SpaceNewsPt

A Stratolaunch prossegue o seu ambicioso projeto espacial

A Stratolaunch está a desenvolver um avião capaz de lançar satélites e deverá produzir aqui a que chama de “desenvolvimentos significativos” até ao verão.

A empresa concluiu em finais de março a construção do segundo de dois hangares no Mojave (Califórnia) , onde o avião-mãe será construido. Este avião, será o maior avião jamais construido e terá como objetivo transportar até uma alta altitude um foguetão, libertando-o e permitindo a sua ascensão.

Alguns componentes do avião-mãe estão já em construção.

O avião terá duas fuselagens, com o foguetão entre as duas.

O foguetão central deveria ser originalmente produzido pela SpaceX, mas a existência de problemas de produção levou a uma substituição de fornecedor que agora é a Orbital Sciences. Mas a este respeito ainda existe muita incerteza, não se sabendo se será um foguetão a combustível líquido ou sólido ou será um novo engenho ou a adaptação de um já existente. A este respeito sabe-se que este foguetão será capaz de colocar um pouco mais de seis toneladas em órbita e que terá asas para permitir a sua ascensão à posição vertical e pouco mais…

Fonte:
http://www.flightglobal.com/news/articles/stratolaunch-marches-forward-383992/?utm_source=feedly

Anúncios
Categories: História, SpaceNewsPt | 2 comentários

A Índia prepara uma missão a Marte e o seu primeiro voo orbital tripulado

A Índia vai lançar em outubro uma missão a Marte com o objetivo de estudar a atmosfera do planeta. O custo da missão não deverá ultrapassar os 70 milhões de dólares e deverá manter-se ativa em órbita durante pelo menos um ano. Com esta missão, a Índia assume um papel de preponderância no campo da exploração espacial tornando-se numa potencia capaz de lançar, construir e operar uma sonda espacial a tão grandes distâncias (algo que a China ainda não conseguiu).

Em 2016, a Índia vai lançar um veículo orbital de 3 toneladas capaz de transportar 2 astronautas até órbita numa missão que não deverá exceder os dois dias. Uma versão mais desenvolvida desta cápsula deverá ser capaz de cumprir missões com até sete dias de extensão e de acoplar em órbita com outras cápsulas ou estações orbitais.

Esta cápsula será lançada pelo foguetão GSLV-Mk II e após ter alcançado uma órbita de 300 Km regressará para Terra, amarando algures no Golfo de Bengala.

Após estas missões orbitais, a Agência espacial indiana ISRO tenciona realizar missões lunares depois de 2020.

Fontes:
http://www.jn.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=3066146
http://en.wikipedia.org/wiki/Indian_human_spaceflight_programme

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 1 Comentário

A NASA quer capturar um asteroide e trazê-lo para uma órbita L2

A NASA está a planear incluir no seu orçamento para 2014 cem milhões de dólares para uma missão robótica a um asteroide. A ideia é capturar um pequeno asteroide e traze-lo para uma orbita terrestre semelhante à lunar onde possa ser estudado por astronautas.

O curioso é que com este projeto fica subitamente mais fácil cumprir o objetivo definido por Obama de levar astronautas até um asteroide. Com esta missão, na verdade, é um asteroide que vem ter com os astronautas, mas vai dar no mesmo, certo?

O objetivo é lançar em 2016 ou 2018 uma sonda propulsada por um motor de iões alimentado por painéis solares. A sonda regressaria para o ponto L2 entre a Terra e a Lua onde seria visitada pela primeira missão tripulada Orion/SLS em 2021, ou seja, dentro dos planos inicialmente apresentados por Obama para a NASA.

Uma tal missão poderia aumentar o grau de conhecimento sobre oos asteroides e ajudar a elaborar uma resposta global à ameaça meteórica.

Fonte:

http://spaceref.com/asteroids/nasa-asteroid-capture-mission-first-real-step-in-utilizing-extraterrestrial-resources.html

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

O projeto russo Kapkan para responder a ameaças asteróides


A Rússia está a planear utilizar mísseis intercontinentais para enviar veículos espaciais para corpos celestiais – como asteroides ou cometas – que ameacem a Terra. Esse projeto foi apresentado pelo Desenhador-Chefe do “Makeyev State Rocket Center” Sergei Molchanov numa conferência em Moscovo.

O projeto tem a designação de “Kapkan” e ambiciona destruir asteroides perigosos ou desvia-los a distâncias seguras da Terra. Os Kapkan seriam complementados por uma rede de pequenas sondas de reconhecimento com o objetivo de mapearem seguirem todos os asteroides potencialmente perigosos.

Fonte:
http://www.spacedaily.com/reports/Russia_to_use_ballistic_missiles_to_fight_off_asteroid_threat_999.html

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

A Suíça a caminho do Espaço: com um Airbus A300 modificado

A empresa suíça “Swiss Space Systems” (S-3) revelou os seus planos para construir um sistema reutilizável de lançamento de pequenos satélites a testar pela primeira vez já em 2017.

A S-3 tenciona adaptar um Airbus A300 por forma a colocar no seu topo um veículo a foguete, de dois estádios, sendo o primeiro reutilizavel. A proposta da empresa suíça baseia-se no conceito “VEHRA” da Dassault francesa, razão pela qual a Dassault é um dos seis parceiros internacionais deste projeto. O plano é colocar em órbitas baixas (LEO) satélite com até 250 kg.

O primeiro voo de um modelo do segundo estádio do sistema terá lugar já em 2013 e o primeiro com um veículo de testes em 2016.

Fonte:
http://www.flightglobal.com/news/articles/swiss-space-systems-unveils-small-reusable-satellite-launch-system-383417

Categories: SpaceNewsPt | 2 comentários

A Golden Spike procura Crowdfunding para o seu projeto de Turismo Lunar

Veículo lunar da Golden Spike

Veículo lunar da Golden Spike

Uma empresa privada norte-americana que tem como missão o lançamento de missões tripuladas para a Lua está a obter financiamento através de crowdsourcing. Trata-se da Golden Spike, empresa fundada por cientistas e antigos quadros da NSDS, e o objetivo é colocar a primeira equipa no solo lunar antes do fim de 2020.

O financiamento está a ser recolhido através do site Indiegogo e o objetivo é o de recolher 240 mil dólares. Quem financiar este empreendimento recebe consoante a sua contribuição: desde um cartão “Thank you”, à subscrição de uma mailinglist exclusiva (em troca de uma doação de 25 dólares), até um lugar VIP no lançamento da primeira missão lunar da Golden Spike (por 50 mil dólares…), outras opções passam por dar nome aos veículos lunares da empresa, colocar o nome numa placa que ficará num veículo na Lua, etc.

O projeto da Golden Spike passa pelo recurso foguetões e cápsulas espaciais já existentes, adapta-los e usa-los nestas missões lunares. Além deste equipamento adaptado, a empresa vai construir um Lander lunar tendo já contratado a Northrop Grumman para esse efeito. Cada viagem à Lua será vendida por 1.5 mil milhões de dólares.

Fonte:
http://www.space.com/19795-private-moon-travel-crowdfunding.html

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Assinado acordo entre a Roscosmos e a ESA a propósito do programa ExoMars

Rover ExoMars

Rover ExoMars

A agência espacial europeia ESA e a russa Roscosmos assinaram um protocolo para desenvolverem uma parceria no âmbito do programa ExoMars que deverá levar ao lançamento de duas missões para Marte: uma já em 2016 e a outra em 2018.

O maior objetivo das missões ExoMars é o de procurar provas da existência passada de vida no Planeta Vermelho, objetivo para o qual foram desenhados uma série de instrumentos, divididos pelas duas agências.

O ExoMars vai consistir no “Trace Gas Orbiter” (TGO) e do “Entry, Descent and Landing Demonstrator Module (EDM)” a lançar em 2016 e de um rover a lançar dois anos mais tarde, em 2018.

A Roscosmos será responsável pelo módulo de descida e pela plataforma de superfície e fornecera os lançadores para ambas as missões.

A TGO procurara vestígios de metano e de outros gases atmosféricos que possam indicar a presença de vida. Mais tarde, servirá também de data relay para a missão de 2018. A EDM irá descer em Marte, colocando na sua superfície o rover ExoMars, da ESA, que procurara na superfície vestígios de vida. O rover terá a capacidade de realizar furos a profundidades de até dois metros, onde – protegidos da radiação da superfície – poderá ainda existir vida.

O programa ExoMars será financiado por 14 países europeus, entre os quais Portugal, em que Itália é o maior contribuinte líquido e o Reino Unido, o segundo.

Fonte:
http://spaceref.com/mars/esa-and-roscosmos-set-for-mars-missions.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+spaceref%2Fjext+(SpaceRef+-+Space+News+as+it+Happens)

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

O Brasil vai lançar um satélite de uma base nacional até 2021

Cbers-3

Cbers-3

No âmbito de uma parceria que começou em 1998 com a China, o Brasil vai lançar um satélite construido localmente a partir de um centro brasileiro de foguetões até ao final de 2021.

Os últimos três satélites brasileiros foram lançados por engenhos chineses, a partir de bases chinesas, no âmbito da mesma parceria.

O próximo satélite brasileiro será o Cbers-3, cujo lançamento chegou a estar agendado para finais do ano passado, para ser cancelado devido a problemas com componentes importados. O Cbers-3 terá uma câmara totalmente desenvolvida no Brasil e que foi concebida para captar imagens do solo.

Fonte:
http://feeds.dn.pt/~r/DN-Ultimas/~3/vfaHZpi4Zwo/story01.htm

Categories: Brasil, SpaceNewsPt | 1 Comentário

A Deep Space Industries propõe uma rede de satélites FireFly para estudar ameaças meteóricas

FireFly da DSI

FireFly da DSI

A inédita aproximação do asteroide 2012 DA14 e o acidente na Sibéria que teria provocado mais de 500 feridos provam que é necessário criar uma rede global de vigilância dos céus e um sistema permanente e multinacional de reação a este tipo de ameaças. Uma das respostas possíveis foi proposta pela empresa Deep Space Industries e consiste na instalação de uma rede de satélites capaz de intercetar e avaliar todas as possíveis ameaças meteóricas.

A empresa propõe a instalação de vários anéis de pequenos satélites em torno da Terra capazes de se aproximarem dos asteroides tirando fotografias e analisando a sua composição. Atrás destes satélites estaria uma segunda linha de satélites, capazes de retirar amostras e de as levar para Terra por forma a serem estudadas em detalhe.

Estes estudos seriam cruciais para determinar a melhor forma de lidar com um dado asteroide, aferindo nessa decisão a composição e estrutura interna de cada uma dessas ameaças.

A DSI propõe o lançamento de uma rede de dez dos seus satélites FireFly para construir essa rede, num projeto que estaria completado em quatro anos e que custaria cerca de cem milhões de dólares. Esta rede permitiria complementar a rede já existentes de observatórios terrestres, estudando os asteroides descobertos por estes e criando assim um mapa de ameaças muito concreto e que depois seria usado para definir prioridades.

A Deep Space Industries vai começar a prospetar asteroides por metais em 2015 com os seus pequenos FireFly. A partir de 2020 tenciona rebocar um pequeno asteroide para uma órbita terrestre, onde irá explorar o asteroide por materiais para combustíveis de foguetão e metais para abastecer os satélites comerciais que rodeiam o globo.

Fonte:
http://www.deepspaceindustries.com

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Uma missão tripulada a Marte de Flyby daqui a menos de cinco anos?

A Dragon da SpaceX, o mais provável veículo a ser usado nesta misssão

O multimilionário norte-americano Dennis Tito apresentou recentemente com mais detalhe o plano (já anunciado) de enviar uma missão comercial tripulada a Marte daqui a menos de cinco anos.

O plano consiste em levar dois astronautas até ao Planeta Vermelho, mas sem descer, nem sequer entrar em órbita, realizando apenas uma passagem e encetando logo após a viagem de regresso a Terra. Num tal modelo, é possível aproximar a excecional aproximação Terra-Marte que se vai registar daqui a cinco anos e colocar a missão perto de Marte em apenas 501 dias.

Para levar a bom porto este seu objetivo, Tito fundou a organização não lucrativa “Inspiration Mars”, que a partir da tecnologia hoje já existente se vai focar na sua integração e financiamento, estimando-se que este deve oscilar entre um a dois mil milhões de dólares, uma verba que espera reunir a partir de donativos e financiadores privados.

Fonte:
http://www.marsdaily.com/reports/First-ever_space_tourist_plans_mission_to_Mars_999.html

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Em 2015, a ISS vai ter um módulo insuflável da Bigelow

Em 2015, a Estação Espacial Internacional (ISS) receberá um novo módulo. Trata-se de um módulo habitável insuflável desenvolvido pela Bigelow Aerospace. O módulo estará operacional durante dois anos, permitindo a permanência de astronautas no local e tendo como objetivo a realização de testes de robustez, integridade e segurança. O objetivo é comparar – numa série de métricas – a segurança do módulo insuflável por comparação com os módulos convencionais em alumínio.

O módulo insuflável vai ser lançado pela SpaceX, no seu oitavo lançamento programado para a ISS de uma cápsula Dragon. Uma vez na ISS, o módulo vai ser colocado numa conexão disponível no módulo Tranquility pelo braço mecânico da Estação e lentamente cheio de ar através de um reservatório próprio.

Se for bem sucedido, provara a viabilidade do conceito para aumentar o espaço habitável numa estação orbital e validara o objetivo da Bigelow de lançar um hotel espacial insuflável nos próximos anos.

Fonte:

http://www.publico.pt/ciencia/noticia/em-2015-a-estacao-espacial-internacional-vai-receber-um-modulo-insuflavel-1581223

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Luna-Glob: O regresso russo à Lua em 2015

As dificuldades do programa espacial russo são bem conhecidas: uma sucessão de lançamentos falhados; missões planetárias falhadas e uma profunda fuga de cérebros que danificou o cerne da indústria aero-espacial russa durante décadas.

Os danos no setor aeroespacial russo são de tão grande dimensão que a notícia de que o país vai lançar em 2015 uma sonda para a Lua se revestem de grande importância. A sonda será designada por Luna-Glob e será lançada a partir da nova base espacial russa no Extremo Oriente em Amur. A sonda terá um módulo orbital e um módulo de alunagem que recolherá amostras e enviar informações sobre a sua análise para o módulo orbital. A Luna-Glob vai marcar o regresso da Rússia à Lua depois da última missão realizada na década de 1970.

Fonte:
http://www.reuters.com/article/2013/01/15/us-russia-space-moon-idUSBRE90E0ZS20130115

Categories: SpaceNewsPt | 1 Comentário

Denis Tito quer enviar uma missão para Marte até finais de 2018

Dennis Tito, fundador da Inspiration Mars Foundation

Dennis Tito, o primeiro turista espacial da História, está a construir uma fundação que tem como principal objetivo lançar uma missão comercial para Marte até 2018. A fundação intitula-se “Inspiration Mars Foundation” e tenciona organizar uma viagem de ida e volta ao Planeta Vermelho com a duração total de 501 dias.

Não existem ainda muitos detalhes sobre este projeto, alguns especulam que se tratará de uma missão tripulada, de turismo espacial, outros arriscam que se tenciona apenas colocar plantas e animais vivos no solo de Marte, uma vez que montar e lançar uma missão tripulada seria – no mínimo – muito arriscado. O certo é que 2018 seria um ano particularmente propício a tal viagem já nesse ano as órbitas da Terra e de Marte estarão muito mais próximas do que é normal.

É também possível que Tito ambicione “apenas” enviar astronautas para a órbita marciana, sem que desçam no solo do Planeta Vermelho, algo que simplificaria consideravelmente todo o processo. A Space Adventures, por exemplo, já vende uma viagem semelhante à Lua desde 2005 (mas ainda ninguém quis comprar este bilhete…).

A missão será muito provavelmente conduzida com cápsulas Red Dragon da SpaceX (uma variante prevista da Dragon que atualmente realiza voos de abastecimento para a Estação Espacial Internacional). A SpaceX tinha aliás já prometido realizar voos tripulados para Marte até finais de 2020, o que reforça esta possibilidade para o projeto de Denis Tito.

Fonte:
http://www.newscientist.com/blogs/shortsharpscience/2013/02/tito-mars-announcement.html?cmpid=RSS|NSNS|2012-GLOBAL|online-news

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

A Coreia do Sul lança o seu primeiro satélite com um foguetão KSLV-1

KSLV-1

KSLV-1

A Coreia do Sul conseguiu finalmente (depois de três tentativas falhadas) tornar-se numa potencia espacial: Em finais de janeiro deste ano (quase um mês depois do seu rival do norte) um foguetão sul-coreano, desenvolvido em parceria com a Rússia, conseguiu colocar em órbita um pequeno satélite 100 Kg para registar a radiação no Espaço.
O foguetão sul-coreano tem a designação de “Korea Space Launch Vehicle-1” (KSLV-1) e foi lançado a partir das instalações do “Goheung Space Center” a 30 de janeiro. O foguetão tem dois andares, sendo o primeiro propulsado com motores de combustível líquido fabricados pela empresa russa “Khrunichev State Research and Production Space Center” e o segundo andar propulsado por motores de combustível sólido de origem sul-coreana.

Fontes:

http://news.discovery.com/space/private-spaceflight/asian-space-race-heats-up-130130.htm#mkcpgn=rssnws1
http://en.wikipedia.org/wiki/Khrunichev_State_Research_and_Production_Space_Center

Categories: SpaceNewsPt | 2 comentários

A sonda chinesa Chang’2 aproxima-se a 3.2 km do asteroide Toutatis

 Chang'e 2

Chang’e 2

A China é cada vez mais um ator espacial de primeiro plano: o recente feito de conseguir levar a sonda Chang’e 2 até um encontro com o asteroide Toutatis revelou uma capacidade técnica notável: não deve ter sido fácil conduzir remotamente e a centenas de milhares de quilómetros de distancia um veículo que se move a mais de dez mil metros por segundo (!) E fazê-lo aproximar de um asteroide com 3 km de diâmetro a uma distância de apenas 3.2 km.

Os dados científicos de uma tal aproximação deverão ser conhecidos nas próximas semanas, dando elementos novos sobre a massa e órbita de Toutatis que previamente não eram conhecidos e revelando simultaneamente uma China cuja maturidade no campo da tecnologia espacial parece bem mais avançada do que muitos acreditavam.

Fonte:
http://rss.slashdot.org/~r/Slashdot/slashdot/~3/JiOpP-8Bze4/story01.htm

Categories: China, SpaceNewsPt | Deixe um comentário

A Sierra Nevada encomenda a construção do segundo Dream Chaser à Lockheed Martin

Dream Chaser

Dream Chaser

A Sierra Nevada escolheu a Lockheed Martin para construir a superstrutura do seu segundo veículo orbital Dream Chaser. A escolha vai também simplificar o processo de certificação junto da NASA.

A Lockheed vai construir o aparelho nas suas instalações de Michaud, na Louisiana, no mesmo local onde antes construia os tanques externos de combustível do Space Shuttle.

O Dream Chaser é um dos três projetos privados financiados pela NASA no âmbito do programa “commercial crew integrated capability” (CCiCap) que visa criar sistemas de transporte de pessoas e carga para a Estação Espacial Internacional (ISS), sendo os outros dois a Dragon da SpaceX e o CST-100 da Boeing.

O primeiro voo atmosférico do Dream Chaser deve ter lugar em abril, com um lançamento de helicóptero, com o primeiro protótipo. Será este segundo protótipo o primeiro a ser lançado para o Espaço numa data que não deve exceder o final de 2015.

Fonte:

http://www.flightglobal.com/news/articles/lockheed-to-build-second-dream-chaser-airframe-for-sierra-nevada-381679/

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

A Bigelow pode vir a colocar um módulo insuflável na ISS

A NASA anunciou um acordo com a Bigelow Aerospace para estudar a instalação de um módulo insuflável da Bigelow à Estação Espacial Internacional (ISS).

Até agora, a Bigelow já lançou e testou dois módulos insufláveis, mas nenhum foi ainda habitado pelo que a instalação de um módulo destes na ISS permitiria realizar esse teste, de forma segura (dado haver sempre a possibilidade de recuo para o interior da ISS) e concedendo simultaneamente e de forma muito económica mais espaço habitacional à estação internacional.

Não se sabe ainda se este estudo vai conduzir a uma efetiva adição de um módulo Bigelow à ISS, nem uma data para a mesma, apenas se sabe que o lançamento do módulo deverá ser realizado por foguetões Boeing ou SpaceX já que a Bigelow tem acordos assinados com estas empresas para este efeito.

Fonte:
http://www.flightglobal.com/news/articles/nasa-considers-adding-bigelow-to-international-space-station-380962/

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

A Deep Space Industries quer começar a minerar asteroides até 2016

FireFly

FireFly

A empresa “Deep Space Industries” declarou recentemente que irá construir e lançar uma frota de naves espaciais prospetoras de asteroides. As naves terão a designação de “Firefly” e utilizarão componentes de baixo custos dos cubesat atualmente comercializados. Os lançamentos serão económicos, porque todos estes “FireFly” serão colocados em outros lançamentos de satélites de comunicações.

Os FireFly pesarao cerca de 25 Kg cada e o primeiro será lançado já em 2015 e estará operacional entre dois a seis meses. O primeiro FireFly totalmente operacional será lançado em 2016 e estará ativo entre dois a quatro anos, dependendo do asteroide que for selecionado, prospetando-o e trazendo minerais para perto da Terra.

A empresa planeia fabricar combustível para satélites em órbita, a partir destes asteroides, permitindo o reabastecimento dos satélites que hoje são forçados a cair quando este se esgota, um negócio que poupara centenas de milhões de euros aos seus operadores e que será muito lucrativo para a DSI. A empresa espera também ser capaz de construir satélites em orbita, estações solares para enviar energia por micro-ondas para Terra e construir componentes para futuras missões para os planetas exteriores.

Fonte:
http://www.spaceref.com/news/viewpr.rss.spacewire.html?pid=39848

Categories: SpaceNewsPt | 1 Comentário

A Coreia do Sul vai tentar pela terceira vez colocar um satélite em órbita com o seu KSLV-1

A Coreia do Sul vai tornar a tentar o seu foguetão no final do mês de janeiro. O objetivo é o de colocar um satélite em órbita e assim entrar no exclusivo clube onde – bem ou mal – se encontra já o seu vizinho do norte.

O veículo sul-coreano KSLV-1 será lançado entre 30 de janeiro e 8 de fevereiro e pesa mais de 140 toneladas. O veículo está agora a ser integrado, nos seus vários estádios, numa preparação final que antecede o momento do lançamento.

As tentativas anteriores, em 2009 e 2010, falharam, pelo que esta terceira tentativa se reveste de uma importância estratégica crucial para o programa espacial sul coreano, especialmente agora que o seu vizinho comunista do norte já demonstrou dominar suficientemente a difícil tecnologia espacial o bastante para lançar o seu próprio satélite, ainda que com grande auxílio russo, numa parceria que começou em 2001 e que continua até esta terceira tentativa para colocar em órbita um pequeno satélite.

Fontes:
http://www.space-travel.com/reports/S_Korea_satellite_rocket_launch_set_for_Jan_30-Feb_8_999.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Naro-1

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

A ESA vai construir o Módulo de Serviço das Orion

Nave espacial Orion

Nave espacial Orion

A NASA e a Agência Espacial Europeia (ESA) concordaram em colaborar no desenvolvimento do veículo espacial Orion: um acordo assinado em meados de janeiro entre as duas agências estabelece que a ESA vai construir o módulo de serviço da “Mission-1” da Orion que terá lugar em 2017.

Este acordo dá continuidade a uma relação muito próxima entre as duas agências, restaurando alguma da confiança perdida com a súbita retirada da NASA do rover marciano ExoMars.

A Orion será a mais avançada nave espacial jamais construida (apesar das suas semelhanças externas com as Apollo), tendo este módulo de serviço construido na Europa anexado imediatamente sobre o modulo principal e fornecendo-se energia, controlo térmico e propulsão, muito como hoje os ATVs que a Europa lança hoje para a ISS já conseguem fazer com o sucesso que lhes é reconhecido.

Fonte:
http://spaceref.com/news/viewpr.html?pid=39679

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Progressos na preparação do primeiro voo de uma cápsula Orion em 2014

Foram feitos recentemente progressos por parte da NASA e dos seus parceiros industriais no programa Orion, a caminho do primeiro vôo “Exploration Flight Test-1” (EFT-1). Este vôo não tripulado vai ter lugar no Kennedy Space Center in Florida em 2014, com o objetivo de testar as capacidades de reentrada da cápsula Orion.

Os trabalhos no esqueleto de titânio do escudo de calor da Orion estão a ser soldados a uma cobertura de fibra de carbono estando este trabalho concluído em janeiro de 2013. Depois, o escudo será enviada para a Textron Defense Systems perto de Boston onde uma camada de um material ablativo (semelhante ao usado nas Apollo) será adicionado. O escudo de calor completo está calendarizado para instalar o escudo de calor na Orion no verão.

O voo de teste vai colocar a cápsula a quinze vezes a distância da órbita da Estação Espacial Internacional, mais longe do que foi qualquer nave tripulada nos últimos quarenta anos.

Entretanto, equipas de engenheiros da NASA estão a trabalhar no adaptador que vai ligar a cápsula Orion ao lançador pesado United Launch Alliance Delta IV. Este adaptados será testado no voo EFT-1, mas a intenção é que sirva no Space Launch System (SLS), a testar em 2017, o sistema que vai enviar a Orion muito para além da órbita terrestre, para a Lua e mais além.

Fonte:

http://www.sciencedaily.com/releases/2012/12/121213204902.htm

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Um grupo de cientistas propõe à NASA uma missão de “sample return” a Enceladus

Os geiseres de Enceladus

Uma equipa de cientistas norte-americanos está a desenvolver um conceito de missão para uma sonda capaz de viajar até ao satélite saturnino Enceladus, recolher algumas amostras de gelo e regressar com as mesmas até ao nosso planeta, onde serão analisadas em busca de indícios de via alienígena.

Estas partículas de gelo são ejetadas para o Espaço pelos grandes geiseres de Enceladus, no seu polo sul. Os geiseres são alimentados por um grande oceano de água liquida que existiria sob uma camada de gelo. Estas condições (energia, água liquida, carbono e azoto) estão cumpridas em Enceladus, pelo que este é atualmente um dos locais onde é mais provável existir alguma forma de vida.

A missão proposta entraria primeiro em órbita de Saturno, para abrandar atravessaria a baixa altitude Enceladus, para capturar algumas amostras dos geiseres libertando então uma pequena cápsula para Terra com essas amostras. Desta forma, a amostra poderia ser estudada por um leque de instrumentos que não será possível colocar numa sonda que opera a tão grandes distancias.

Fonte:
http://www.livescience.com/25288-enceladus-sample-return-mission.html

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Angola vai ter um satélite em órbita em 2015, o Angosat

O primeiro satélite angolano, o Angosat, construído por um consórcio russo liderado pela RSC vai ser lançado para o Espaço em 2015. O anúncio coube ao secretário de Estado das Telecomunicações e Tecnologias de Informação angolano, Alcides Safeca. O Angosat irá custar cerca de 40 mil milhões de kwanzas (315 milhões de euros) e será financiado por bancos russos.

O Angosat deverá estar operacional durante 15 anos possuindo 22 transponders oferecendo serviços de suporte a telecomunicações, banda larga e de televisão a este país africano de expressão oficial portuguesa.

O governo angolano pretende lançar mais satélites do mesmo tipo nos próximos anos.

Fonte:

http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=2959609&seccao=CPLP&page=2

Categories: Lusofonia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | 1 Comentário

Irá o Brasil enviar uma sonda para o maior asteróide do Sistema Solar?

https://i1.wp.com/a57.foxnews.com/www.foxnews.com/images/344704/450/350/0_21_080213_triple_asteroid.jpg

Uma equipa de cientistas brasileiros provenientes de várias instituições universitárias e institutos federais está a trabalhar num projeto que almeja lançar, em 2017 uma sonda espacial e leva-la a pousar em 2019, no maior asteroide do sistema solar, o 2001 SN263. Este asteroide é de facto, um sistema triplo, tendo o maior 2.8 km de diâmetro, e os restantes 1.1 km e 0.8 km.

Se o Brasil conseguir realizar esta missão passará a integrar um seleto clube de países capazes de colocarem uma sonda num outro astro do Sistema Solar, um feito nada displicente para uma nação que ainda não foi sequer capaz de lançar um foguetão desenvolvido no seu país e que está consideravelmente mais atrasado neste campo do que outras potencias comparáveis, como a Índia, a Coreia do Sul ou (até) o Irão…

Fonte:
http://astropt.org/blog/2012/11/21/missao-aster-projeto-brasileiro-levara-sonda-espacial-ao-sistema-triplo-de-asteroides-2001-sn263/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+astropt%2FgzsD+%28Blog+de+Astronomia+do+astroPT%29

Categories: Brasil, SpaceNewsPt | 19 comentários

A NASA está a desenvolver um sistema de rotores para cápsulas espaciais

Apesar de algum desnorte e muito subfinanciamento nos últimos anos, a NASA não está acabada… continua a ter algumas das melhores mentes do mundo e ser a agência espacial de um dos países mais inovadores do globo. Assim, não causa muito espanto vir a saber que o defunto projeto privado Roton (encerrado em 2001) foi de certo modo ressuscitado por uma equipa de cientistas da NASA que está a desenvolver o conceito de um veículo espacial capaz de aterragem por rotor. Um protótipo foi já testado com sucesso numa queda livre num edifício de testes da agência no Kennedy Space Center.

O conceito fundamental é que um grupo de pás rotativas consegue cumprir o papel dos paraquedas, permitindo aterragens mais controláveis na terra, em vez de serem sempre no mar, com uma decorrente poupança de custos operacionais, com uma relativa simplicidade técnica. As pás não serão propulsadas, bastando a passagem do ar, para as colocar em rotação. O método é usado correntemente em helicópteros em momentos de falha total de motores e no projeto Apollo chegou a ser equacionado, mas então pensava-se num motor, que seria capaz de controlar totalmente a fase final da descida da cápsula, colocando-a exatamente onde os astronautas quisessem. O sistema foi descartado porque era mais complexo que paraquedas, mas agora – sem motor e com os novos materiais agora disponíveis – está novamente em equação.

Se o conceito provar a sua validade poderá ser usado também na recuperação de andares de lançadores e em praticamente todo o tipo de veículos de reentrada, como as cápsulas Dragon da SpaceX ou aas novas Orion agora em desenvolvimento.

Fonte:
http://www.space.com/18456-nasa-space-capsule-helicopter-landing.html

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

A Chang’e 3 coloca em risco 5 milhões do Google Lunar X Prize

Há riscos de que uma improvável regra no prémio “Google Lunar X Prize” reduza de vinte para quinze milhões de dólares o prémio para o primeiro grupo privado a conseguir alunar um rover no nosso satélite natural: uma cláusula no concurso determina que o prémio será reduzido em cinco milhões caso um governo alune primeiro o seu próprio rover. E isso pode acontecer à medida que se aproxima o lançamento do rover lunar chinês Chang’e 3 em 2013…

A competição da Google procura estimular a que um grupo privado leve um rover até à Lua, o faça evoluir pelo menos 500 metros, enviando imagens e vídeo em alta definição de volta para Terra. O primeiro a consegui-lo ganha 20 (ou 15…) milhões de dólares e o segundo  5 milhões. Há também uma série de prémios adicionais de 4 milhões para quem consiga outras realizações menores como navegar mais que cinco kms na Lua, deteção de agua, alunar perto de um site Apollo ou de outro engenho deixado pelo Homem.

Fonte:
http://www.examiner.com/article/google-lunar-x-prize-teams-now-a-race-with-china-as-well-as-each-other?cid=db_articles

Categories: China, SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Golden Spike: Viagens de turismo para a Lua até 2020

Uma empresa recentemente constituída, a Golden Spike ambiciona realizar uma viagem tripulada para a superfície lunar até 2020. A empresa foi fundada por vários antigos responsáveis da NASA e pretende colocar no nosso satélite natural cientistas e turistas. Cada lugar deverá custar cerca de 1.5 mil milhões de dólares.

Os veículos serão construidos a partir de equipamento hoje disponível, mas ainda não se sabe de que origem: quer no que concerne ao veiculo lunar, quer ao lançador (a parte de leão no que respeita a custos).

Fonte:
http://www.flightglobal.com/news/articles/golden-spike-promises-crewed-trips-to-the-moon-by-2020-379896/

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Finalmente, a Coreia do Norte conseguiu lançar um satélite

Unha-3

Unha-3

É oficial: a Coreia do Norte, finalmente e depois de uma sucessão de fracassos mais ou menos clamorosos, conseguiu colocar um satélite em órbita. Isso mesmo foi confirmado pelo NORAD norte-americano, que detetou o lançamento e o seguiu, confirmando a queda do primeiro andar no Mar Amarelo e do segundo no Mar das Filipinas. Segundo o NORAD: “o míssil lançou um objeto que parece ter conseguido entrar em órbita”, o que confere com declarações oficiais do regime norte-coreano segundo as quais “a segunda versão do satélite Kwangmyongsong-3 foi colocado em órbita” por um foguetão Unha-3.

Nem tudo parece ter corrido bem, contudo… segundo fontes norte-americanas, o satélite estaria fora de controlo, pouco depois de entrar em órbita. Como propósitos deste satélite estaria a “observação da Terra” e… a emissão de hinos patrióticos. Propósitos falhados, já que segundo fontes dos EUA o satélite estaria “morto”, ainda que em órbita.

Fonte:
http://feedproxy.google.com/~r/nasawatch/Aekt/~3/M7pzkRxrzy4/did-north-korea.html

Categories: DefenseNewsPt, SpaceNewsPt | Etiquetas: | 4 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)