Posts Tagged With: russia

A China compra 36 bombardeiros Tupolev Tu-22M3 à Rússia

A China vai adquirir 36 bombardeiros Tupolev Tu-22M3 à Rússia. Numa primeira fase serão entregues 12 aparelhos e numa segunda e última os remanescentes 36 aviões.

O Tu-22 é um bombardeiro estratégico de longa distância desenvolvido na era soviética para atacar os grandes porta-aviões norte-americanos. O modelo continua em uso na Rússia em grandes números (93 na força aérea e 58 na marinha) apesar de ser um projeto da década de 1980 e vai permitir a Pequim realizar um incremento notável das suas capacidades aeronavais.

Os aparelhos exportados para a China serão assim aviões usados e que ali receberão uma nova designação “H-10” e atualizações diversas, como sistemas eletrónicos e um aumento do seu raio de alcance. O aparelho irá permitir a saída do serviço ativo da frota de obsoletos bombardeiros H-6 (a versão chinesa do Tu-16) e servir a estratégia chinesa de aumento no nível de confronto aeronaval no Mar do Sul da China e contra o Japão.

Os primeiros H-10 deverão sair das fabricas chinesas em 2013 e entrar ao serviço ainda no ano seguinte.

Fonte:
http://www.spacemart.com/reports/China_buys_Russian_bombers_999.html

Anúncios
Categories: China, DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: | 2 comentários

A Rússia vai lançar em 2015 uma missão robótica para a Lua

A Rússia vai lançar uma missão lunar não tripulada em 2015 que terá como principal objetivo… provar que o país ainda tem a capacidade técnica de lançar uma sonda interplanetária e de a fazer aterrar… sendo que um tal “imodesto” objetivo já diz muito do estado de desnorte atual do programa espacial russo.

Simultaneamente, a Rússia continua a trabalhar numa nova nave espacial tripulável capaz de realizar viagens até ao nosso satélite natural e que deverá realizar o primeiro voo de testes em 2015. Para lançar esta nave a Rússia está também a trabalhar num novo tipo de lançador pesado que deverá estar pronto dentro de três anos.

Estas duas missões são parte de uma estratégia para o Espaço desenhada pela agência espacial russa Roscosmos até 2030 e que inclui a cooperação da Lavochkin com a ESA para a missão marciana robótica de 2018.

Fonte:
http://www.moondaily.com/reports/Russia_to_launch_lunar_mission_in_2015_999.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

A Rússia está a desenvolver um sistema espacial parcialmente reutilizável

A Rússia está a desenvolver um sistema espacial parcialmente reutilizável. O primeiro booster deste tipo deve ser testado pela primeira vez em 2020 e recebeu a designação de “Re-entry Rocket Module” (RRM), indo integrar o novo lançador espacial “Reusable Integrated Launch Vehicle” (RILV) onde fornecera impulsão ao primeiro andar.

O RRM deverá ser capaz de ser lançado pelo menos cem vezes, sendo que os seus quatro motores a combustível liquido (oxigenio líquido e metano/querosene) poderão ser usado entre 10 a 25 vezes antes de terem que ser substituídos.

A conceção teórica do RRM cabe ao Centro de Pesquisa Espacial Kkrunichev e deverá estar concluída até finais de 2013.

O sistema está a ser concebido desde o principio para ser muito redundante com a capacidade suportar a falha total de um dos motores compensando-a com o incremento da potencia dos restantes a 130%.

O custo do sistema será mantido baixo, não somente através da reutilização de boosters e de motores mas também através da utilização de componentes padrão de aviação e do recurso a componentes de outros – já existentes – foguetões sempre que tal for possível.

Ao contrário dos boosters do agora retirado Space Shuttle norte-americano o RRM vai regressar a terra voando graças a um par de asas e a um grupo de motores a reação instalados no seu nariz.

Fonte:
http://www.space.com/18046-russia-reusable-rockets-2020.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

A Rússia vai lançar astronautas com o Angara A5

Embora poucos falados no Ocidente, os planos russos para renovar o seu sistema de lancamentos espaciais prosseguem… o primeiro voo da nova cápsula espacial capaz de transportar até seis cosmonautas deverá ter lugar em 2018, mas usando não o foguetão inicialmente pensado, o Rus-M, mas o Angara A5.

O novo veículo tripulado russo tem agora a designacao “Veículo Avançado Tripulado” (em russo…) conseguira transportar até seis cosmonautas, meia tonelada de carga e será capaz de realizar voos até à Lua ou a um asteróide. Como as atuais cápsulas Soyuz, será capaz de aterrar apenas em terra, recorrendo para tal a retro-foguetes de combustível sólido.

O A5 é a versão pesada do foguetao Angara. Toda utiliza o mesmo motor a oxigenio líquido e querosene, mas o A5 possui cinco desses motores. Este motor é utilizado pelo lançador sul-coreano “Korea Space Launch Vehicle” (KSLV) no seu primeiro estágio e foi utilizado pela primeira vez em 2009. O primeiro voo de um Angara terá lugar em 2013, materializando um atraso que carateriza de forma sistematica este programa desde o seu arranque em 2009.

Fonte:
http://www.msnbc.msn.com/id/48266154/ns/technology_and_science-space/#.UAss5xWieBs

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 4 comentários

A Indústria Espacial Russa está em “Crise Sistemética”?

Foguetão russo Proton (http://cache.gizmodo.com)

Foguetão russo Proton (http://cache.gizmodo.com)

Apesar da negação por parte do Governo russo, é manifesto que existem sérios problemas na industria espacial russa. Os mais altos responsáveis russos negam e renegam, mas é evidente que existe uma crise sistémica na industria espacial russa.

Os problemas parecem mais graves em algumas empresas do complexo industrial espacial russo que noutras e decorrem de problemas de tecnologia, de falta de pessoal devidamente qualificado e disciplina, como se admite, na Rússia, ainda que negando sempre essa “crise sistémica”.

Os problemas com lançamentos comerciais, com os anteriormente fiáveis Proton, sucedem-se. Até as muito fiáveis e seguras cápsulas Soyuz têm apresentado problemas graves nos últimos lançamentos e, cumulando toda esta humilhante serie de fiascos, temos o maior de todos: o fracasso clamoroso da sonda marciana Phobos-Grunt, especialmente notável numa época em que a NASA acumula sucesso atrás de sucesso no difícil e “amaldiçoado” Planeta Vermelho. É certo que a “maldição” de Marte parece especialmente forte nos russos que falharam 17 em 17 missões marcianas, enquanto que no ainda mais agreste Vénus acumularam sucesso atrás de sucesso, mas ainda assim, o fracasso do Phobos-Grunt e agora, mais recentemente, de uma sucessão de lançadores Proton provam que algo vai mal (e muito) na indústria espacial russa.

Fonte:
http://www.spacedaily.com/reports/Russia_Denies_Systemic_Crisis_in_Space_Industry_999.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 3 comentários

A Agência Espacial Russa Roscosmos lançou um concurso para um novo modelo de foguetão

A Agência Espacial Russa (Roscosmos) lançou um concurso de 240 milhões de euros para financiar as primeiras fases do desenvolvimento de um novo foguetão pesado que seja capaz de transportar naves espaciais tripuladas para a Lua e mais além. As propostas devem ser submetidas até 28 de agosto e terão que detalhar o novo modelo de foguetão, assim como os necessários sistemas terrestres de apoio. A Roscosmos requer igualmente que o projeto esteja terminado até 31 de maio de 2013.
Este concurso interno russo visa certamente dar resposta à intenção expressa em meados de julho deste ano por parte de Vladimir Popovkin, o responsável máximo pela Roscosmos de devolver à Rússia parte do perdido brilho espacial da União Soviética e colocar um astronauta russo na Lua antes do final de 2018… Obviamente, quando estiver terminado, o mesmo lançador substituirá os atuais muito fiáveis e conhecidos foguetões Soyuz também nos voos para a Estação Espacial Internacional, que sem grandes alterações são lançados desde 1966. Sendo os foguetões Soyuz não um modelo desenvolvido diretamente do zero, mas a partir do Voskhod (e este da geração de foguetões R-7) este novo lançador pesado será não somente o primeiro a usar o novo cósmodromo de Vostochny, na região de Amur, no Extremo Oriente russo, mas também o primeiro foguetão pesado construído totalmente de raiz em muitas décadas…
O principal candidato a vencer este concurso é a “RKK Energia Space Corporation” que já tinha vencido um concurso semelhante em 2009.
Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

A Rússia começou a construir uma nave espacial desenhada para missões tripuladas à Lua e que deverá ser testada pela primeira vez já em 2015, ainda sem tripulantes, e em 2018, agora já com cosmonautas

A Rússia começou a construir uma nave espacial desenhada para missões tripuladas à Lua e que deverá ser testada pela primeira vez já em 2015, ainda sem tripulantes, e em 2018, agora já com cosmonautas. O trabalho compete ao Instituto Gennady Raiunov e deverá produzir um veículo capaz de alunar e de descolar do nosso satélite natural sendoo igualmente capaz de servir como veículo de carga e espaço de trabalho para outras missões e veículos espaciais.

Recentemente, responsáveis russos têm proclamado a necessidade de a Rússia voltar à Lua e, em força, para provar a sua capacidade e de facto, a agência russa Roscosmos colocou as missões lunares como prioridade e um passo indispensavel para a missão a Marte que pretende lançar até 2030, pelo que projetos como este do Instituto Raiunov podem obter financiamento estatal.

Fonte:
http://www.moondaily.com/reports/Russia_starts_building_Moon_spaceship_eyes_Lunar_base_999.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 19 comentários

A Indonésia vai adquirir 37 blindados BMP-3F à Rússia


BMP-3F (http://www.army-guide.com)

A Indonésia vai adquirir 37 blindados BMP-3F à Rússia para aumentar a capacidade das suas forças navais. A aquisição ascende a mais de 114 milhões de dólares e incluirá sistemas de armas e manutenção, assim como os custos de transporte e os programas de treino de pessoal. A transferência de tecnologia para empresas indonésias está também incluída neste negócio e as entregas vão começar em julho de 2013.

Fonte:
http://www.defpro.com/news/details/35468/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

A Rússia está a concentrar navios de guerra no Mediterrâneo Oriental

Almirante Tchabanenko (http://ruvr.ru)

Almirante Tchabanenko (http://ruvr.ru)

A Rússia está a fazer confluir para o Mediterrâneo navios das suas três maiores frotas (Mar do Norte, Báltico e Mar Negro). Supostamente, o pretexto de tão inusitada concentração de forças navais será a comemoração do Dia da Marinha Russa. Os navios estarão sob um comando unificado provisório a partir de 29 de julho o qual estará a bordo do contratorpedeiro Almirante Tchabanenko.

Embora a Rússia alegue que esta concentração não está ligada à crise síria, o facto de se virem a reunir em águas territoriais sírias e de virem todos a aportar na base naval russa síria de Taurus aponta noutro sentido… recentemente, o governo russo esteve em contactos com uma das (várias) fações da oposição, pelo que a frota poderá estar a ser enviada para a costa síria antecipando ou preparando uma eventual do numeroso contingente militar e civil russo na Síria. Outra hipótese é que esta presença naval de dois navios de guerra e três transportes de fuzileiros tenha uma missão terrestre em vista, de apoio ao regime de Assad… os próximos dias deverão aclarar este “mistério”…

Fonte:
http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=2662292

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , | 11 comentários

Rússia e Portugal: irmãos na Epopeia e no Sangue

Dalila Pereira da Costa (novaaguia.blogspot.com)

Dalila Pereira da Costa (novaaguia.blogspot.com)

“Em ambas (Rússia e Portugal) existe o anseio da morte e regeneração, como drama completo de ressurreição, haverá latente; e com uma mesma funda necessidade de expiação, sacrifício (e este, até à humilhação), levada a cabo coletivamente (e este em hecatombes) em formas históricas – quer ele se processe nas planícies infindas dos Oceano pelos Lusíadas nos séculos XV e XVI, quer nas planícies infindas do solo terrestre – como outro mar, a Sibéria – nos séculos XIX e XX. Um e outro, para o surgimento do “homem novo”.

Dalila Pereira da Costa
A Nau e o Graal

Estes dois extremos europeus têm de facto paralelismos semelhantes: ambos, Portugal e Rússia, foram confrontados com dois imensos desafios geográficos: a Portugal deparou-se um Oceano imenso e perigoso, à Rússia uma gigantesca massa continental asiática que a desafiava a expandir-se para Leste, até ao Pacífico enfrentando os “bárbaros” e as imensas estepes e desertos asiáticos. Um e outro extremos europeus não enjeitaram esse convite e abalançaram-se em epopeias de sangue e conquista que esgotariam as energias anímicas de nações menos fortes. Um e outro abriram a Europa a outros mundos e tornaram o continente o centro efetivo do globo até aos dias de hoje.

Categories: História, Lusofonia, Portugal | Etiquetas: | 2 comentários

O Uganda recebeu os últimos dois Sukhoi Su-30MK dos seis que comprou à Rússia em 2010

O Uganda recebeu os últimos dois Sukhoi Su-30MK dos seis que comprou à Rússia em 2010. Estes sofisticados aparelhos terão custado a este país da África central cerca de 740 milhões de dólares.

Os aparelhos estão a operar a partir da base aérea de Entebe e recentemente um deles sofreu um acidente quando um bando de pássaros entrou num dos reatores, destruindo as suas pás. O piloto conseguiu escapar ileso e o motor acabou sendo substituído pelos russos ao abrigo de um contrato de garantia de três anos.

O Uganda está contudo a ter dificuldades em manter os pilotos destes aparelhos, que se queixam de serem mal pagos (500 dólares/mês) que estão a abandonar a carreira militar e troca-la pela civil. Dois dos oito pilotos já saíram da força aérea e os restantes seis escreveram uma carta aberta queixando-se das condições em que têm que exercer as suas funções.

Estes problemas estão a dificultar a intenção ugandesa de enviar estes aparelhos em apoio às forças da União Africana na Somália, já que os cinco MiG-23 ex-libios e os seis MiG-21 ex-polacos parecem insuficientes para essa necessidade e para manterem uma defesa aérea credível num país que tem relações tensas com vários dos seus vizinhos.

Fonte:
http://www.defpro.com/news/details/36215/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 2 comentários

O novo sistema de defesa aérea russo, o muito esperado S-500 vai entrar ao serviço na Rússia em 2015

O novo sistema de defesa aérea russo, o muito esperado S-500 vai entrar ao serviço na Rússia em 2015. O plano é guarnecer dez batalhões de lançadores S-500 entre 2015 e 2020.

O S-500 foi concebido para atacar uma multiplicidade de alvos, desde aviões a misseis balísticos, de cruzeiro ou médio alcance. É provável que o sistema continue os problemas de fabricação do S-400, que embora tenha ficado operacional em 2006 só equipou completamente um esquadrão em 2011. A construção de novas instalações fabris em Kirov e Nizhny Novgorod, visam resolver esses problemas de produção e permitir recuperar o grande atraso atual no processo de reequipamento das forças de Defesa Aérea russa com mísseis S-400.

O programa S-500 está – também ele – muito atrasado e o primeiro teste de voo só deve ocorrer em 2015, com a entrega dos primeiros engenhos de produção em 2017. Isto significa que o S-300V continuara sendo o principal míssil de Defesa Aérea russo, equipando mais de dois terços de todos os batalhões até, pelo menos, 2017…

Fonte:
http://www.defencetalk.com/russia-waiting-for-s-500-air-defense-system-41511/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 3 comentários

As negociações entre a Rússia e a China para a venda de Su-35 Flanker E estão bloqueadas

As negociações entre a Rússia e a China sobre a venda de aparelhos Sukhoi Su-35 Flanker E estão bloqueadas. Segundo fontes russas,  tal deve-se ao desejo chinês de comprar apenas um pequeno número de aviões, enquanto que os russos tencionam vender apenas uma “grande quantidade”. Os russos alegam que só assim o negocio será “economicamente viável”. Nenhuma das partes adiantou ainda quantias ou quantidades, nem se este impasse vai ditar a prazo o fim de negociações que começaram em finais de 2010.

O argumento russo para exigir uma maior encomenda é compreensível: os chineses são conhecidos por fazem “engenharia reversa” aos aviões russos que compram ou fabricam sob licença russa desde a década de 1950 e a venda de uma pequena quantidade de Su-35 significaria apenas que Pequim teria suficientes aviões para desmontar,  equipando eventualmente uma ou duas esquadrilhas, mas logrando recuperar um pouco mais o atraso tecnológico que ainda a separa do resto do globo.

Fonte:
http://www.defencetalk.com/russia-china-su-35-fighter-talks-frozen-41704/#ixzz1sYjwjMTn

Categories: China, DefenseNewsPt | Etiquetas: | 3 comentários

A Rússia quer enviar para Marte em 2018 a sonda Phobos-Grunt 2

O fracasso da sonda marciana Phobos-Grunt e toda a humilhação decorrente parece ter espicaçado os russos. Segundo Lev Zeleny, diretor do Instituto Russa de Pesquisa Espacial, a Rússia vai enviar uma segunda sonda Phobos-Grunt para Marte já em 2018.

A sonda terá a designação Phobos-Grunt 2 e está já na fase de concepção. A data de 2018 foi escolhida em função da menor distancia que então existirá entre as órbitas da Terra e de Marte. A data foi também escolhida – segundo Zeleny – porque então a reestruturação profunda da indústria espacial russo já estará concluída.

Em termos de custos, a Phobos-Grunt 2 custará metade da primeira sonda, ou seja cerca de 80 milhões de dólares, uma vez que toda a infra-estrutura já está construída e os planos serão basicamente os mesmos, mas com uma especialmente cuidadosa revisão dos sistemas informáticos, que foram a causa do falhanço da primeira sonda.

Fonte:
http://www.houstonnews.net/story/203154839

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

A Roscosmos apresenta um ambicioso programa lunar e marciano ao governo russo

Modelo do Kliper (http://www.buran.fr)

Modelo do Kliper (http://www.buran.fr)

A Rússia pretende limpar a ma imagem deixada internamente e internacionalmente por uma série de fracassos (dos quais o Phobos-Grunt foi apenas o mais clamoroso) através de um ambicioso programa espacial que inclui uma missão tripulada à Lua e colocar estações automáticas em Marte, tudo isto até 2030. Este é pelo menos o plano que a Roscosmos vai apresentar este mês ao governo russo…

O plano da Roscosmos inclui a compra de tecnologia de foguetões estrangeira (presume-se que europeia, com quem já existem relações) por forma a recuperar o atraso para com os EUA em certos campos da tecnologia espacial. Assim, por via destas parcerias a Rússia poderia compensar a perda de massa cinzenta registada nas ultimas décadas sem esquecer a necessidade de aumentar a exigência sobre as empresas aeroespaciais russas que têm tido um papel central nos mais recentes falhanços russos.

O plano parece ser apostar no desenvolvimento do Kliper, uma nave reutilizável, capaz de voar até à Lua e Marte, incluindo o voo circum-lunar até 2030 e a alunagem de astronautas nos anos subsequentes. O plano prevê também a instalação de estações cientificas automáticas em Marte em parceria com outras nações.

O plano é ambicioso, mas realizável… Mas depende dos fundos governamentais e do sucesso das parcerias internacionais que surgem em praticamente todas as suas fases. As relações com os EUA estão a aquecer (esquecida que está já a guerra da Geórgia) e as com a ESA europeia no seu ponto mais alto de sempre, com foguetões Soyuz a serem regularmente lançados da Guiana Francesa. Em relação a Marte, a saída da NASA do rover europeu ExoMars abre espaço à entrada dos russos… Há assim boas condições para que estes planos lunares e marcianos sejam bem sucedidos. Esperemos que sim.

Fonte:
http://www.moondaily.com/reports/Russia_sets_sights_on_Moon_Mars_and_beyond_report_999.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 11 comentários

A Rússia vai receber 94 Sukhoi Su-34 a partir de 2020

O Ministério da Defesa russo assinou um contrato que prevê a aquisição de 94 aparelhos Su-34 Fullback. Os aviões serão entregues a partir de 2020 e permitirá a substituição dos últimos caças-bombardeiros Su-24 ainda em uso na força aérea deste país do Leste europeu.

Noticias anteriores indicavam que apenas 70 aparelhos seriam entregues em 2015, sendo que estes 90 aviões representam assim um incremento notável na encomenda e afirmam uma vontade muito expressiva de modernizar a força aérea russa e… Num contexto de campanha eleitoral que não deve ser esquecido.

A ocorrência de três acidentes com aviões Su-34 entre outubro de 2011 e fevereiro de 2012 indica que existe uma necessidade cada vez mais urgente de substituir estes aparelhos em operação na Rússia desde a década de 70.

Cada Su-34 custa 36 milhões de dólares (menos de um terço de um F-35), é fabricado pela Sukhoi desde 2008 e é propulsado por duas turbinas AL-31MF. O aparelho foi concebido como um bombardeiro tático de alta precisão, armado com um canhão de 30 mm GSh-301, até 12 mísseis Alamo ou Archer, sendo também capaz de transportar ASMs ou vários tipos de bombas de precisão.

Fonte:
http://www.defencetalk.com/russian-defense-ministry-to-buy-92-su-34-fighters-40697/#ixzz1nxrvKKIr

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 31 comentários

A Rússia vai vender à Argélia e ao Turcomenistão 150 tanques T-90C

A Rússia vai vender à Argélia e ao Turcomenistão 150 tanques T-90C. A venda ascende a mais de 500 milhões de dólares e consiste em 120 MBTs para a Argélia e 30 para o Turcomenistão. Em 2009, a Rússia tinha já exportado 185 blindados deste tipo à Argélia e em 2010, 10 T-90Cs ao Turcomenistão. A venda ocorre num momento precioso para a Rússia e permite compensar um notável declínio das exportações de armas russas para a China.

O T-90C é um desenvolvimento do conhecido T-72, armado com um canhão de 125 mm, mira térmica, um novo motor e uma blindagem de três camadas.

O veículo contudo não é famoso pela qualidade… em 2011, um alto comando russo queixou-se do T-90C dizendo que a Rússia ficaria “melhor servida gastando a mesma quantia de dinheiro em 3 Leopard 2 pelo preço de um T-90“… Nessa altura, existiam 436 T-90A e 266 T-90 no inventário do exército russo. A variante C veio resolver algumas limitações destes modelos iniciais, mas não aplacou todas as criticas dos que contestam a qualidades deste MBT… algo que contudo não obstou a que Argélia e Turcomenistão realizassem agora as suas compras.

Fonte:
http://www.army-technology.com/news/newsrussia-to-supply-t-90-tanks-to-algeria-turkmenistan

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

A Rússia vai aumentar para 14 o número de protótipos Sukhoi T-50

A Rússia vai aumentar para 14 o numero de protótipos Sukhoi T-50 atualmente em uso. Existem hoje três aparelhos sendo testados com planos mais três a breve prazo, número que será agora alargado para 14 unidades.

Segundo Alexander Zelin, o comandante da Força Aérea Russa, o aparelho ultrapassa as características de qualquer outro aparelho de 5a geração atualmente em desenvolvimento ou uso no mundo: “depois de uma analise comparativa com as características do norte-americano F-22 e com o chinês J-20, concluímos que o PAK FA excede qualquer análogo estrangeiro em velocidade máxima, alcance, peso máximo à descolagem e carga útil.”

Fonte:
http://www.defpro.com/news/details/32289/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 4 comentários

A Rússia vai construir seis submarinos e um porta-aviões por ano a partir de 2013

Submarino Yury Dolgoruky (http://paralay.net)

Submarino Yury Dolgoruky (http://paralay.net)

A Rússia vai construir seis submarinos e um porta-aviões por ano a partir de 2013, declararam altos responsáveis pelo Kremlin. De notar que estes números são teóricos, mas que são superiores ao melhor da era soviética, quando se fabricava uma média de seis submarinos por ano.

Os problemas de financiamento, pessoal qualificado e equipamento obsoleto estão hoje ultrapassados e é possível levar avante os planos para construir oito submarinos estratégicos Borey dotados de mísseis com capacidade nuclear Bulava e até dez submarinos de ataque Graney. Atualmente, o primeiro Borey, o Yury Dolgoruky, está já a fazer testes de mar e três outros navios estão já em construção.

A Rússia entre 2012 e 2020 vai gastar 155 mil milhões de dólares em equipamento militar, contando-se aqui estes submarinos Borey e Graney, fragatas e reparação de navios hoje em serviço. Daqui se conclui que após 2020 a marinha russa será essencialmente uma marinha submarina…

Fonte:
http://www.spacewar.com/reports/Russia_to_build_six_submarines_annually_from_2013_999.html

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 12 comentários

A força aérea russa vai receber 60 aviões MiG-31 Foxhound modernizados até 2020

A força aérea russa vai receber 60 aviões MiG-31 Foxhound modernizados até 2020. Os interceptores serão atualizados para o padrão MiG-31BM, o que permitirá manter este aparelho (que entrou ao serviço em 1982) com aviónica moderna, data links digitais, radar multimodal, entre outros aperfeiçoamentos.

A versão 31BM consegue detetar alvos a mais de 320 kms e seguir simultaneamente até dez alvos sendo capaz de transportar mísseis ar-ar como o AS-17 Krypton anti-radar.

Com esta actualização a Rússia mantém uma estrutura de defesa aérea capaz e relativamente moderna, capaz de atacar quer aeronaves, quer mísseis balísticos e de cruzeiro que ameacem o território da Federação.

Fonte
http://www.defencetalk.com/russia-to-modernize-60-mig-31-interceptors-by-2020-39241/#ixzz1iUjVtvFi

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 8 comentários

A Rússia a caminho da Lua, Vénus, Marte e… Apophis?

Depois de um “ano negro” para a indústria espacial russa, com falhanços sucessivos uns atrás dos outros, o governo russo acordou em financiar uma série de programas espaciais, entre os quais se contam em especial destaque dois projetos da Lavochkin, para duas missões lunares, uma viagem a Vénus e o lançamento de uma série de satélites científicos.

A Rússia está a colaborar ainda com a Agência Espacial Europeia (ESA) em relação a duas missões conjuntas para Marte, em 2016 e 2018 e numa terceira para Júpiter. É também possível que a Rússia envie para o perigoso asteróide Apophis uma missão para ali colocar um emissor de radio e assim possibilitar o seu seguimento com maior precisão.

Fonte:
http://www.redorbit.com/news/space/1112462226/russia-boosts-space-program-through-2016/

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 1 Comentário

Em 2012, a Força Aérea Russa vai receber 90 novos aviões e helicópteros

Su-35S Flanker-E (www.ausairpower.net)

Su-35S Flanker-E (www.ausairpower.net)

Segundo fontes do Ministério da Defesa russo, a força aérea deste país euro-asiático irá receber em 2012 um total de 90 novos aparelhos, entre aviões a reação e helicópteros.

Entre os aparelhos que a Força Aérea Russa vai receber contam-se 10 Su-34, 10 Su-25SM e aviões Su-35S Flanker-E num número não especificado naquela que será a mais importante adição de 2012, já que se tratam de aparelhos de 4.5ª geração.

Os russos vão também incorporar 20 novos helicópteros de ataque Mi-28N, Ka-52 uma variante modernizada do Mi-35. 30 Helicópteros de transporte Mi-8 e 5 Mi-26T serão também adicionados ao inventario.

No global, trata-se de uma importante e ambiciosa renovação de inventario de uma força aérea que durante décadas esteve ao abandono apesar das renovadas ambições globais da Federação Russa e dos conflitos latentes na Geórgia, no Cáucaso e nas fronteiras asiáticas.

Fonte:
http://www.defencetalk.com/russian-air-force-to-get-90-aircraft-in-2012-38492/#ixzz1eVnXghDp

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 4 comentários

Até 2020, a Rússia vai receber entre 8 a 10 novos submarinos Kilo Project 636.3

Submarino Kilo (http://www.militarypictures.info)

Submarino Kilo

Até 2020, a Rússia vai receber entre 8 a 10 novos submarinos a diesel. Os submarinos serão entregues às frotas do Báltico e do Mar Negro e permitirão dobrar a quantidade deste tipo de meios navais ao dispor destas frotas.

Os submarinos são da classe Kilo, mas numa variante mais moderna, a Projeto 636.3. Os navios irão embarcar 52 marinheiros e terão uma velocidade enquanto submersos de 20 nós, um raio de ação de 400 milhas náuticas e a capacidade para se manterem no Mar em períodos de até 45 dias. Os Kilo estarão armados com 18 torpedos 8 mísseis mar-ar.

Esta variante 636.3 terá modificações que conferem aos navios caraterísticas furtivas, um raio de ação em combate mais alargado e a capacidade para embarcarem mísseis mar-ar e mar-terra.

Fonte:
http://www.defencetalk.com/russian-navy-to-receive-10-diesel-submarines-by-2020-38486/#ixzz1ePxgEmwI

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 6 comentários

A Rússia vai modernizar 3 cruzadores nucleares da classe Kirov

Cruzador classe Kirov (www.military-today.com)

Cruzador classe Kirov (www.military-today.com)

A Rússia vai modernizar 3 cruzadores nucleares da classe Kirov. Os sistemas eletrónicos dos navios serão substituídos e a propulsão será integralmente revista, havendo a este respeito especial cuidado quanto aos reatores nucleares. Os navios serão também equipados com os novos mísseis SS-N-26, o que vai implicar a substituição dos atuais silos dos mísseis SS-N-19. Os mísseis anti-aéreos S-400 serão também instalados nos Kirov.

A modernização dos Kirov deverá garantir a operacionalidade dos navios até 2030. Atualmente, os trabalhos de modernização no cruzador Nakhimov decorrem já, devendo o navio regressar ao serviço ativo em 2015.

Fonte:
Défense & Sécurité Internationale, novembro de 2011

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

A sonda Phobos-Grunt está com um problema de software?

Phobos-Grunt (http://smsc.cnes.fr)

Phobos-Grunt (http://smsc.cnes.fr)

Neste momento, equipas de engenheiros especiais russas estão a trabalhar freneticamente para salvar a sonda marciana Phobos-Grunt. A sonda está neste momento encravada na orbita terrestre depois de ter falhado a ignição do motor que a devia levar ate Marte.

Segundo algumas fontes, os russos teriam 3 dias. Segundo outras, teriam duas semanas para descobrirem uma forma de calcular nova trajetória e ligar os motores. A sonda está numa orbita estável o que permite aos engenheiros conceberem e executarem um plano de salvamento.

A sonda ter-se-á separado do seu lançador Zenit sem problemas, mas o seu motor terá falhado quando o tentaram ligar para sair de orbita e começar a viagem até Marte. Até ao momento, a causa do problema parece estar no software e algumas fontes indicam que resolvê-lo pode ser tão fácil como… fazer um Reboot do sistema operativo da Phobos-Grunt. Alternativamente, os russos podem ter também que enviar novos comandos para a Sonda, que corrijam algum erro no software.

A sonda devia aterrar na lua marciana de Phobos, recolher amostras e trazê-las de volta para a Terra. Um objetivo inédito, de extrema ambição, já que todas as missões soviéticas a Marte deram invariavelmente em fracassos e que a Rússia não envia missões extra-planetárias ha mais de 25 anos.

Ainda há esperança, e parece que entre os 3 dias e as 2 semanas, ainda pode haver… Mas parece muito provável neste momento que a ambição russa tenha sido efetivamente excessiva… Especialmente num contexto em que a industria especial vegeta há décadas na falta de inovação, em tecnologia bem conhecida mas obsoleta (todos os seus foguetões têm décadas de uso) e onde a “massa critica” de cientistas se perdeu já, uma vez que era na sua maioria produto da Corrida Espacial e da Guerra Fria da década de 90.

Fonte:
http://www.space.com/13556-russia-save-troubled-phobos-grunt-mars-probe.html

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 4 comentários

A Rússia cancelou o foguetão Rus-M

Rus-M (www.russianspaceweb.com)

Rus-M (www.russianspaceweb.com)

A Agência Espacial Russa anunciou o cancelamento do foguetão pesado Rus-M. O novo lançador pesado deveria estar pronto ate 2015 mas a Agência concluiu que “não precisava de um novo foguetão” e logo, cancelou todo o projeto.

O Rus-M deveria ser um foguetão de dois andares e que tomaria o lugar dos velhos modelos Soyuz. O foguetão deveria ser construido pela Energia que já recebeu 24.8 milhões de dólares para começar o desenvolvimento do Rus-M.

Este cancelamento é estranho… Putin tinha apresentado pessoalmente um modelo do foguetão na MAKS 2009. Serão dificuldades orçamentais? Será que a Energia não conseguiu cumprir com os requisitos impostos pela Roscosmos? Sobretudo os que exigiam uma aterragem em segurança ou uma ejeção em caso de falha com um dos motores? De uma forma ou de outra, este cancelamento assim como uma série de clamorosos falhanços com os últimos lançamentos de foguetões Soyuz e Proton indicam que a indústria espacial russa atravessa um mau momento.

Fonte:
RIA Novosti

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 7 comentários

A marinha russa recebe a corveta “Soobrazitelny”

Corveta russa Soobrazitelny (www.defpro.com)

Corveta russa Soobrazitelny (www.defpro.com)

Foi entregue à Marinha Russa uma segunda corveta stealth. O navio tem o nome de “Soobrazitelny” pertence à classe Projeto 20380 ou “classe Steregushchy”. Concebida pelo “Almaz Central Marine Design Bureau” o navio incorpora uma serie de soluções inovadoras em desenho do casco, armamento e comunicações.

O primeiro navio 20380, a “Steregushchy” entrou em serviço em outubro de 2008 e existem mais dois outros navios da classe em construção.

A classe foi concebida para ser capaz de atacar navios de superfície, submarinos e aviões. Tem armamento capaz de oferecer fogo de artilharia de apoio a uma força de desembarque. Todo o navio foi concebido para reduzir a assinatura acústica, magnética, visual e de radar, merecendo plenamente o título “stealth”.

O objetivo da Rússia é operar 30 navios da classe, por forma a proteger de forma adequada as suas águas costeiras. As corvetas têm uma velocidade máxima de 27 nós e uma tripulação de cem homens. O seu armamento consiste em mísseis anti-navio SS-N-25 Switchblade, um canhão de 100 mm e vários sistemas de armamento anti-aéreo e anti-submarino, assim como um helicóptero ASW Ka-27 Helix.

As caraterísticas do navio tornam-no numa corveta muito moderna e flexível, invejável em qualquer marinha moderna da atualidade. O ritmo de construção é que parece muito lento para se cumprir o objetivo de 30 navios, valor, aliás já muito escasso para o país que tem a gigantesca costa marítima da Federação Russa.

Fonte:
http://www.defencetalk.com/2nd-stealth-corvette-joins-russian-navy-37669/#ixzz1ajdLO8FB

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 3 comentários

Nas próximas décadas serão vendidos mais de mil aparelhos Sukhoi T-50?

A Rússia ambiciona vender mais de mil aviões Sukhoi T-50 durante as próximas décadas, reeditando assim o sucesso da família Sukhoi Su-27 e derivados. O aparelho já tem dois clientes confirmados: Rússia e Índia. Para além dos dois fundadores do projeto, há contactos preliminares com a Argélia, o Cazaquistão e a Síria que deverão materializar-se em encomendas concretas antes de 2025.

Os russos listam também entre os seus potenciais clientes países da América do Sul como a Venezuela, a Argentina e… o lusófono Brasil, não sendo claro como esta opção se compatibilizaria com o programa F-X2. Entre estas três opções sul-americanas, a mais provável é certamente a venezuelana, havendo inclusivamente uma data mais firme para as primeiras entregas: 2027-2032. De qualquer modo, a entrega de um aparelho tão avançado a qualquer um destes vizinhos, forçaria o Brasil a acelerar o programa F-X2 ou mesmo a lançar um programa ainda mais avançado, já que nem o Rafale, nem o Super Hornet, nem o Gripen são aviões à altura do T-50. Uma corrida armamentista regional estaria assim certamente sobre a mesa.

Na Ásia países que são clientes tradicionais dos aviões russos, como a Indonésia, a Malásia e o Vietname poderiam também comprar pequenas frotas de T-50s.

O Irão e a China seriam outros dois potenciais clientes do Sukhoi T-50, mas mais difíceis, já que o Irão tem conhecidos problemas de liquidez e está praticamente sob embargo permanente. A China seria uma aposta ainda mais arriscada, já que a sua tendência para realizar engenharia reversa e depois vender aparelhos idênticos aos comprados ao estrangeiro é conhecida… e os russos ainda não se esqueceram das copias chinesas do Sukhoi Su-27 que apareceram no Sudão…

Fonte:
http://www.aviationweek.com/aw/generic/story_channel.jsp?channel=defense&id=news/asd/2011/09/09/04.xml

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 2 comentários

Site no WordPress.com.

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!