Posts Tagged With: Crime

Todos os anos, são transacionados no mundo mais de 500 biliões de dólares de bens contrafeitos

Todos os anos, são transacionados no mundo mais de 500 biliões de dólares de bens contrafeitos. Tudo se falseia, desde DVDs dos últimos filmes de Hollywood até ténis Adidas e pilhas Duracell, como prova uma recente apreensão feita na Holanda. Toda esta imensa fortuna depende – assim como os lideres dos grupos piratas somalis – dos opacos e pouco escrupulosos bancos do Dubai.

Até quando? Quando serão capazes os países civilizados deste mundo de tolerar níveis de contrafação absolutamente esmagadores em países como a China e a conduta inescrupulosa dos banqueiros do Dubai?

Fonte:
Podcast de Doug Henwood

Categories: China, Sociedade | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Sobre a vaga de assaltos a residências e das lacunas do sistema de Justiça português

A atual onda de assaltos a residências percorre um pouco todo o país, sendo superior em 30 por cento aos valores registados o ano passado. A vaga devia conhecer medidas concretas e essa deveria ser a responsabilidade do Governo. Mas não está a ser.

Uma das atuais “zonas quentes” é a zona da Foz, no Porto, onde grupos de imigrantes ilegais de Leste invadem casas vazias e roubam objetos de fácil comercialização, como relógios e peças de ouro. A estranheza destes crimes está em que são cometidos principalmente por raparigas adolescentes e crianças do sexo feminino usando cartões de crédito e radiografias para abrir portas fechadas apenas no trinco. Obviamente, os pais destas menores conhecem a situação e estão na retaguarda comandando as suas atividades e processando o produto dos seus roubos, mas quando elas são presentes aos juízes estes enviam-nas para instituições de porta aberta de onde se evadem invariavelmente e em poucas horas…

Se o Estado – mercê de um Código do Processo Penal inadequado – não demonstra ter as capacidades para manter a legalidade e se sistematicamente anula o trabalho das policias e propicia à lenta instalação de redes mafiosas (que estão por detrás destas atividades) e de autênticas “empresas de mendicidade” que se instalam em quase todas as cidades portuguesas, então não é o momento das Comissões de Menores intervirem e retirarem das ruas, estas crianças que são usadas ora para pedir para pais que imigram com a expressa vontade de nunca trabalharem ora para serem usadas como braços impunes do Crime?

Fonte:

Público, de 18 de dezembro de 2008

Categories: Economia, Justiça, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | 2 comentários

“A criminalidade participada em Portugal no ano de 2007 manteve praticamente os mesmos valores que em 2006”

(A Suécia: o país mais “criminoso” da Europa in http://www.lib.utexas.edu)

“A criminalidade participada em Portugal no ano de 2007 manteve praticamente os mesmos valores que em 2006, segundo dados de uma amostra de países da União Europeia. Portugal não viu a sua posição relativa alterada, continuando em 17º lugar, com uma taxa de 36,9 crimes denunciados às autoridades por mil habitantes.”

(…)

“as mais elevadas taxas se registam na Suécia (141,6 denúncias por mil habitantes), Inglaterra e País de Gales (104,3) e Finlândia (104,1).”

Fonte:

Público, 28 de Março de 2008

A chave para a compreensão aqui é a expressão “criminalidade participada”… Todos nós conhecemos casos de crimes em que a vítima não apresentou queixa, quer porque foi ameaçada pelos criminosos, quer porque a própria polícia de tal dissuadiu no momento da apresentação da queixa. Neste aspecto, o Governo tem facilitado o processo e a virtualização da apresentação da queixa pode reduzir esta taxa ainda significativa de “criminalidade não participada”. Se esta taxa fosse contabilizada, a presença de Portugal num lugar tão baixo desta tabela? Provavelmente não, porque os países do norte da Europa que surgem espantosamente no topo desta lista (a Suécia e a Finlândia são duas presenças particularmente notáveis) são conhecidos pelos seus altos padrões de civismo e logo, todos os crimes, menores ou maiores devem ser reportados.

Portugal é ainda – globalmente – um país seguro para viver, e esse factor não deve ser menosprezado como um elemento importante para a relativamente elevada qualidade de vida que temos em Portugal… Há desemprego em números crescentes… Uma precariedade no Emprego crescente e cada vez mais generalizada, mas, pelo menos… Portugal é ainda um dos países mais seguros para viver, haja ou não (como suspeitamos) uma subavaliação da taxa real de “criminalidade participada”.

Categories: Portugal, Sociedade, Sociedade Portuguesa | Etiquetas: , | 7 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade