Posts Tagged With: Eleições Europeias

Antes de votar nas eleições para o Parlamento Europeu veja a avaliação dos Eurodeputados ou… Vote em Branco

http://www.mep.pt

Em http://www.parlorama.eu/en/european-deputies-portugal/0-0-0/
podemos observar qual foi o desempenho efetivo dos “nossos” eurodeputados. Digo “nossos” entre aspas porque eles de facto não são bem nossos (dos portugueses) mas das partidocracias que nos regem e que os mandam votam ora numa direção, outra na outra, coisa que eles fazem (geralmente) de forma muito dócil e bovina.

Este site agrega informação pública, atualizada e reunida a partir de várias publicações oficiais do próprio Parlamento Europeu, que infelizmente não tem (como devia) ter um sistema idêntico. O modelo de avaliação de cada eurodeputado é descrito aqui e por exemplo reflete esta atividade do eurodeputado: Uma escala de atividade (sumariando vários tipos diversos), uma escala de presenças, de 1 a 5, a percentagem de sessões parlamentares a que assistiu, o número de questões, orais ou escritas apresentadas a plenário, etc.

Como saberão, é minha opção protestar contra a partidocracia que na prática ocupou o poder na nossa “Democracia” votando em BRANCO, razão que me levou aliás a promover ESTA petição. Mas quem apesar disso decidir votar deve fazê-lo em devida consciência, procurando votar não de acordo com simpatias pessoas, tradicionais familiares ou grupos de amigos, mas em plena consciência, sabendo o que cada Partido (já que é isso que conta) efetivamente defende, recordando por exemplo dos pergaminhos federalistas de PS e PSD, do facto de Paulo Rangel defender publicamente o “Federalismo” europeu, de haver uma total omissão da importância da Lusofonia em todos os programas partidários, etc.

Cada eleitor que não vote em BRANCO (como eu farei) deve também procurar informar-se do tipo, qualidade e grau de empenho que cada eurodeputado coloca na sua atividade parlamentar. Queremos monos que não apareçam no Parlamento a não ser para buscarem o chorudo cheque mensal e as prebendas inerentes ao cargo ou eurodeputados que defendam os nossos direitos e garantias enquanto cidadãos europeus?

Vejam, por exemplo, em:
http://www.parlorama.eu/en/european-deputies-portugal/0-0-1/
Este Francisco Assis (PS), este Sérgio Sousa Pinto (PS), este João de Deus Pinheiro (PSD), este António Costa (PS) entre tantos nomes de ilustres carneiros desconhecidos merecem o cargo para o qual foram eleitos? Francisco Assis, por exemplo, esteve presente em apenas 66% das sessões parlamentares e no resto da atividade parlamentar teve este “brilhante” desempenho (MAX indica o número máximo de atividade que poderia ter cumprido, em cada item):

MAX: 35 | ? oral question with debate : 5

MAX: 1888 | ? written question(s) : 4

MAX: 40 | ? opinion(s) : 1

MAX: 24 | ? written declarations : 0

MAX: 111 | ? oral question for question time : 0

MAX: 55 | ? report(s) : 0

MAX: 412 | ? motions for resolutions : 0

Compare-se agora com Ilda Figueiredo (PCP), por exemplo, com uma presença de 93% das sessões:
MAX: 35 | ? | oral question with debate : 17

MAX: 1888 | ? written question(s) : 461

MAX: 40 | ? opinion(s) : 9

MAX: 24 | ? written declarations : 2

MAX: 111 | ? oral question for question time : 18

MAX: 55 | ? report(s) : 7

MAX: 412 | ? motions for resolutions : 48

E digam-me lá em que vale a pena votar? Não estou com isto a recomendar o voto no PCP, já que as minhas antipatias pela sua posição acrítica de apoio ao regime tirânico de Pequim são conhecidas e me afastarão de colocar qualquer cruz na sua caixa de votos, em qualquer eleição, presente ou vindoura. Mas Paulo Casaca (PS), Ana Gomes (PS) e Jamila Madeira (PSD) também apresentam registos de presenças e atividades muito satisfatórios. Digo apenas que a 7 de Junho devemos votar considerando:

1. Se devemos mesmo votar e continuar a alimentar uma partidocracia que coloca no Parlamento Europeu, boys / bois cuja única função é “descansar” (como dizia em tempos António José Seguro) ou gozar chorudos salários ou exílios dourados.

2. Se decidirmos votar, devemos fazê-lo votando cegamente nos partidos ou movimentos cujo discurso mais nos agradar ou verificar em
http://www.parlorama.eu/en/european-deputies-portugal
o registo parlamentar de cada cabeça de lista e decidir em função do mesmo, premiando os mais conscientes e trabalhadores e castigando os “golfistas profissionais” como João de Deus Pinheiro ou os “acumuladores de tachos” como António Costa.

Categories: Movimento Internacional Lusófono, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: , | 7 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade