Posts Tagged With: Marte

A NASA vai lançar em 2016 um novo Lander para Marte

Missão InSight (http://i.space.com)

Missão InSight (http://i.space.com)

A NASA vai lançar em 2016 um novo Lander para Marte. A missão tem a designação de “InSight” e terá como objetivo estudar o solo do Planeta Vermelho procurando determinar se o núcleo do planeta é sólido ou líquido e confirmar as observações recentes que apontam para a existência de tectónica de placas, tornando assim Marte o segundo planeta no Sistema Solar com essa caraterística.

Sendo um Lander, a missão não será tão espetacular como rover “Curiosity” mas confirma a posição de Marte como uma das prioridades da exploração espacial conduzida pela agência espacial norte-americana e que na década de 2030 se há de materializar no envio de uma missão tripulada ao Planeta Vermelho.

Fonte:

http://www.dn.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=2728735&seccao=Tecnologia

Anúncios
Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

O Rover Curiosity vai aterrar em Marte a 6 de agosto

Rover Curiosity (http://www.geekosystem.com)

Rover Curiosity (http://www.geekosystem.com)

O Rover mais sofisticado de sempre está a caminho de Marte, em boa saúde e pronto para uma delicada descida que terá lugar em seis de agosto.

O ponto crítico da missão será a aterragem, que a NASA admite ser a mais difícil jamais tentada por uma sonda planetária: a respeitavel tonelada do Curiosity impede o fiável método dos sacos insuflaveis, assim, os engenheiros da NASA conceberam um “planador” para os últimos segundos do voo até ao solo marciano e onde um grupo de retro-foguetes vai controlar a velocidade de descida, largando o Rover por três cabos  de nylon sobre o solo, imediatamente antes deste tocar a superfície do planeta vermelho. Toda esta perigosa – e nunca ensaiada – fase final do voo vai demorar apenas sete minutos, desacelerando o Rover de 5900 metros por segundo para três quartos de metros por segundo em apenas sete segundos!

Depois da aterragem, o Rover passará algumas semanas testando os seus equipamentos. De seguida, começará a recolher dados sobre a presença de água na região da cratera de Gale. Então, o Rover vai usar o seu braço robótico para recolher amostras do solo e das rochas e analisá-las no seu laboratório interno. Depois, o Curiosity vai alargar a sua exploração percorrendo um território cada vez maior numa missão que deverá durar pelo menos durante dois anos.

Fonte:
http://www.nasa.gov/home/hqnews/2012/jul/HQ_12-235_MSL_Prelanding.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

A Índia continua a preparar a sua primeira missão robótica a Marte

Logo da ISRO (http://www.topnews.in)

Logo da ISRO (http://www.topnews.in)

A agência espacial indiana (ISRO) está a ultimar os estudos para um orbiter marciano por forma a os apresentar oficialmente ao governo em novembro deste ano.

O planeamento da missão está praticamente completo e existe ja uma lista quase final de carga científica que será transportada pela sonda até à órbita do planeta vermelho.

O objetivo desta primeira missão marciana da Índia é lançar o engenho com o lançador pesado “Polar Satellite Launch Vehicle” (PSLV-XL) e ao fim de uma viagem interplanetaria colocar o orbiter a cerca de oitenta mil quilometros da superficie. O orbiter deverá transportar cerca de 25 kg de carga util que recolhera dados sobre sinais de vida, clima, geologia e a evolução de Marte.

Concluída está ja a forma exterior do satélite, assim como as suas células solares e o refletor.

Fonte:
http://zeenews.india.com/news/space/india-all-set-to-give-go-ahead-for-mars-mission_787459.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , | Deixe um comentário

A Índia vai lançar uma sonda para Marte antes de 2020

O GSLV indiano que será usado para lançar a sonda marciana (http://www.satnews.com)

O GSLV indiano que será usado para lançar a sonda marciana (http://www.satnews.com)

A Índia aprovou em meados de março o orçamento para a sua agência espacial incluindo neste o financiamento de 24 milhões de dólares para um orbiter marciano.  A data de lançamento desta sonda marciana deverá ser entre finais da década de 2010 ou começos da de 2020.

O desenvolvimento da sonda vai começar já em novembro deste ano e o processo de seleção dos instrumentos a embarcar na sonda já começou com espectrómetros de infravermelhos,  câmaras,  espectrómetros de radiação, um sensor de metano,  entre outros na lista.

O sensor de metano será um instrumento particularmente importante. Detetado pela primeira vez em 2009 a partir de um telescópio terrestre a sua presença aparente em grandes quantidades renovadas regularmente na fina atmosfera marciana é a melhor prova conhecida até hoje da existência de vida no Planeta Vermelho.

A decisão de avançar com esta missão marciana,  num momento em que o seu principal competidor,  a China,  aposta cada vez mais num programa espacial tripulado reflete o atraso do programa tripulado indiano mas também a maturidade da sua tecnologia robótica,  recentemente demonstrada pela sonda lunar Chandrayaan-1.

Fonte:
http://www.wired.com/wiredscience/2012/03/india-looks-toward-mars

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 30 comentários

Marte terá mais água subterrânea do que se pensava…

Um estudo recente, publicado na revista Geology, sugere que podem existir grandes reservas de água subterrânea em Marte. A confirmar-se, aumentam substancialmente as possibilidades de existir vida no Planeta Vermelho, especialmente no subsolo. Esta foi a conclusão do estudo da composição de dois meteoritos de origem marciana (o primeiro caiu na Índia em 1865 e o segundo no Polo Sul em 1994) que permitiram apurar que o manto de Marte terá entre a 70 e 300 partes por milhão de água, numa percentagem que é semelhante à do manto da Terra…

Fonte:
http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=54634&op=all

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

A NASA quer enviar a “BOLD” (“Biological Oxidant and Life Detection mission”) para Marte

Biological Oxidant and Life Detection mission (http://ars.els-cdn.com)

Biological Oxidant and Life Detection mission (http://ars.els-cdn.com)

Um novo conceito promete realizar uma missão de busca por sinais de vida em Marte a uma fração dos custos de uma missão convencional. O conceito tem a designação de “BOLD” ou “Biological Oxidant and Life Detection mission” e passa pelo envio de seis pequenas sondas para Marte para procurarem vestígios de vida nas areias do planeta Vermelho. Se for aprovado pelo Congresso dos EUA, a missão irá enviar para Marte seis pequenas naves a serem lançadas em 2018 por um custo inferior a 300 milhões de dólares.

A BOLD – se for aprovada – será a primeira missão exclusivamente dedicada à deteção de vida, depois da Viking (1975) e irá consistir em seis penetradores de solo, cada um com 60 kg que serão lançados em seis locais diferentes do Planeta Vermelho após uma aterragem travada apenas por para-quedas. A força do impacto deverá fazê-los penetrar entre dez a vinte centímetros de solo e aceder, assim, às zonas onde se pensa que pode existir vida microbiana. Cada penetrador terá uma serie de sensores para detetar moléculas complexas (como DNA), luzes florescentes (par estimular o crescimento de micro-organismos) e caldos de cultura para organismos marcianos, um microscópico para detetar micro-fósseis, entre outros instrumentos, todos com a mesma intenção: a deteção de vida.

Fonte:
http://www.space.com/15578-mars-life-search-bold-probe-fleet.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

Dunas de Marte

Uma fotografia do instrumento “Mars HiRISE” (High Resolution Imaging Science Experiment), uma câmara embarcada na sonda marciana “Mars Reconnaissance Orbiter” com 65 kg e que terá custado cerca de 40 milhões de dólares captou recentemente captou no Polo Norte marciano dunas em forma de crescente que indicam a direção dos ventos dominantes nesta região. O facto de terem extremos muitos agudos indica que são recentes e ativas.

A imagem revela também a entrada para uma gruta, que com água (em forma de gelo) e a devida proteção contra a radiação e inclemência naturais no clima marciano pode fornecer boas condições para a sustentação de vida ou até de um futuro e eventual alojamento para uma missão humana ao Planeta Vermelho.

Fonte:
http://nasawatch.com/archives/2012/02/is-this-a-marti.html

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | 1 Comentário

A Phobos-Grunt foi vítima de… Microcircuitos demasiado finos

Phobos-Grunt (http://www.popsci.com)

Phobos-Grunt (http://www.popsci.com)

A agência espacial russa Roscosmos declarou recentemente que a causa do falhanço da sua sonda marciana Phobos-Grunt foi uma “falha informática” no computador de bordo da sonda. Não se sabe ainda é muitos detalhes sobre a natureza da falha…

Segundo o jornal Kommersant, a falha teria residido num erro de software no computador da sonda. Posteriormente, Vladimir Popovkin, o diretor da Roscosmos acrescentou que “dois grupos foram rebooted e então o computador entrou em modo de poupança de energia e em modo de espera de comandos” dizendo aqui que a causa do problema terá sido um bombardeamento de partículas eletricamente carregadas num microcircuito importado com apenas 90 nm, quando deveria ser um circuito com 200 nm, como é normal. Ou seja, os russos terão usado microcircuitos comerciais na Phobos-Grunt… Por motivos financeiros? Porque alguém ficou no bolso com a diferença e comprou componentes comerciais quando estes deviam ter sido fabricados à medida e cumprindo rigorosas especificações?…

Fonte:
http://www.spacedaily.com/reports/The_Phobos_Crash_Was_Preprogrammed_999.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

O Rover Curiosity pode esclarecer as dúvidas quanto à descoberta de vida em Marte pela Viking

Rover Curiosity (science.nasa.gov)

Rover Curiosity (science.nasa.gov)

Uma das mais antigas polémicas marcianas é aquela que questiona se a experiência “Labeled Release” da sonda Viking que visitou o Planeta Vermelho em 1976 terá ou não, detetado vida. A conclusão foi descartada porque um outro instrumento da Viking não encontrou materiais orgânicos, levando a NASA a concluir que a observação do LR se tratava de facto de um “falso positivo”.

As conclusões da NASA de 1976 foram entretanto questionadas por um dos criadores do LR, que questionou em 1997 a validade da experiência de deteção de material orgânico. É claro que se o novo rover Curiosity detetar matéria orgânica, a razão original da NASA em 1976 para invalidar a descoberta de vida desaparece…

Alem da LR a Viking descobriu no seu local de aterragem algumas rochas com aquilo que pareciam ser líquenes, algo que a câmara de alta resolução do Curiosity poderá também aclarar. Estes indícios estariam ligados à deteção recente de fontes regulares de metano na atmosfera marciana.

Fonte:
http://www.marsdaily.com/reports/Veteran_Mars_Researcher_Says_Curiosity_Spacecraft_Can_Confirm_Viking_Detected_Life_999.html

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

A sonda Phobos-Grunt está com um problema de software?

Phobos-Grunt (http://smsc.cnes.fr)

Phobos-Grunt (http://smsc.cnes.fr)

Neste momento, equipas de engenheiros especiais russas estão a trabalhar freneticamente para salvar a sonda marciana Phobos-Grunt. A sonda está neste momento encravada na orbita terrestre depois de ter falhado a ignição do motor que a devia levar ate Marte.

Segundo algumas fontes, os russos teriam 3 dias. Segundo outras, teriam duas semanas para descobrirem uma forma de calcular nova trajetória e ligar os motores. A sonda está numa orbita estável o que permite aos engenheiros conceberem e executarem um plano de salvamento.

A sonda ter-se-á separado do seu lançador Zenit sem problemas, mas o seu motor terá falhado quando o tentaram ligar para sair de orbita e começar a viagem até Marte. Até ao momento, a causa do problema parece estar no software e algumas fontes indicam que resolvê-lo pode ser tão fácil como… fazer um Reboot do sistema operativo da Phobos-Grunt. Alternativamente, os russos podem ter também que enviar novos comandos para a Sonda, que corrijam algum erro no software.

A sonda devia aterrar na lua marciana de Phobos, recolher amostras e trazê-las de volta para a Terra. Um objetivo inédito, de extrema ambição, já que todas as missões soviéticas a Marte deram invariavelmente em fracassos e que a Rússia não envia missões extra-planetárias ha mais de 25 anos.

Ainda há esperança, e parece que entre os 3 dias e as 2 semanas, ainda pode haver… Mas parece muito provável neste momento que a ambição russa tenha sido efetivamente excessiva… Especialmente num contexto em que a industria especial vegeta há décadas na falta de inovação, em tecnologia bem conhecida mas obsoleta (todos os seus foguetões têm décadas de uso) e onde a “massa critica” de cientistas se perdeu já, uma vez que era na sua maioria produto da Corrida Espacial e da Guerra Fria da década de 90.

Fonte:
http://www.space.com/13556-russia-save-troubled-phobos-grunt-mars-probe.html

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 4 comentários

O Rover marciano Curiosity e o Mistério de Marte

Rover Curiosity (http://i1.r7.com)

Rover Curiosity (http://i1.r7.com)

Existe em Marte um grande mistério: o que é que está a produzir num ritmo regular e constante o metano que as sondas detetam na ténue atmosfera marciana? As moléculas de metano são rapidamente dispersas para fora do planeta pelo vento solar, pelo que a constante e regular presença de metano em Marte só pode provir de uma fonte igualmente constante e regular.

Na Terra, a principal fonte de metano é a vida, na escala macro (vacas, por exemplo) ou micro (bactérias ou outros micro-organismos). Responder à pergunta de saber de onde vem este metano marciano é uma das principais respostas que se espera do novo rover marciano Curiosity.

O rover de 2.5 mil milhões de dólares deverá estar ativo em Marte durante pelo menos 23 meses recolhendo dados científicos de uma qualidade e extensão nunca antes obtida. Um dos seus objetivos é o de procurar vida microbiana atual ou passada na sua zona de aterragem.

Para cumprir tão importante missão, o Curiosity tem mais de 3 metros de comprimento, sendo duas vezes maior e cinco vezes mais pesado do que qualquer um dos dois últimos Rovers que a NASA colocou em Marte. O Rover será capaz de perfurar o solo, recolhendo amostras com um laser que as vaporiza e permite a sua analise com um espectrómetro. O Curiosity também tem um detetor de metano atmosférico, numa abordagem muito direta ao problema do metano marciano.

Fonte:
http://www.smh.com.au/world/scientists-baffled-by-methane-mystery-as-mars-rover-mission-gets-ready-to-hit-the-gas-20111125-1nz6o.html#ixzz1ejIc07Su

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

A sonda marciana Phobos-Grunt está em apuros…

Phobo-Grunt (www.inovacaotecnologica.com.br)

Phobo-Grunt (www.inovacaotecnologica.com.br)

Depois de mais de vinte anos em que a Rússia esteve muito ativa na orbita terrestre, com as suas Soyuz e Progress, alem de ter realizado vários lançamentos de satélite, mas esteve completamente ausente do Espaço Exterior desde 1988, eis que finalmente termina esse jejum com o lançamento bem sucedido de uma missão com o ambicioso objetivo de recolher uma amostra do solo da lua marciana Phobos e de a trazer de volta para a Terra.

O registo histórico das missões soviéticas para Marte não é, contudo, famoso… Todas as suas sondas marcianas foram rotundos fracassos e para nao fazer exceção, esta ultima sonda está agora em “modo de emergência” em orbita terrestre e aguardando nova ocasião para tentar ativar novamente os motores que a levarão para fora de orbita, ja que a primeira tentativa falhou.

Este cada vez mais provável falhanço soma-se assim a uma serie de problemas nas ultimas semanas com lançamentos de satélites com foguetões Soyuz e Proton. O registo russo para com Marte arrisca-se também a permanecer muito negro: o falhanço desta sonda iria somar-se ao da Phobos e à explosão de uma outra sonda aquando do seu lançamento, em 1996.

Os russos já tinham avisado para com eventuais dificuldades com a Phobos-Grunt, alertando para o facto de ser a primeira missão extra-planetária em muitos anos e ao facto de todas as equipas e técnicos terem entretanto mudado. Em muitos casos, os russos “terão partido do zero”, o que introduz na missão um novo factor de risco que está ausente das missões tripuladas para a orbita terrestre.

Fonte:
http://au.news.yahoo.com/thewest/a/-/world/11462644/mars-moon-lander-to-return-russia-to-deep-space/

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

A missão europeia a Marte “ExoMars” está à beira de ser cancelada

O Rover da ExoMars (www.universetoday.com)

O Rover da ExoMars (www.universetoday.com)

A missão europeia a Marte “ExoMars” está à beira de ser cancelada. A missão pode ser vitima dos cortes orçamentais de que a NASA está a ser alvo. Em particular, a NASA não parece ser capaz de financiar o foguetão Atlas V que iria lançar a ExoMars.

A ESA tem agora uma de duas opções: ou cancela a missão ou lança-a num foguetão Proton russo. Segundo algumas fontes, é hoje mais provável que a opção dominante seja mesmo o cancelamento…

A missão colocaria no solo marciano um Rover semelhante aos norte-americanos Spirit e Opportunity e um Orbitador, o “ExoMars Trace Gas Orbiter”. O plano era lançar a missão em 2016, mas agora tudo está posto em causa…

O plano inicial era colocar a missão no Espaço em dois lançamentos de foguetões Atlas V, mas agora a agência diz que só pode financiar um… A ESA conseguiu reunir para a missão 850 milhões de euros, mas estes são necessários para o orbitador. De facto, a ExoMars é mais uma das vítimas da crise mundial. A missão já perdeu a “estação marciana fixa” que fazia parte dos planos iniciais, assim como a data de 2011 num foguetão russo Soyuz Fregat. Veremos agora (ainda em antes do fim de novembro) se a totalidade da missão não acaba por ser imolada nesse lúgubre altar da recessão económica global.

Fonte:
http://www.universetoday.com/89367/esas-exomars-mission-in-jeopardy/

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: , | Deixe um comentário

O Rover Opportunity chegou à cratera Endeavour

Rover Opportunity (http://www.jpl.nasa.gov)

Rover Opportunity (http://www.jpl.nasa.gov)

Demorou três anos, mas o rover marciano Opportunity lá chegou à cratera Endeavour. Aqui, o rover vai iniciar um processo de estudo de um tipo de rochas que ainda não tinha sido estudadas desde 2004, o ano em que o rover chegou a Marte.

O rover viajou 21 km na superfície marciana até chegar à cratera, desde a cratera Vitória, de onde partiu estando agora pronto para começar a estudar os solos argilosos que a sonda Mars Reconnaissance detetou a partir da sua órbita. Estes solos terão sido formados numa época em que a água líquida era comum em Marte e há esperanças de que venham aqui a ser agora encontradas provas de vida passada ou presente no Planeta Vermelho…

Fonte:
http://www.publico.pt/Ci%EAncias/robo-da-nasa-chegou-a-cratera-marciana-endeavour_1507226

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

Água líquida em Marte

Uma das melhores noticias de 2011 foi o anúncio, por parte da NASA, de que haveria água líquida e a fluir no solo marciano. As provas foram recolhidas pela sonda “Mars Reconnaissance Orbiter” e provam a existência de alterações sazonais na superfície de uma cratera marciana. Analisadas ao detalhe, estas alterações foram identificadas como ranhuras em encostas por onde – em alguns períodos do ano – escorre água líquida.

Esta água líquida (observada assim pela primeira vez em Marte) provêm do degelo do material situado a baixa profundidade no solo durante o breve verão marciano. Devido à baixa densidade da atmosfera marciana esta água líquida deve evaporar-se muito rapidamente, mas as provas de que se consegue manter líquida durante algum tempo são extraordinárias e reforçam as possibilidade de que podem existir formas de vida associadas diretamente a esta água líquida.

Fonte:
http://www.nasa.gov

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

A SpaceX também quer ir a Marte

Cápsula Dragon aterrando em Marte (http://crowlspace.com)

Cápsula Dragon aterrando em Marte (http://crowlspace.com)

A SpaceX está a preparar planos para o Planeta Vermelho… Segundo o fundador da empresa, Elon Musk, a cápsula Dragon pode realizar uma missão automática até Marte numa data tão curta como 2016. O empresário acredita que há condições para enviar seres humanos a Marte já dentro dos próximos dez anos.

Nos últimos anos, a SpaceX acumulou uma série de sucessos: O novo lançador pesado Falcon 9 foi testado com sucesso. A cápsula Dragon, também. Antes do final de 2011, a cápsula será testada uma segunda vez, mas desta vez para a Estacao Espacial Internacional. Se tudo correr bem, a Dragon passará a abastecer regularmente a ISS e ganhará o contrato com a NASA que vale 1600 milhões de dólares.

A SpaceX está também prestes a ganhar um outro contrato com a NASA no valor de 75 milhões para a transformação da Dragon de uma nave de carga numa nave capaz de transportar astronautas, algo que deve acontecer antes de 2015.

A empresa trabalha ainda no desenvolvimento de um lançador super pesado, o Falcon Heavy, que deverá realizar o seu primeiro voo já em 2013. Serão precisamente a Dragon e o Falcon Heavy os dois pilares fundamentais da missão marciana proposta pela SpaceX. A empresa propõe a Dragon como plataforma para colocar cargas científicas em órbita no Planeta Vermelho, e a empresa acredita mesmo que a cápsula poderia em Marte mais carga útil do que toda aquela que até hoje já foi levada até ao Planeta Vermelho.

Fonte:
http://cosmiclog.msnbc.msn.com/_news/2011/07/13/7078446-spacex-chief-sets-his-sights-on-mars

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 7 comentários

Terá sido descoberta uma “base alienígena” em Marte ou… será um engano da compressão para JPEG?

A partir da sua própria sala, um norte-americano de nome David Martines alegou ter encontrado na superfície do planeta Marte uma estrutura retangular quando “navegava” no Google Mars.

A anomalia marciana consiste num objeto longo, branco, muito pixelizado e estaria situada nas coordenadas 49’19.73″N 29 33’06.53″W. As dimensões da estrutura seriam de 213 metros de comprimento e 75 metros de largura e aparentaria ser construída a partir de uma série de cilindros ligados entre si.

Os peritos que analisaram as imagens concluíram que a fonte seria um erro comum na captação da imagem e provocado pela interferência de raios cósmicos na câmara, um fenómeno que é registado em diversas observações astronómicas fora da proteção da magnetosfera terrestre.

Quando um raio cósmico atravessa o sensor de imagens de uma câmara numa sonda orbital, a sua carga elétrica transfere-se para pixeis na imagem captada eletronicamente. Se esta passagem ocorre numa linha reta, um grupo de pixeis em linha reta é assim afetado e imagens como esta detetada por David Martines aparecem, especialmente se sobre as imagens origens corre software de compressão que as torna em jpegs, como sucede com o Google Mars.

O Google Mars não identifica a origem da imagem, pelo que é impossível aceder à imagem original (antes da compressão para jpeg feita pela Google) e confirmar a leitura da imagem esclarecendo assim um mistério que… se arrisca a ficar em aberto para sempre.

Não é a primeira vez que se julga reconhecer estruturas construídas em Marte, sendo a “cidade” das planícies de Cydonia o melhor exemplo: uma região litoral a um antigo mar marciano que teria além da famosa (e entretanto desmentida) “face marciana”, um conjunto de gigantescas pirâmides e outras construções retangulares. A maior parte dos cientistas acredita que estas “ruínas” são produto de erosão e das forças da natureza. Se esta imagem do Google Mars for algo mais que uma pixelização provocada por raios cósmicos pode ser ainda assim (como as “ruínas” de Cydonia) uma formação natural. Mas a certeza depende da Google e de estar colocar no seu Google Maps a origem exata das fotos (data da captura e o nome da sonda que as tirou). Aguardemos então. Sentados.

Fonte:
http://www.lifeslittlemysteries.com/amateur-astronomer-spot-secret-mars-base-bio-station-1754/

Categories: Ciência e Tecnologia, Hoaxes e Mitos Urbanos, OVNIs, SpaceNewsPt | Etiquetas: | 5 comentários

A Rússia vai lançar em outubro de 2011 uma missão marciana conjunta com a China

A Rússia vai lançar em outubro de 2011 uma missão marciana conjunta com a China. A missão terá como objetivos Marte e a lua marciana Phobos e tem a designação Phobos-Grunt ambicionando recolher amostras da superfície de Phobos e enviá-las para Terra.

A participação chinesa na Phobos-Grunt consiste na presença de um micro-satélite chinês, o YH-1 (preparada para estudar a evaporação de agua em Marte), a primeira sonda extra-lunar chinesa de sempre e mais um importante passo no ambicioso programa espacial chinês.

A Phobos-Grunt vai transportar um grupo de sementes e bactérias, de vários tipos e espécies, procurando determinar qual será o efeito de uma longa viagem espacial nesses seres vivos, antecipando consequências de uma futura viagem tripulada ao Planeta Vermelho, já que a viagem da Phobos-Grunt vai demorar 330 dias até que a sonda russa com o micro-satélite chinês chegue a Marte.

Fonte:
http://www.xinhua.cn

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 18 comentários

Uma Viagem a Marte… Apenas de Ida

E se uma forma de enviar seres humanos até Marte implicasse… uma viagem de ida e volta?… Essa é basicamente a proposta de dois cientistas norte-americanos que sugerem esta abordagem para chegar ao Planeta Vermelho de uma forma mais rápida e económica que uma convencional viagem de ida e volta.

A proposta é da lavra conjunta de Dirk Schulze-Makuch da Washington State University e de Paul Davies da Arizona State University. Ambos defendem que a ocupação de Marte devia ser uma prioridade para a espécie humana porque existem simplesmente demasiados riscos à nossa sobrevivência na Terra e que nenhum outro planeta do Sistema Solar está tão perto, tem tanta água ou minerais essenciais.

A proposta sugere o envio de apenas dois astronautas, em naves separadas. Depois, outras naves se seguiriam, consolidando a colónia. A tecnologia seria essencialmente a já existente e não seria necessário desenvolver tecnologia radicalmente diferente como aquela que implicaria uma viagem de ida e volta.

Em abril de 2010, Obama anunciou que acreditava que em meados de 2030 seria possível enviar seres humanos até à órbita marciana e fazê-los depois regressar a Terra. A fase seguinte – antevista por Obama – seria enviar uma nave capaz de aterrar no Planeta Vermelho e fazer regressar os astronautas a Terra. Esta visão parece incompatível com a proposta de uma viagem apenas de ida, mas a viagem orbital a Marte poderia ser usada como ensaio para a aterragem seguinte da viagem de ida, com a mesma tecnologia e metodologia, mas sem a aterragem, como aliás se ensaiou com o projeto Apollo na década de 60.

A ideia de uma viagem de Ida não foi contudo muito bem acolhida pela NASA… cujos responsáveis a acolheram com ceticismo: uns dizendo que “é política da casa fazer regressar os astronautas” ou acusando o projeto de “prematuro”…

Embora até possa parecer esta proposta suicida, na verdade não implica tal, já que os astronautas deverão ficar vivos, mas em Marte e até ao final das suas vidas, precisamente como faziam os primeiros colonos que da Europa foram para o Novo Mundo, criando assim uma pequena colónia que seria depois expandida nas missões seguintes, recorrendo assim à mesma tecnologia, provada e mais barata, porque testada pela primeira missão.

De facto, e tendo em conta o conservadorismo da NASA e a sua obsessão imobilista com a segurança é até provável que um tal projeto seja de facto motivador apenas para uma empresa privada, como a SpaceX ou a Space Adventures. Será que assim os primeiros colonos em Marte poderão ser… turistas?… para toda a vida?… Pessoas que tenham recursos suficientes para investirem numa missão histórica e que sejam capazes de optar por passar o fim da sua vida longe dos seus entes queridos e em quase total reclusão a milhões de quilómetros de distância.

Fontes:
http://www.fox11az.com/news/national/108099069.html
http://seattletimes.nwsource.com/html/businesstechnology/2013438727_apusonewaytomars.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 15 comentários

O Rover marciano ExoMars foi redesenhado e será lançado em 2016

Rover ExoMars (http://www.mps.mpg.de)

Rover ExoMars (http://www.mps.mpg.de)

O trabalho de concepção do rover que a Agência Espacial Europeia (ESA) vai enviar para o planeta Marte aproxima-se da sua última fase. A missão ExoMars irá constituir num Lander e num Orbiter, mas e ao contrário daquilo que tinha sido inicialmente planeado o conjunto não será mais lançado por um único foguetão mas (por razões de custo) o ExoMars, agora, será lançado para o Espaço em dois lançamentos diferentes e a NASA (pela mesma razão) tornou-se parceira, num projeto que começara por ser totalmente europeu.

A concepção sumária do ExoMars estará concluída em janeiro de 2011 e um plano mais detalhado será entregue até março. Segundo os planos atuais, a construção começará em abril e terminará em junho de 2015.

O lançamento da primeira missão ExoMars terá lugar em janeiro de 2016 e será da responsabilidade da ESA com os módulos de Entrada, Descida e o Lander a seu cargo. À NASA caberá a segunda missão, que lançará o Orbiter que além de servir esta missão de 2016 se manterá em órbita até, pelo menos, 2018, acolhendo então a segunda missão ExoMars, com dois rovers: um da NASA e outro da ESA.

O Rover europeu de 2018 será completamente autónomo e incluirá uma broca capaz de penetrar até dois metros no subsolo marciano de forma a recolher aqui amostras que depois analisará enviando para Terra os seus resultados.

Fonte:
http://www.aviationweek.com/aw/generic/story_generic.jsp?channel=awst&id=news/awst/2010/11/01/AW_11_01_2010_p68-260118.xml

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Afinal, as sondas Viking podem ter destruído microorganismos no solo marciano que analisavam

Um estudo recente indica que, afinal, o solo marciano pode conter alguns elementos essenciais às formas de vida baseadas em carbono, isto apesar das análises realizadas na década de 70 pelas sondas Viking terem então indicado o contrário.

Com efeito, os planetólogos ficaram espantados com o facto das análises ao solo feitas pelas Viking não terem registado nenhum composto orgânico. Mas um novo estudo – inspirado numa análise ao solo realizada pela defunta sonda Mars Phoenix Lander – considera que a maior parte do clorino encontrado pela Phoenix estava na forma de percloratos e não sob formas salinas, como se esperava. Ora os percloratos são agentes oxidantes que quando aquecidos, se quebram em fragmentos muito reativos que destroem os compostos orgânicos junto de quem se encontram… Assim, os únicos compostos orgânicos encontrados pelas Viking: clorometano e diclorometano e que na época foram interpretados como contaminação terrestre nos instrumentos dos Landers, podem de facto ser o resultado dessa reação química muito destrutiva que pode ter destruído os vestígios orgânicos que procuravam.

É claro que a presença de compostos orgânicos não quer dizer que exista vida em Marte… apenas condições insuspeitas até agora para que possa ser suportada ou que tenha existido no passado. Mas é mais indício… ou melhor, mais uma possibilidade de um indício.

Fonte:
http://www.sciencenews.org/view/generic/id/63137/title/Mars_organics_get_new_lease_on_life

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

A viagem a Marte proposta a Obama pela SpaceX

A família de lançadores "Falcon" atuais e previstos da SpaceX

A família de lançadores "Falcon" atuais e previstos da SpaceX

A SpaceX apelou ao governo dos EUA para que focar os seus esforços via NASA num programa estatal de desenvolvimento de um sistema nuclear térmico de propulsão a utilizar numa futura missão marciana e deixar o desenvolvimento de lançadores pesados para as empresas privadas como a SpaceX.

A declaração foi produzida na apresentação de duas novas gerações de lançadores pesados da SpaceX: o Falcon X e o Falcon XX. O diretor de desenvolvimento de foguetes da SpaceX, Tom Markusic acrescentou que “Marte era o objetivo último da SpaceX”.

Estes anúncios parecem indicar que depois dos até agora muito económicos e bem sucedidos Falcon 1 e Falcon 9 a SpaceX está a apontar miras para objetivos mais ambiciosos, já não a colocação de satélites em orbitas baixas (LEO) ou no abastecimento da Estação Espacial Internacional (ISS), a empresa norte-americana irá agora focar-se no Espaço Profundo, provavelmente através de contratos governamentais.

Mas para realizar a transição de uma órbita terrestre para Marte a SpaceX acredita que a forma mais eficiente de o fazer é através de propulsão nuclear térmica. A SpaceX defende que a missão principal devia ser seguida por uma missão secundária transportando abastecimentos com propulsão eletro-solar. Segundo a SpaceX estes estudos deviam começar de imediato, de forma a poder realizar o primeiro voo experimental antes de 2025.

Em termos de Design para a missão a Marte, a SpaceX sugere uma cadeia de módulos ligados entre si por cabos e propulsados por uma série de impulsores eletro-magnéticos em cada módulo transportaria até 4 toneladas métricas de carga levando 390 dias a fazer a viagem de ida e volta de Marte até Terra. No total, a visão da SpaceX prevê 10 módulos circulando entre órbitas terrestres LEO e a órbita marciana com os veículos sendo abastecidos na ISS.

Para a aterragem e descolagem em Marte, a SpaceX propõe um sistema de propulsão a oxigénio líquido e metano com a capacidade de transportar até 35 toneladas. A empresa prevê usar o metano de Marte para abastecer o Lander.

O lançamento desta missão marciana vai depender do desenvolvimento do lançador Falcon 9 Heavy com o novo motor Merlin 2 que poderá estar pronto dentro de 3 anos e após um investimento de um bilião de dólares. Serão 3 destes motores Merlin 2 que darão propulsão ao primeiro estádio do Falcon X, o lançador super-pesado da SpaceX com uma capacidade para colocar em órbita 38 toneladas em órbita baixa LEO. O lançador seguinte será o Falcon X Heavy, com 9 Merlin 2 agrupados em 3 núcleos e com uma capacidade de colocar 125 toneladas em órbita. Por fim, a SpaceX tenciona construir o Falcon XX Com 6 motores num único núcleo e capaz de colocar 140 toneladas em órbita LEO.

Se a Administração Obama aceitar este modelo de uma viagem a Marte desenvolvida por um operador privado, será dada uma autêntica revolução nos métodos de desenvolver a exploração espacial, com custos potencialmente muito mais baixos do que aqueles que a NASA consegue mas… sacrificando os seus tradicionalmente elevados padrões de segurança?

Se Obama aceitar esta proposta a SpaceX acredita que conseguirá colocar um norte-americano em Marte até 2025, desde que se comece a construção e desenvolvimento dos sistemas necessários ainda durante o corrente ano de 2010.

O modelo proposto pela SpaceX é interessante: o governo define um objetivo; abre um concurso e recolhe as melhores propostas dos privados, cabendo à agência espacial nacional (NASA neste caso) escolher a melhor opção. O modelo está a funcionar bem para a substituição do Space Shuttle nos voos de abastecimento para a ISS, será que também funcionaria numa escala tão superior como aquela exigida num voo tripulado para Marte?

Fonte:
http://www.aviationweek.com/aw/generic/story_channel.jsp?channel=space&id=news/asd/2010/08/05/07.xml&headline=SpaceX%20Unveils%20Heavy-Lift%20Vehicle%20Plan

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , , | 1 Comentário

A Mars Reconnaissance Orbiter encontra gelo de água em mais uma cratera marciana

Mars Reconnaissance Orbiter (http://www.jpl.nasa.gov)

Mars Reconnaissance Orbiter (http://www.jpl.nasa.gov)

Uma das últimas fotos da sonda Mars Reconnaissance Orbiter revelou uma cratera recente expondo gelo de água. A cratera tem apenas seis metros de diâmetro e tem uma área de apenas 2 metros quadrados, mas a câmara HiRISE de alta resolução desta sonda da NASA conseguiu captá-la onde ela em abril de 2004 ainda não existia, concluindo-se que terá sido formada entre essa data e a da tomada da fotografia, janeiro de 2010. A descoberta deste gelo de água ocorre numa latitude bem mais a sul do que a de outros achados semelhantes. O gelo parece estar a uma profundidade semelhante aquela escavada pelo Phoenix no pólo sul marciano em 2008 e onde foi encontrado gelo de água.

Por notável que seja esta descoberta, não é inédita: em agosto de 2008 a câmara HiRISE encontrou gelo pela primeira vez numa cratera interno. Na época, a comunidade científica ficou espantada com a comprovação da existência de gelo de água com 99% de pureza e apenas 1% de impurezas.

Atualmente, estima-se que o gelo marciano tenha algumas centenas de milhar de anos de idade, quando a água líquida era comum em Marte.

Fontes:

http://www.space.com/scienceastronomy/nasa-spacecraft-finds-young-mars-crater-100827.html
http://marsprogram.jpl.nasa.gov/mro/

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 1 Comentário

As bactérias extremófilas de Rio Tinto (Huelva) poderiam sobreviver em Marte

Rio Tinto, em Huelva (http://fotowing.es)

Rio Tinto, em Huelva (http://fotowing.es)

Uma investigação produzida pelo Centro de Astrobiologia de Madrid, provou que as bactérias extremófilas que vivem no Rio Tinto, em Huelva podem viver em Marte. O trabalho do laboratório espanhol mostrou que a vida no Planeta Vermelho é muito mais viável do que se pensava. Esta investigação abre também as portas à terra-formação de Marte, já que não será impossível transplantar estas extremófilas, modificá-las geneticamente para cumprirem determinados fins (por exemplo, a produção de oxigénio) e colocá-las em Marte, desde que aqui exista água em quantidades suficientes.

A equipa espanhola começou por colocar estas bactérias dentro de cilindros com um pouco menos de dois metros de altura e recriou no seu interior as condições existentes em Marte: baixa pressão, elevada radiação ultravioleta e baixas temperaturas. A conclusão foi em determinadas populações, as bactérias resistiam vivas – pelo menos um dia em Marte – até em 50% do total da amostra.

Fonte:
http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=44286&op=all

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

A NASA perdeu o contacto com o rover marciano Spirit a 22 de março

A NASA perdeu o contacto com o rover marciano Spirit a 22 de março. O resistente rover está agora imobilizado numa região batizada de “Tróia” em pleno inverno marciano, o que faz crer que pode ter já dado o seu último suspiro…

Desde 26 de julho que a NASA mudou a forma como procura comunicar com o Spirit: até então escutava apenas por sinais, mas agora usa a técnica “sweep and beep” em que além de procurar ouvir sinais também lhe envia uma série de comandos para que ele responda enviando para Terra um sinal muito simples.

A equipa de missão acredita que o Spirit está num modo de hibernação mas como devido à avaria com as suas rodas ele não se conseguiu orientar para o Sol é duvidoso que consiga sobreviver muito tempo nessa posição até novembro, quando termina o inverno marciano.

Quando se encontra no modo de hibernação, o Spirit suspende as comunicações e outras atividades não essenciais, usando a energia assim poupada para carregar as suas baterias. A situação presente do Rover é a mais difícil de toda a sua permanência no Planeta Vermelho já que como os seus aquecedores não estarão a funcionar devido à falta de carga nas baterias os seus instrumentos devem estar neste momento a suportar as temperaturas mais baixas que já tiveram que aguentar em Marte e poderão simplesmente não resistir…

O Spirit foi concebido para se manter em modo de hibernação até que as suas baterias obtivessem carga suficiente para comunicar com a Terra mas se as baterias perderem demasiada carga o seu relógio interno pode perder a data e incapacitar assim qualquer recuperação. Nestas circunstâncias, o rover ainda deveria ser capaz de despertar num modo chamado de “mission-clock fault” em que o Spirit inicializa um contador para acordar a cada 4 horas e escutar um sinal enviado de Terra durante 20 minutos de cada hora em que o Sol esteja acima do horizonte.

Fonte:
http://www.marsdaily.com/reports/Spirit_May_Never_Phone_Home_Again_999.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 1 Comentário

A Mars Express fotografa cinzas vulcânicas em Marte

Cinzas vulcânicas no Meridiani Planum (www.esa.int)

Cinzas vulcânicas no Meridiani Planum (www.esa.int)

O instrumento High-Resolution Stereo Camera instalado a bordo da sonda marciana europeia Mars Express encontrou no Meridiani Planum vestígios de cinzas vulcânicas. A câmara está a ser operada a partir de Terra pelo German Aerospace Center (Deutsches Zentrum fur Luft- und Raumfahrt)

A imagem tem uma resolução de 13 metros por pixel e é uma das mais extraordinárias de Marte jamais captadas.

Fonte:
http://www.marsdaily.com/reports/Volcanic_Ash_In_Meridiani_Planum_999.html
http://www.esa.int/esaSC/SEMOSA19Y8G_index_1.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 5 comentários

Novos indícios no meteorito marciano ALH84001 para a existência de vida em Marte

Biomorfo no meteorito marciano

Biomorfo no meteorito marciano (http://media3.washingtonpost.com)

Aqueles que têm melhor memória (e/ou mais gosto por estas coisas) devem lembrar-se do dia em que os telejornais abriram com o bombástico anúncio de que uma equipa da NASA tinha encontrado fósseis num meteorito marciano. A notícia, contudo, seria depois desacreditada… Mas não para sempre.

A equipa de cientistas da NASA conhecida como “Mars Meteorite Research Team” tornou a debruçar-se sobre o meteorito original e concluindo que este meteorito velho de 4 biliões de anos que caiu no Pólo Sul mostra mesmo provas de vida. A equipa fez contudo ainda mais: alega que indícios idênticos estão também presentes noutros meteoritos marcianos.

A equipa declarou que estes fósseis presentes neste e em outros meteoritos marcianos assim como uma multiplicidade de dados que mostram que Marte pode ter reunido condições para albergar vida num passado geologicamente recente e o trabalho recente da equipa McKay sobre o meteorito marciano ALH84001 cristais de magnetite que na Terra são criados por bactérias, indicam que houve vida no Planeta Vermelho e que pode ainda haver… Recentemente, numa conferência internacional, a cientista planetária Carol Stoker afirmou que a sonda Phoenix Lander encontrou no pólo norte marciano, em 2008, condições muito duras, mas não insuportáveis para o tipo de vida microbiana que existe na Terra.

Fonte:
http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/content/article/2010/04/30/AR2010043002000_pf.html

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

Phoenix Mars Lander: Morta?

Phoenix Mars Lander (http://www.ajun.org)

Phoenix Mars Lander (http://www.ajun.org)

Se há cemitério de naves e sondas espaciais no Sistema Solar, esse cemitério só pode estar em Marte. Desde a primeira tentativa, na década de 60, com a sonda soviética “Marsnik”, foram enviados para Marte seis landers ou rovers e nove orbiters. Entre estes, apenas 3 orbiters e 2 rovers permanecem atualmente ativos no Planeta Vermelho.

O último membro deste cortejo fúnebre marciano é a sonda Phoenix Mars Lander que se calou após cinco meses de atividade no Árctico marciano encontrando provas cabais da existência de água líquida e gelada no Planeta Vermelho. Ainda que esteja atualmente morta, a sonda ultrapassou largamente os três meses de operação previstos e justificou plenamente os 475 milhões de dólares que custou. Seria de esperar que agora que as temperaturas desceram em Marte, os seus sinais pudessem ser captados pelo Orbiter Mars Odyssey, mas até agora não se ouviu nenhum sinal da sonda.

Fonte:
http://www.space.com/missionlaunches/dead-mars-spacecraft-100414.html

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!