Posts Tagged With: botnet

Descobrem uma forma de parar uma botnet… Como a Storm

Esquema de uma botnet em http://janforman.com

Esquema de uma botnet em http://janforman.com

É extremamente difícil parar uma botnet que use a tecnologia P2P. Isso mesmo explica a grande resiliência da “Storm”, a maior botnet da atualidade, tendo resistido a todas as tentativas feitas até hoje para a colocar fora de serviço. Mas há agora esperança de que seja possível desativar uma botnet, já que um grupo de pesquisadores universitários europeus da Universidade de Mannheim e do Instituto Eurecom conseguiram invadir a Storm, injetando lixo na rede e afetando o seu normal funcionamento. A sua técnica consistiu em capturar os pacotes binários da rede e reenviá-los, colocando dados inválidos na botnet que interrompeu o processamento em cadeia realizado pela botnet. O mesmo método pode agora ser usado em grande escala de forma a conseguir destruir efetivamente a Storm e, logo após, todas estas perigosas estruturas do mundo do crime (Phishing) e do Spam. Haja assim vontade por parte de instituições governamentais e recursos para reunir um número suficientemente grande de computadores nessas missões.

A operação realizada contra a Storm permitiu identificar entre cinco a quarenta mil computadores escravos desta botnet, ligados a cada instante. Tendo todos em comum o facto de que os seus utilizadores ignoram que a rede se apropriou das suas máquinas. Poderão desconfiar de que algo de mal se passa com o seu computador… De erros estranhos ou, sobretudo, de que o seu acesso à Internet está muito lento… Mas não que fazem parte da Storm ou de uma outra botnet.

A Storm está ativa em especial, nos Estados Unidos (com 23% de todos os zombies), mas também está presente em 200 outros países vendendo os seus serviços a outros operadores (ditos de “segunda linha”), numa espécie de franchising do submundo que agora, com as ferramentas e métodos desenvolvidas pela Universidade de Mannheim e Instituto Eurecom, se poderá finalmente começar a debelar…

Fonte:
http://www.darkreading.com/security/encryption/showArticle.jhtml?articleID=211201340

Categories: Informática | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy