi T-50 foi concebido a pensar (também) num uso naval. Contudo, responsáveis militares russos admitiram que o aparelho – na sua versão navalisada – não deverá realizar o primeiro voo antes de 2020 e isto apesar de algumas indicações iniciais que davam como certo o seu uso a partir de 2016.

Contudo, não é certo que o próximo avião naval russo seja mesmo uma versão naval do T-50, já deverá ser aberta uma competição interna e que fabricantes como a MiG e a Yakovlev deverão apresentar propostas alternativas ao aparelho da Sukhoi, que terão ademais o suporte garantido do governo federal já que ambas as construtoras atravessam dificuldades financeiras… e carecem de apoios governamentais para sobreviverem, razão pela qual poderão acabar por ser favorecidos politicamente.

Fonte:
http://www.defpro.com/news/details/18300/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 8 comentários

O projeto russo-indiano “multi-role transport aircraft” (MTA)

"multi-role transport aircraft" (MTA) (http://homepage.tinet.ie/~steven)

"multi-role transport aircraft" (MTA) (http://homepage.tinet.ie/~steven)

A Índia e a Rússia começaram a trabalhar num projeto conjunto para a construção de avião de transporte “multi-role”. O programa tem a designação “multi-role transport aircraft” (MTA) e é o produto de intensas negociações entre as duas partes.

O acordo foi assinado entre a Hindustan Aeronautics indiana e e Rosoboronexport e levou à fundação de uma empresa mista com sede em Bangalore que agora vai começar a desenvolver o conceito de avião de transporte militar com uma capacidade de carga entre 15 a 20 toneladas. Nesta fase inicial, o programa receberá um financiamento de 600 milhões de dólares, a repartir em partes iguais entre a Rússia e a Índia. O plano é fabricar 205 MTAs e colocar mais aparelhos no mercado internacional apresentando algumas caraterísticas muito competitivas, como uma velocidade cruzeiro de 800 km/h, um raio de alcance de 2700 km e uma altitude máxima de 12 mil metros, tudo isto a um preço muito competitivo entre os aparelhos da mesma classe como o C-130J, o A400M (este mais pesado) ou o novo projeto brasileiro Embraer KC-390.

Não é claro como é que a Índia vai conciliar este projeto com a sua encomenda de aviões Hercules C-130J, um concorrente teórico do MTA. A existência de dois aparelhos da mesma classe no inventário da Força Aérea Indiana não é lógica, não só porque isso irá reduzir as unidades encomendadas à HAL, e logo: aumentar o seu preço unitário como irá também aumentar os custos de operação de dois aparelhos tão diferentes em simultâneo na mesma força aérea… estas duas decisões são assim absolutamente incompreensíveis para mim.

Fonte:
http://www.flightglobal.com/articles/2010/09/16/347311/india-russia-launch-multirole-transport-aircraft-project.html

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 4 comentários

O primeiro submarino nuclear russo da classe Borey, o Yury Dolgoruky, já está a realizar uma série de testes de mar

Submarino russo Yury Dolgoruky ainda no estaleiro (http://toocan.com)

Submarino russo Yury Dolgoruky ainda no estaleiro (http://toocan.com)

O primeiro submarino nuclear russo da classe Borey, o Yury Dolgoruky, já está a realizar uma série de testes de mar no Mar Branco. Os testes fazem parte do programa de desenvolvimento do submarino da responsabilidade do estaleiro de Sevmash e permitirão realizar algumas afinações de pormenor a um projeto que já ascende a 775 milhões de dólares. Os submarinos Borey serão o vetor de lançamento dos novos mísseis balísticos Bulava (SS-NX-30), que no decurso do seu processo de desenvolvimento foram afetados por uma série de falhas havendo mesmo quem afirme que em 12 testes apenas 1 foi bem sucedido…

Fonte:
http://www.defencetalk.com/russias-newest-nuclear-submarine-starts-sea-trials-28351/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 9 comentários

A Indonésia está a receber os seus Sukhoi SU-27SKM

A Indonésia irá receber em setembro 3 dos aviões Sukhoi SU-27SKM que já havia encomendado à Rússia. Os aparelhos deveriam ser recepcionados apenas em 11 de setembro de 2010, mas por alguma razão não divulgada, a entrega terá lugar com algumas semanas de antecedência.

Os primeiros dois aparelhos chegarão nos primeiros dias de setembro, enquanto que o terceiro chegará a Jacarta antes de 11 de setembro. Os aviões não chegarão contudo em voo direto, mas em peças e devendo ser montados apenas já na Indonésia, no aeroporto Sultan Hasanuddin.

Estes Sukhoi SU-27SKM fazem parte de um grupo de 10, tendo sido os primeiros 4 comprados em 2003 e os restantes 6 em 2007.

Fonte:
http://www.defpro.com/news/details/17565/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 4 comentários

A Agência Espacial Russa Roscosmos vai lançar nos próximos dois anos duas sondas espaciais: uma para a Lua, outra para Marte

A Agência Espacial Russa Roscosmos vai lançar nos próximos dois anos duas sondas espaciais: uma para a Lua, outra para Marte.

A sonda a lançar em 2012 irá estudar a Lua com vários instrumentos, entre os quais um gerador de neutrões para estudar o solo lunar com a designação de IGN-10K. Um gerador idêntico será enviado na sonda marciana, a lançar posteriormente. Ambas terão como objetivo procurar identificar a percentagem de água no solo.

Estas sondas russas marcam o regresso da Rússia a um papel de primeira linha na exploração do Sistema Solar reforçando a busca do componentes fundamental para a Vida: água sendo que simultaneamente se vão identificando locais onde podem vir a ser instaladas bases permanentes…

Fonte:
http://www.spacedaily.com/reports/Russia_announces_two_space_probe_missions_999.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 1 Comentário

A Rússia vai atualizar e colocar em serviço 3 cruzadores de propulsão nuclear construídos na era soviética

Cruzador lança-mísseis Kirov (http://www.globalsecurity.org)

Cruzador lança-mísseis Kirov (http://www.globalsecurity.org)

A Rússia vai atualizar e colocar em serviço 3 cruzadores de propulsão nuclear construídos na era soviética. Os cruzadores lança-mísseis estarão novamente operacionais até 2020.

Os cruzadores “Kirov” foram construídos entre 1974 e 1998 e chegou a haver 4 navios desta classe, nas diversas frotas de alto mar soviéticas. Atualmente, apenas 1 destes 4 poderosos navios está ativo, o Pyotr, está operacional na frota do Mar do Norte. A Rússia vai recolocar em serviço os cruzadores Almirante Nakhimov, Almirante Lazarev e Almirante Ushakov, modernizando o seu equipamento e armamento.

O quarto cruzador nuclear – que não será atualizado – é o primeiro navio construído desta classe não aparece nesta lista de navios a recuperar porque sofreu em 1990 um acidente com o reator de uma escala tão grave que inviabilizou financeiramente qualquer reparação.

Os cruzadores de classe Kirov têm como armamento principal 20 mísseis SS-N-19, concebidos para alcançar grandes alvos navais a grandes distâncias, isto é: super porta-aviões norte-americanos. Como sistemas de Defesa Aérea, os Kirov têm 12 lançadores SA-N-6 e SA-N-4

Fonte:
RIA Novosti

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 11 comentários

O novo submarino russo Project 885, o “Severodvinsk” será provavelmente o único da sua classe

Submarino Project 885, o “Severodvinsk”

Submarino Project 885, o “Severodvinsk”

O primeiro submarino da classe Project 885, o “Severodvinsk” arrisca-se a ser o primeiro e… único navio da sua classe. Os elevados custos de cada submarino, dito de “4ª geração” são tão elevados que a Rússia, simplesmente, não os pode custear.

Todo o projeto foi alvo de severos atrasos, tendo a construção deste submarino agora finalmente entregue à Marinha Russa começado já em 1993 no estaleiro de Sevmach em Severodvinsk, onde o navio esteve praticamente parado durante anos, sempre por dificuldades financeiras. Compreensíveis, já que se estima que cada 885 custe mais de um bilião de dólares e a Rússia já não tem os mesmos recursos que tinha a União Soviética…

É assim muito provável que a Rússia procure agora desenvolver um modelo de submarino menos sofisticado e mais económico a partir da já existente Yasen (Graney), capazes de lançar um amplo leque de 24 mísseis de cruzeiro, com cargas nucleares ou convencionais, para além de oito tubos lança-torpedos e colocadores de minas.

Fonte:
http://www.defpro.com/news/details/16087/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

A Rússia vai construir um helicóptero Stealth. Ou não. Depende do financiamento

A empresa russa “Russian Helicopters” está a trabalhar no primeiro helicóptero de 5a geração do mundo. A empresa investirá um bilião de dólares no projeto e o orçamento federal russo irá somar a esta verba ainda mais alguns recursos.

O aparelho faz lembrar o abandonado projeto norte-americano Comanche, com a capacidade de iludir o radar, um grande raio de alcance e sistemas de armas inteligentes. O helicóptero será concebido para ser capaz de enfrentar aviões a reação e de alcançar velocidades superiores a 600 km/h.

O problema está em que um projeto tão ambicioso como este exige investimento federal e o compromisso governamental na aquisição de alguns aparelhos… E isso é duvidoso num contexto de grandes dificuldades orçamentais russas, apesar de a numerosa (e essencial) frota de helicópteros russa ser ainda composta por aparelhos desenvolvidos na década de 70 e construídos na década de 80… Há mais de 30 anos.

Fontes:
http://www.defpro.com/news/details/15194/
http://www.flightglobal.com/blogs/the-dewline/2010/05/russia-talks-stealthy-370mph-c.html

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 7 comentários

A Rússia está prestes a adquirir quatro navios portahelicópteros Mistral à França

Portahelicópteros Mistral (http://www.defenseindustrydaily.com)

Portahelicópteros Mistral (http://www.defenseindustrydaily.com)

A Rússia está prestes a adquirir quatro navios portahelicópteros Mistral à França. Além de França, também construtores espanhóis e holandeses estão em concurso, ainda que a acreditar em fontes governamentais russas, a vitória dos Mistral está praticamente assegurada.

Dos quatro navios, um será construído no estrangeiro – no país de origem – e os restantes serão construídos em estaleiros russos, em graus diferentes e crescentes.

Todo o negócio tem estado envolvido em polémica, desde o primeiro tempo… Na Rússia, critica-se pelo recurso a uma empresa estrangeira para a construção de um meio naval (algo inédito na Rússia), no Ocidente critica-se a França por estar a ceder tecnologia militar de ponta que poderá depois ser empregue contra o Ocidente ou os seus aliados…

Fonte:
http://www.defpro.com/news/details/15459/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 7 comentários

A Rússia está a entregar MiG-31E e MiG-29M/M2 à Síria

A Rússia começou a entregar os cinco aparelhos MiG-31E à Síria, concretizando um negócio que começou em 2006. segundo o jornal russo Kommersant. Mas ao que parece, a Rússia incluiu no negócio também alguns caças MiG-29M/M2. A confirmar-se seria a primeira exportação deste modelo de avião muito semelhante ao MiG-35 que a Rússia tenta afanosamente vender à Índia. No total, esta importante renovação da frota aérea síria deve orçar em perto de um bilião de dólares. Uma cifra notável para um país sem petróleo… Isto criou especulações sobre todo este negócio não passar de uma operação de fachada que passaria pela revenda destes aparelhos ao Irão. Naturalmente, os russos negaram tal artimanha… mas as dificuldades económicas e até alimentares da Síria reforçam agora a credibilidade desta tese conspirativa.

Em maio de 2007, alguns sistemas anti-aéreos russos Pantsir-s1e foram revendidos ao Irão. Ao vender os MiG desta forma, os russos manteriam as sanções que votaram no Conselho de Seguranca da ONU e continuariam a armar o Irão, atualmente um seu aliado regional contra o extremismo sunita que assola o médio oriente russo.

A questão esté em que atualmente, a Rússia nega até estar a vender armas à Síria… e fazê-lo a um país que até recentemente estava a construir subrepticiamente um reator nuclear, com a ajuda norte-coreana e que Israel destruiu em 2007, poderia criar um incidente internacional especialmente quando esse mesmo país está imerso numa profunda tragédia alimentar decorrente de uma longa seca que terá já ceifado a vida a mais de 80 mil dos seus cidadãos.

Fontes:
http://www.defenseindustrydaily.com/syria-buying-russian-planes
http://en.wikipedia.org/wiki/Mikoyan_MiG-31

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , , , | 9 comentários

Putin está “satisfeito com o T-50” (PAK-FA)

O líder efetivo da Rússia, isto é, Vladimir Putin (e não aquele presidente decorativo que têm em Moscovo) declarou recentemente que “estava muito satisfeito com os testes do avião de quinta geração”. Vladimir Putin agradeceu a todos os que têm trabalhado no projeto, que realizou o seu primeiro voo de um protótipo no passado dia 29 de janeiro após um longo trabalho que começou em meados de 2002.

O avião tem a designação T-50 ou PAK-FA e pode transportar até oito mísseis ar-ar R-77 ou duas bombas anti-navio de 1500 kg cada. O avião pode também levar dois mísseis de longo alcance com alcance superior a 400 km.

Fontes:
http://www.defpro.com/news/details/13497/
http://www.defpro.com/news/details/14648/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 5 comentários

Locomo Sky: Uma empresa russa que fabrica… discos voadores

O aerostestato da Locomo Sky (http://singularityhub.com)

O aerostestato da Locomo Sky (http://singularityhub.com)

Uma empresa russa, a Locomo Skylooks está a trabalhar num “veículo aeróstato termobalastrado”. O estranho veículo aéreo parece um disco voador, uma forma que foi judiciosamente selecionada para maximizar o seu desempenho aerodinâmico. A empresa começou a construir a sua primeira unidade de montagem dos seus veículos em Ulyanovsk.

A empresa já constrói uma versão destes veículos, conhecidos como “Locomoskayners” e que são usados em observações geográficas com a capacidade de transportarem cargas úteis de até mil quilogramas ou uma tripulação entre dois a oito elementos. A Locomo Sky quer construir aeróstatos com capacidades de até 600 toneladas métricas ou 11 mil pessoas, um projeto muito ambicioso que foi recentemente apresentado ao presidente russo Medvedev.

Um aeróstato de hélio apresenta uma capacidade de carga e uma relação custo-eficiencia muito interessante. É assim apenas uma questão de tempo até que estes veículos (ou outros, já que varias empresas em todo o mundo trabalham em cargueiros dirigíveis) venham a encher os nossos céus, substituindo os camiões TIR que hoje enchem as nossas estradas e os navios de carga que saturam as rotas marítimas, com custos mais baixos, menor impacto ecológico e em emissões de CO2. E se a Locomo Sky tiver razão, esses cargueiros aéreos do futuro serão… Discos voadores.

Fonte:
www.gizmodo.com

Categories: Ciência e Tecnologia | Etiquetas: | Deixe um comentário

Sobre a renovação em curso das forças armadas russas

A recente (e bem sucedida) campanha russa contra a Geórgia pode ter recuperado o ferido orgulho russo, mas a verdade é que no essencial o exército russo é hoje um exército pouco moderno, mal treinado e escasso em bons oficiais… Este estado quase em decomposição das forças armadas russas é ainda a consequência do colapso da União Soviética e a sua organização é obsoleta, mas começou em 2009 a ser alvo de uma profunda restruturação.

No âmbito desta reorganização, foram desmanteladas várias unidades de reservas, criadas novas brigadas e toda a estrutura do exército foi adaptada para aumentar a sua capacidade de reação em conflitos locais ou regionais, os cenários que os estrategas russos consideram agora serem os mais prováveis para as suas forças. Mas a Rússia padece hoje de uma grave doença demográfica, que produz um declínio sensível no número de jovens conscriptos e uma resposta a este problema está a iminente reativação do serviço militar com dois anos de duração, algo que melhorará também a qualidade da instrução.

Outro problema – talvez ainda mais grave – prende-se com a escassez de armamento moderno nas forças armadas russas. De facto, não há armamento novo desde há mais de 15 anos… Tal situação obrigou a um aumento de 9 a 11% nas despesas em armamento por ano até 2020. Um ritmo que nesse ano deverá garantir a presença de 70% de equipamento moderno em todas as unidades russas, até finais de 2020.

A existência de um forte impulso modernizador é evidente. Recentemente, foram entregues 35 novos mísseis balísticos, 50 novos e 50 aviões modernizados, 4 novos navios de guerra, 2 submarinos nucleares e um novo submarino movido a diesel. Todo este equipamento deverá ser entregue até 2020, mas há sérios atrasos que ameaçam a boa execução deste programa, especialmente com os aviões e meios navais e todas as encomendas de equipamento atualmente em carteira nem sequer cobrem metade de todo o equipamento atualmente em uso nas forças armadas russas! A decadência das forças armadas russas está assim para durar e não tem fim à vista… Para grande gáudio dos radicais islâmicos do Cáucaso e da China, que no Extremo Oriente não pára de cobiçar os recursos deste gigante despovoado e cada vez mais desarmado.

Fonte:
RIA Novosti

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 16 comentários

MiG-29 Fulcrum: Uma resenha sumária

Em 1971, os planeadores soviéticos reconheceram que existia a necessidade de desenvolver um caca ligeiro, de curto raio de ação, para acompanhar o avanço dos blindados soviéticos à medida que estes fossem avançando pela Europa. A resposta foi o conceito “Caça Tático Ligeiro Avançado” que culminaria na encomenda a Mikoyan em 1979 do “produto 9”, mais tarde conhecido como MiG-29. O primeiro voo teria lugar apenas cinco anos depois do primeiro voo do YF-16 e de facto os dois aviões tinham objetivos semelhantes: baixo custo, um caça diurno muito manobrável e um complemento aos aviões mais caros e avançados já disponíveis em ambas as forças aéreas. Mas o caminho que cada uma das nações seguiu para alcançar esses objetivos idênticos não poderia ser mais dissemelhante.

A simplicidade e elegância do desenho global do MiG-29 são impressionantes. Os ductos de entrada de ar nas turbinas são fechados no solo de forma a evitar danos aos motores, um desenho brilhante que facilita as operações do avião em condições mais duras.

“É um avião mais robusto e mais adequado a ser usado em condições mais duras do que aquelas a que os aviões da USAF estão habituados”.
Mike Tongue, piloto USAF

A simplicidade do aparelho permite que possa ser mantido com grande rapidez e eficiência. Onde o F-16 consegue com estabilidade relaxada por controlos via computador, o Fulcrum consegue-o com excelente aerodinâmica e motores massivos: métodos diferentes para objetivos semelhantes. O resistente metal do Fulcrum, um trem de aterragem robusto e sistemas muito simples conseguem os mesmos resultados que o F-16 sem a sua complexidade.

Fonte:
Air Forces Monthly, dezembro de 2009

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 8 comentários

A Mars Express fez uma rasante a Phobos

Uma das novas fotos de Phobos (http://www.esa.int)

Uma das novas fotos de Phobos (http://www.esa.int)

Imagens captadas na última aproximação a Phobos a partir da câmara de alta resolução “High Resolution Stereo Camera (HRSC)” instalada na sonda europeia “Mars Express” revelaram um grau de detalhe novo, com uma resolução de 4,4 metros por pixels. A aproximação permitiu identificar vários locais candidatos a receberem a aterragem da sonda Phobos-Grunt.

A órbita elíptica da Mars Express aproxima-a de Phobos todos os cinco meses, a um grau que não é acompanhado nem de perto por nenhuma das sondas norte-americanas que orbitam hoje em torno do Planeta Vermelho.

Phobos é um satélite muito irregular com pouco mais de 27 km de diâmetro máximo e com caraterísticas que o tornam muito certamente num meteorito capturado pela gravidade de Marte. O mecanismo em que esta captura ocorreu não é, contudo, claro nem a razão pela qual ele apresenta uma massa tão baixa, o que já levou a defender que se tratava de um satélite artificial.

A Rússia vai enviar em 2011 a missão marciana Phobos-Grunt, que deverá recolher amostras do solo de Phobos e trazê-las de volta para Terra.

Fonte:
http://www.marsdaily.com/reports/Marsexpress_Returns_Phobos_Flyby_Images_999.html

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

A Rússia vai ter um novo bombardeiro estratégico até 2020/2025

Como poderá ser o novo bombardeiro russo (http://lh5.ggpht.com)

Como poderá ser o novo bombardeiro russo (http://lh5.ggpht.com)

O novo caça russo de 5a geração, o PAK-FA (ou Sukhoi T-50) deverá cumprir mais de dois mil testes de voo completo antes de entrar em produção. Isto mesmo admitiu o próprio Putin, acrescentando na mesma declaração que agora que o T-50 se estava a desenvolver, era o tempo para focar o trabalho no desenvolvimento de um novo bombardeiro estratégico capaz de substituir o Tu-95.

Já antes falamos da intenção russa de criar um novo bombardeiro de longo alcance, mas Putin acrescentou agora factos novos ao dizer que este avião “seria um transportador aéreo de mísseis”.

A explicação porque é que a entrada em testes do T-50 está ligada ao começo do trabalho de concepção do novo bombardeiro não é clara, já que o T-50 é um programa da Sukhoi e o novo bombardeiro um programa da Tupolev, mas poder-se-á prender com os problemas orçamentais que a Rússia atualmente atravessa.

A Tupolev deverá fazer voar o primeiro protótipo do seu bombardeiro até 2017 e começar a fabricá-lo em série entre 2020 e 2025, ou até 2030, segundo fontes da aviação russa. Será este aparelho que substituirá três tipos diferentes de bombardeiros atualmente em operação na Rússia: o Tu-95MC Bear, o Tu-160 Blackjack e o Tu-22M3 Backfire, todos aviões já com longas carreiras de serviço ativo e longamente carentes de substituição.

Fonte:
http://www.defpro.com/news/details/13497/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 7 comentários

Tupolev Tu-160 Blackjack: Resenha sumária

O Tu-160 é hoje o melhor representante da aviação a longa distancia russa. O bombardeiro pode transportar bombas convencionais e nucleares e demonstrou recentemente a sua capacidade quando em 2008 um pequena esquadrilha passou uma curta temporada na Venezuela. Nesta ocasião, os bombardeiros fizeram vários voos até aos limites do espaço aéreo dos EUA.

O avião é o maior avião de combate ao serviço no mundo. Tem, como o B1-B asas de geometria variável que quando estendidas lhe dão uma envergadura de 55,7 metros e quando retraídas, de apenas 35,6 metros.

O avião foi concebido para ataques a alvos estratégicos a longas distancias, bem longo da linha de frente tendo sido o primeiro avião russo a incorporar características stealth.

O bombardeiro pode transportar 40 toneladas de bombas em duas baías separadas. Pode transportar os mísseis de cruzeiro Kh-55SM alem de bombas convencionais e nucleares.

O voo inaugural do avião teve lugar em dezembro de 1981 tendo sido os primeiros bombardeiros entregues à força aérea russa em 1987.

Fonte:
Air Forces Monthly de outubro de 2009

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 15 comentários

A Rússia está a desenvolver um novo míssil: o S-500

A força aérea russa confirmou que o seu país está a desenvolver um novo míssil antiaéreo e antimíssil, com a designação S-500 e que deverá estar a realizar os seus primeiros testes já em 2012.

Ainda que seja capaz de intercetar múltiplos tipos de alvos, o S-500 está a ser concebido especialmente para enfrentar mísseis de alcance médio deslocando-se a velocidades até 5 km por segundo, fora da troposfera.

O S-500 terá um alcance máximo de 600 km e cada sistema será capaz de atacar até dez alvos em simultâneo. O novo sistema será capaz de atacar alvos deslocando-se a velocidades supersónicas e balísticas. O S-500 poderá funcionar em conjunto com mísseis da geração anterior, o S-400.

O desenvolvimento do novo míssil começou no começo da década e na época chegou-se a ponderar a utilização do sistema como parte de um sistema de defesa conjunto com os EUA, algo que depois, com o solipsismo da política externa Bush, viria a cair.

Fonte:
http://www.defense-update.com/products/s/s-500_250909.html

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 8 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy