Posts Tagged With: F-22 Raptor

Continuam os problemas com o F-22 Raptor da USAF

F-22 Raptor (http://www.af.mil)

F-22 Raptor (http://www.af.mil)

Metade da frota de F-22 Raptor da USAF está confinada ao solo desde que em 20 de outubro um piloto reportou novas dificuldades no sistema de fornecimento de oxigénio. Entretanto, a suspensão foi levantada, mas este é apenas mais um dos múltiplos relatos de pilotos que ficam sem oxigénio nos seus F-22. Até agora – e apesar do levantamento de suspensão dos voos – o problema ainda não foi nem identificado nem resolvido.

Isto significa que aquele que será durante ainda muitos anos o mais sofisticado aparelho da USAF tem uma serie dificuldade técnica de causas desconhecidas, limitando o seu uso e condicionando de forma severa a operacionalidade de uma das principais armas de Superioridade Aérea dos Estados Unidos.

Fonte:
http://www.defencetalk.com/f-22s-back-to-skies-but-still-no-oxygen-fix-37947/#ixzz1byTrvxw5

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 5 comentários

Será que o Japão sempre consegue comprar F-22 aos EUA?

Já por aqui falei várias vezes dos desejos japoneses de adquirirem F-22 Raptor e do quanto a decisão norte-americana de ceder esse avião tinha irritado Tóquio. O fim da produção do avião devia ter encerrado definitivamente esta possibilidade. Ou não.

Há agora rumores de que altas patentes da USAF estão a preparar a apresentação de uma versão “lite” do F-22 que possa ser exportada para o país do Sol Nascente. O custo desta versão de exportação daquele que é ainda hoje o único avião de 5ª geração do mundo custaria cerca de 290 milhões de dólares por avião.

No passado, o Japão exprimiu interesse por 40 Raptors, o que representaria um balão de ar quente para as construtoras do aparelho, a Lockheed Martin e a Boeing, a sofrerem como toda a gente com os efeitos da recessão e da crise financeira. Onze biliões dão sempre muito jeito. Especialmente neste momento…

Estes eventuais Raptos japoneses iriam substituir a vetusta frota de F-4 Phantoms e de F-15 Eagles, mais recentes, mas pares limitados para os últimas variantes de Sukhoi 30 operadas por muitos dos vizinhos do Japão no Extremo Oriente.

Esta versão limitada do aparelho, implicaria a remoção da maioria do material e equipamento Top Secret e as primeiras entregas poderiam começar já em 2017 com a reactivação das linhas de produção recentemente abandonadas nos EUA.

Se os EUA não venderem esta versão limitada do Raptor, a opção japonesa pelo F-35 torna-se impossível, tal é a ira nipónica perante estas sucessivas expressões de falta de confiança num dos seus mais velhos e fieis aliados na região. Sorte para o Eurofighter Typhoon, construído pelo consórcio europeu formado pela Alenia Aeronautica, BAE Systems e EADS que se aproxima em características e capacidades do Raptor, mas que custa pouco menos de 105 milhões de dólares por avião. Se o avião europeu fosse selecionado, partes dele seriam construídas localmente, já prometeu o consórcio…

Fonte:
http://www.spacewar.com/reports/US-Japan_dance_on_F-22_continues_999.html

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 18 comentários

Os EUA já não vão enviar Raptors para o “Paris Air Show”

Segundo a agência noticiosa Reuters os Estados Unidos teriam cancelado o envio de um caça F-22 Raptor no “Paris Air Show” que decorreu em Paris não por causa da “indisponibilidade” de aparelhos, mas porque temeriam que os franceses iriam “bombardear” o Raptor com ondas de radar de forma a expor os segredos da sua furtividade…

Já se sabia que em 1991, o mesmo tinha acontecido com o F-117, que fora usado – sem autorização – para testar o radar de ultra baixas frequências e longo alcance que a França estava então a desenvolver. O mesmo feito estaria a ser preparado para ser aplicado contra o Raptor à medida que este se aproximasse do espaço aéreo francês, a caminho da exposição.

Agora que os EUA decidiram parar com a produção do Raptor, é mais importante do que nunca manter os segredos tecnológicos por detrás da sua furtividade ao radar, mais bem guardados do que nunca, já que estes são – ao fim ao cabo – a maior vantagem daquele que é hoje o melhor caça do mundo sobre os Typhoons, Rafale ou Sukhois do mundo e logo, não me espantaria nada se este rumor não tivesse de facto um sólido fundamento…

Fonte:
http://www.defensetech.org/archives/004884.html

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 2 comentários

Os EUA param de construir F-22 Raptors

A decisão assumida recentemente pelo Secretário de Estado (uma espécie de ministro da Defesa, nos EUA) de interromper a produção do F-22 terá sérias consequências a longo prazo. É claro que os elevados custos do programa Raptor jogaram aqui um papel decisivo, com os 3,5 biliões de dólares que custa aos EUA manter o sofisticado aparelho em produção, mas o problema está em que no tipo de guerras em que os EUA estão empenhados à décadas e irão (previsivelmente) estar nas próximas, ou seja, o Iraque e o Afeganistão, um caro, excelente, e furtivo avião de superioridade aérea como o Raptor está longe de ser uma prioridade.

Mas parar agora a produção do Raptor vai deixar apenas 187 aparelhos do tipo disponíveis para a USAF, portanto muito aquém dos 243 que esta disse precisar para substituir o F-15, um número que a USAF foi descendo sucessivas vezes, tendo começado com… 750!

O relativamente escasso número de Raptors disponíveis na USAF vai ser particularmente evidente nos próximos anos, quando os EUA tentarem manter o mesmo tipo de influencia global e tiverem que competir em vários cenários simultâneos com os mais sofisticados aparelhos russos e chineses que estão atualmente a ser desenvolvidos e contra os quais o JSF simplesmente não é um par adequado…

Muitos criticam a Lockheed Martin e a Boeing por esta situação, e com razão… Os elevados custos do Raptor não são fáceis de explicar e resultam em grande medida de um programa de desenvolvimento demasiado extenso no tempo, já que o programa começou em 1986 e só 19 anos depois é que o primeiro aparelho foi entregue à USAF. Com efeito, aviões bem mais revolucionários nas suas épocas, como o Me 262, o SR-71 ou até o F-15, tiveram apenas cinco anos em desenvolvimento antes da sua entrega à força aérea. Nada de parecido aconteceu com o Raptor. Alguns acham que esta dilatação resultou de interesses escuros por parte das construtoras, outras busca esta explicação em níveis gigantescos de corrupção no complexo militar-industrial norte-americano. Tudo isso explicaria estes 19 anos e os 11b biliões gastos em desenvolvimento, antes do avião entrar em produção, fase que iria somar ainda mais alguns biliões até aos 69 biliões atualmente estimados como custo total do programa.

O fim do programa F-22 significa que os EUA terão que investir em atualizações dos F-15, como o “Silent Eagle”, que replicando modelo de sucesso da Sukhoi, pegou num caça relativamente antigo (o Su-27), o modernizou sucessivamente (até ao Su-34) e o tornou quase em par do F-22. Com menos de 200 Raptor disponíveis nas próximas décadas, os EUA terão que adquirir centenas de “Silent Eagle” se quiserem manter algum tipo de paridade em superioridade aérea com chineses e russos.

Fonte:
http://www.defensereview.com/f-22-raptor-program-cancellation-defensereview-weighs-in/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 22 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy