Posts Tagged With: iPhone

A Apple irá vender o iPhone na China com… backdoors para o regime de Pequim?

Segundo a revista “Business Week” o governo de Pequim teria recebido um pedido da Apple requerendo o acesso a uma licença de rede de forma a poder comercializar o iPhone na China. Até aqui, nada de extraordinário… Ou não, já que se até agora não havia iPhones sendo comercializados na China isso devia-se à insistência do regime de Pequim em recusar que os telemóveis da Apple fossem vendidos com conetividade Wi-Fi. De facto, não existe até hoje na China nenhum telemóvel capaz de usar o Wi-Fi, na norma universal, porque o Governo permite apenas o uso de uma norma chinesa designada “WAPI”, suportada apenas por alguns fabricantes locais e que – segundo se crê – têm vários “backdoors” para que o Governo chinês possam interceptar comunicações nesses telemóveis e introduzir agentes de escuta nesses aparelhos.

Será que a Apple, como outras multinacionais como a Google e a Yahoo, está também a ceder perante as pressões desse gigantesco mercado que é o chinês e preparar-se para suporta a WAPI em iPhones feitos para a China ou retirará – simplesmente – o chip Wi-Fi do iPhone?

Fonte:
http://apple.slashdot.org/story/09/07/11/0216229/Apple-To-Sell-WiFi-less-iPhone-In-China?from=rss

Anúncios
Categories: China, Ciência e Tecnologia | Etiquetas: , | 4 comentários

O GPS do iPhone é “falso” ou “verdadeiro”?

Depois de tanta celeuma (e correspondente sucesso comercial) no lançamento do iPhone em Portugal e no mundo impõe-se a pergunta: a coisa vale mesmo o que custa? A questão impõe-se sobretudo no que concerne ao GPS inserido no iPhone 3G que usa não o sistema GPS normal, mas um tal de A-GPS, ou GPS “assistido”… Muitos dizem que o “GPS assistido” mais não é de facto do que um impreciso sistema de posicionamento por “triangulação de antenas GSM”… Mas será mesmo assim?

Bem o “GPS assistido” quer dizer que o iPhone vai perguntar primeiro à antena de GSM a sua localização aproximada e depois – só depois – usa o seu GPS para identificar de forma mais precisa a sua posição. Isto não quer dizer que o A-GPS seja mais impreciso, ou que seja apenas uma forma imprecisa de geolocalização através de antenas de GSM (como a TMN chegou a comercializar a empresas, no passado), além destas antenas, pelos menos nos EUA; os WiFi hotspots são também usados, e creio que tal sucede também em Portugal. Este sistema permite que o GPS encontre a sua localização muito mais depressa que pelo sistema convencional, mas depende da existência de rede GSM… Se o telemóvel estiver onde não há rede ou esta é fraca… Nada funciona, já que ao contrário de um terminal de GPS normal, todos os mapas são carregados de cada vez que o sistema é usado. Por isso, nem pensar em deitar fora o seu GPS e substituí-lo pelo do iPhone, especialmente se precisa de georeferenciação em zonas remotas ou com má cobertura de rede de telemóvel. De qualquer forma, fica sem sombra de dúvida que um A-GPS como o do iPhone é mais rápido a dar uma localização nestas condições! Experimente desligar o seu GPS durante alguns dias e veja como demora muito mais a obter um “lock” da posição! A minha antena externa do 9100 leva uma boa hora e tal a obter o sinal nestas condições! Se mudar a antena GPS de posição e esta estiver desligada (por exemplo, numa viagem de avião) a mesma coisa irá acontecer… Excepto se usar um A-GPS, porque a primeira coisa que este fará é perguntar à torre GSM ou Hotspot WiFi a localização aproximada e depois usar os satélites GPS para a refinar.

É claro que há sempre a opção de instalar o TomTom no iPhone para ter acesso a toda a liberdade da rede GPS, mantendo as vantagens do A-GPS e livre das limitações do software que vem de origem com o iPhone (a dependência dos mapas carregados da Internet…)

Ou seja, o “A-GPS” do iPhone não é um “GPS pior” é, de facto, um “GPS melhor”, já que faz o lock da posição mais depressa que um GPS normal, mas que tem o defeito de usar comunicações de dados para recolher essa posição. A vantagem é notável se o GPS estiver desligado por muito tempo, especialmente se a antena fôr movida depois da última vez que esteve ligada (por vezes, chega a estar em busca de localização durante mais do que 20 minutos). O maior problema do iPhone é depender dos Google Maps que são carregados da Internet cada vez que o sistema é usado, e isso consome largura de banda, tráfego (pago) e… depende de haver uma ligação GSM/GPRS onde tentamos usar o sistema de posicionamento… Este problema contudo, pode ser resolvido instalando, por exemplo, o software TomTom.

O mito de que o GPS do iPhone era um “GPS falso” teve a sua origem na utilização no modelo original do iPhone de uma ferramenta designada como “Skyhook” a qual, de facto, usava o Google Maps com dados de triangulação de torres GSM e de hotspots WiFi para obter uma forma aproximada de posicionamento global. A Apple chegou a apelar que cada utilizador de iPhone acedesse ao seu site e indicasse aqui qual era a sua localização, de forma a enriquecer a base de dados usada pelo Skyhook, mas atualmente… não. O iPhone é um sistema GPS pleno, não de triangulação de antenas ou de localização via mac address dos hotspots WiFi.

Fontes:

http://www.apple.com/iphone/features/gps.html
http://arstechnica.com/journals/apple.ars/2008/06/10/tomtom-announces-iphone-gps-app
http://www.iphoneatlas.com/2008/03/11/apple-submit-wifi-location-information-to-skyhook/

Categories: Ciência e Tecnologia, Informática | Etiquetas: , | 6 comentários

O fim à vista dos telemóveis bloqueados a um só operador?

(O iPhone 3G da Apple in http://www.gearlive.com)

A operadora de telemóveis norte-americana “T-Mobile” perdeu recentemente um caso no Supremo Tribunal da Califórnia que colocou em risco a prática comum das operadoras de telemóvel de todo o mundo de cobrarem um valor extra para desbloquearem os seus telemóveis antes do termo do contrato com os seus clientes. Indo ainda mais longe, a decisão do Tribunal questionou outra prática habitual das operadoras que é a de “fecharem” os telemóveis vendidos com o seu logotipo a um único operador.

Estas decisões poderão provocar uma verdadeira revolução na forma como as operadoras de telemóvel recolhem os seus lucros nos EUA, e a partir daqui, propagar-se a todo o mundo e eventualmente chegar também a Portugal e ao Brasil. Atualmente, a T-Mobile cobra cerca de 100 euros a quem quiser cancelar o contrato com ela antes do seu término. Os queixosos, pediam também que o tribunal forçasse a operadora a revelar os mecanismos de bloqueio dos seus telemóveis e a disponibilizar gratuitamente a sua abertura de operador, logo que o período contratual chegasse ao fim. Desta forma, os clientes poderiam optar pela operadora mais concorrencial, e todos, operadoras e clientes ficariam a ganhar com um mercado mais concorrencial que o atual…

Esta questão dos “telemóveis fechados a um só operador” não é nova, em lado nenhum do mundo… mas tornou-se particularmente aguda com o sucesso que o iPhone da Apple recolheu nos EUA e em todo o mundo… E que levou muitos dos seus clientes a recorrerem a artifícios mais ou menos legais para libertaram os seus iPhones da dependência à AT&T (uma das operadoras mais impopulares dos EUA). A Apple e a AT&T contra-atacaram lançando novas versões de “firmware” que tornavam inoperacionais os iPhones “libertados”. Agora, com o tão esperado (e alvo de tantos rumores) lançamento do iPhone 3G, toda este debate torna-se novamente muito atual. Nos EUA, já existem casos em tribunal de clientes de iPhones que processam a Apple por este fechamento, e agora, com este precedente, muitos mais casos surgirão e a Apple e a AT&T terão enfim, mais cedo ou mais tarde, que ceder… Nos EUA, e na Europa, onde a política de “um operador por país” é também aplicada pela empresa de Cupertino.

Fonte:
http://www.wired.com/politics/law/news/2007/10/tmobile

Categories: Ciência e Tecnologia, Economia | Etiquetas: , | 4 comentários

A Vodafone vai comercializar o iPhone em Portugal

iPhone

(iPhone in http://ihave.com.br

A Vodafone acaba de anunciar (hoje, 6 de maio) que vai comercializar em dez dos países onde já está representada o iPhone da Apple: Austrália, República Checa, Egipto, Grécia, Itália, Índia, Nova Zelândia, África do Sul, Turquia e…

Portugal !

Será que o iPhone de 8 Gb vendido em Portugal também terá a redução de preços de 37% registada esta semana no Reino Unido (ver AQUI) ou terá o novo preço na Alemanha (ver AQUI), de… 99 euros? E será que o draconiano plano da impopular AT&T com dois anos de fidelização contratual e 50 euros mensais será replicado entre nós?

A TMN, em 2007, parecia mais adiantada que qualquer outro operador luso em conseguir a exclusividade do iPhone em Portugal (ver AQUI), mas o desejo da Vodafone de retomar a liderança frente à TMN parece ter sido mais forte, já que se o sucesso do iPhone fôr idêntico em Portugal ao que tem sido no resto do mundo esse sucesso irá alterar as quoatas de mercado de cada operador de um modo muito sensivel… De qualquer forma, o facto da Vodafone ser a única operadora nacional presente em quase todos os países europeus foi certamente um factor decisivo na derrota da TMN…

Já havia iPhones a circular em Portugal, desbloqueados e comprados no Reino Unido, França e Alemanha, mas agora esse número vai aumentar certamente, tendo em conta o gosto dos portugueses por tecnologia e telemóveis.

Fonte: Vodafone

Categories: Ciência e Tecnologia, Portugal | Etiquetas: | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade