Posts Tagged With: Canadá

O Canadá vai comprar 65 Lockheed Martin F-35 Lightning II

Após algumas hesitações, o Canadá acabou por optar adquirir 65 aviões Lockheed Martin F-35 Lightning II para substituir a sua frota de aparelhos CF-18. No total, este país da América do Norte deverá gastar mais de 6.6 biliões de euros neste investimento no projeto “Joint Strike Fighter” (JSF) onde o país tinha já aplicado 168 milhões de dólares.

A opção canadiana pelo F-35 é assim natural e expectável: não só o Canadá é membro do consórcio internacional JSF desde o primeiro momento, como existem já 87 empresas canadianas com contratos assinados para construírem partes do avião.

Como está a suceder um pouco por todo o Ocidente a substituição do CF-18 vai implicar uma redução da capacidade operacional com a substituição dos 80 aviões deste tipo por apenas 65 F-35s.

Os primeiros aviões deverão ser começar a ser entregues a partir de 2016 e apesar do seu número ser claramente inferior aos dos aparelhos que virão substituir (como de resto está a suceder por todo o mundo) o facto dos F-35 virem a serem parcialmente construídos no Canadá dará a este país Emprego qualificado durante pelo menos 5 anos e devolverá à Força Aérea deste país da América do Norte o nível de operacionalidade que possuía na década de oitenta.

Fonte:
http://www.defpro.com/daily/details/617/

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 1 Comentário

O Canadá vai adquirir Eurofighter Typhoon ou Super Hornets?

Typhoons para o Canadá? (em http://www.engineering.leeds.ac.uk)

Typhoons para o Canadá? (em http://www.engineering.leeds.ac.uk)

A Boeing e o consórcio europeu Eurofighter estão a tentar ganhar o concurso canadiano para a substituição dos CF-18 (F/A-18A/B) Hornets. O facto do país ser membro do consórcio JSF parecia indicar que esta seria a opção, havendo relatos que davam como certa a aquisição de 80 desses aparelhos. E é certo que o Canadá investiu no programa mais de 150 milhões de dólares.

Mas não parece certo que haja tantos F-35 disponíveis antes de 2017, como precisa o Canadá, e isso abre portas a outras alternativas, como o Super Hornet da Boeing ou o Typhoon da Eurofighter. Ambos prometem grandes contrapartidas e transferências de tecnologia para a industria aeronáutica e é hoje quase certo que o Canadá irá optar por comprar e construir localmente alguns destes aparelhos de forma a começar a substituir os seus F-18 por Super Hornets ou Typhoons numa data entre 2014 e 2017, e assim cobrir o hiato entre o fim da operação dos Hornets e a retardada entrada em produção dos seus primeiros F-35. Resta saber agora se o Typhoon, após o seu sucesso austríaco e saudita conseguirá exportar para mais um país ou se a influencia política por detrás da Boeing será, pelo contrário, predominante…

Fonte:
http://www.flightglobal.com/articles/2009/05/28/327053/boeing-eurofighter-bid-to-usurp-f-35-for-canadian-fighter.html

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 3 comentários

NEOSSat: O satélite detector de asteróides (e lixo espacial) canadiano

O Canadá é o primeiro país que levou a ameaça do Fim do Mundo colocada pela iminência de um impacto meteórico ao ponto de decidir construir e lançar um satélite com o objectivo de localizar e seguir asteróides e satélites, é claro que essa não é a sua única missão, já que também devera ser capaz de localizar satélites desactivados, lixo orbital diverso e até ogivas nucleares lançadas por algum “rogue state”. O novo satélite recebeu a designação de “NEOSStat” (“Near Earth Object Surveillance Satellite”) e vai aumentar de forma dramática a quantidade de informação que possuímos sobre os asteróides que podem colidir com o nosso planeta, sendo essa a sua mais importante missão, ainda que não deva ter sido que levou à sua aprovação nos gabinetes ministeriais, certamente.

O satélite vai pesar apenas 65 Kg e custar pouco mais de 12 milhões de dólares, pertencendo à promissora classe dos “microsatélites” inventada pelos britânicos, onde o Canadá recolheu o conhecimento necessário para os fabricar. De facto, o satélite será tão diminuto que vai ser colocado em órbita por um outro satélite em 2010. O NEOSStat é o segundo de uma geração de microsatélites canadianos, inaugurada com o MOST “Microvariability and Oscillation of STars”, de 60 Kg e criado para medir a idade das estrelas da nossa galáxia.

O NEOSStat vai permitir também aumentar a contribuição canadiana para o sistema NORAD dos EUA, de vigilância do Espaço circumterrestre não somente contra asteróides mas, também, contra ataques de mísseis balísticos.

Se a missão for bem sucedida, será um feito notável e sem precedentes, já que o conceito atribuído ao NEOSStat implica construir um satélite muito ágil e estável, num nível nunca antes exigido num microsatelite, tendo que rodar, apontando para novos alvos centenas de vezes por dia, ficando completamente imóvel depois de fixar o alvo.

O satélite tem um pequeno telescópio de 15 cm, um diâmetro modesto, mas que quando colocado a 700 km de altitude se torna tão bom como os melhores telescópios terrestres e isso a uma fracção do custo destes.

Fonte: www.neossat.ca

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

A disputa pelo Pólo Norte e o… busto de Lenine


(O busto de Lenine no Pólo Norte in http://www.leftspot.com)

Uma das consequências do cruzamento dos fenómenos do Aquecimento Global e do esgotamento das principais reservas de petróleo será a disputa pelo Ártico. Existe atualmente uma disputa territorial mais ou menos silenciosa entre o Canadá, a Dinamarca, a Noruega, a Rússia e os Estados Unidos por uma região de mais de um milhão de quilómetros quadrados de mar ártico, uma região que alguns estimam conter mais de um quarto de todas as reservas mundiais de gás natural e de petróleo. Este valor tem sido, contudo, muito exagerado e resulta de uma interpretação errónea de uma avaliação geológica do “Geological Survey” dos EUA, entretanto desmentida pelo seus responsáveis. O erro resultava da avaliação das reservas de sete bacias do Ártico num relatório governamental, mas que afinal, incluía largas faixas de terra que não se encontravam no Ártico, mas nas regiões adjacentes. A correção coloca assim no Ártico não 25% mas 14% de todas as reservas mundiais. Um valor ainda muito importante, mas já não tão elevado.

O fenómeno do Aquecimento Global tem facilitado o acesso a estas regiões extremas do globo terrestre, este novo facto, aliado do desenvolvimento tecnológico, assim como do aumento do preço do barril de crude, têm aumentado de forma exponencial o interesse dos países limítrofes do Ártico em explorarem as riquezas do seu subsolo, algo que só poderão fazer depois de reclamar a posse da sua superfície… Paralelamente, os mares de gelo do Extremo Norte estão – segundo alguns peritos – à beira do colapso total e irreversível e isso vai facilitar o acesso destas potencias às riquezas submersas e até à própria “passagem do noroeste” que se estima que deverá estar aberta durante todo ano em 2050, reforçando assim o interesse estratégico na posse desses mares, já que será uma forma mais barata de trazer os artigos manufacturados no Oriente até à Europa e à costa oriental dos EUA do que seguir a via do Canal do Panamá ou do Estreito de Magalhães…

Existe uma já longa disputa territorial entre a Dinamarca e o Canadá sobre a ilha “Hans“, ao largo da Groenlândia, e os EUA e o Canadá têm também as suas disputas sobre a sua fronteira marítima, precisamente na área da supracitada “passagem do noroeste”. Os russos estão muito ativos nesta questão, tendo dado grande destaque a uma expedição submarina enviada no ano passado (ver AQUI) quando dois submarinos seus colocaram uma bandeira de titânio a duas milhas e meio do Pólo Norte, reclamando para si uma área que o Canadá também reclama como sua e que se estima que tenha mais de 10 biliões de toneladas de hidrocarbonetos…

Segundo as convenções das Nações Unidas atualmente em vigor, os países do extremo norte têm o direito de reclamar 200 milhas marítimas a norte dos seus territórios. Mas as própria convenções admitem a figura do “apelo”, daí a ocorrência destas disputas, acirradas pelo Aquecimento Global e pela crescente escassez de petróleo no mundo. A Rússia já reclamou aquela região em 2001, sem sucesso. E a sua expedição de 2007, pretende reforçar nova reclamação que deverá submeter à ONU em 2009, com a base de que existe uma ligação geológica entre o seu território no extremo norte e essa região subaquática.

Se a Rússia envia os seus submarinos, o Canadá não está parado… Em Janeiro de 2007, um grupo de exploradores canadianos, viajando sobre o gelo polar durante 47 dias alcançou a mesma região encontrando ao fim de 250 Km… um busto de Lenine com dois metros de altura! Deixada ali, como “bandeira” por uma expedição russa em 1958.

Fontes:
http://www.dailygalaxy.com/my_weblog/2008/05/arctic-superpow.html
http://www.petroleumnews.com/pntruncate/347702651.shtml

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , , , | 3 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy