Quids S3

Dynamic Disks

1. Em XP, um Dynamic Disk não pode ser mirrored ou RAID-5 (Só em 2000 server ou 2003).

2. São discos físicos que não usam partitions ou logical drives, pelo contrário usam Volumes que ocupam todo o disco e que depois podem ser divididos em vários volumes.

3. Um Dynamic Disk pode ser resized sem necessitar de um reboot

4. Todos os Dynamic Disks estão associados a Disk groups. Todos os Dynamic Disks num computador pertencem ao mesmo Disk Group. Cada disco num Disk Group guarda uma réplica da configuração do Group, a qual é guardada numa região de 1 Mb no final de cada dynamic disk.

5. Os Dynamic Discs só são suportados em 2000, 2003 e XP. Se usa o dual-boot e converter de Basic Disk para Dynamic Disk o outro OS deixará de poder aceder ao disco

5. Os Volumes podem ser extendidos para espaço não-contíguo

6. Pode-se Extend um Dynamic Disk.

7. Podem conter um número ilimitado de Volumes e já não estamos limitados a 4 partições por volume, como nos Basic Disks.

8. Só podem ser lidos por 2000, XP ou 2003, mas via shares podem ser lidos por qualquer computador.

9. Os Dynamic Disks não estão disponíveis na XP Home Edition ou em Mobile Computers.

10. Quando se instala um XP, o sistema configura todos os discos como Basic Disks

11. Os Dynamic Disks requerem o ACPI

12. Pode instalar-se um XP sobre um Dynamic Disk

13. Não se pode extend um Dynamic Disk que contenha uma System ou Boot Partition

14. Não podem ser Dynamic Disks:

a. Discos removíveis

b. Discos USB

c. Discos Firewire

d. Discos de Cluster

15. Para que se possa fazer um upgrade de Basic para Dynamic Disks tem que haver 1 Mb de espaço não alocado, reservado automáticamente pelo XP, mas inexistente em upgrades para XP

16. Quando se converte uma System ou Boot Partition para Dynamic DIsk esta conversão ocorre depois de um restart. As outras partições são convertidas imediatamente, sendo todos os programas que usam alvo de um force dismount. Se tal não fôr possível (p.ex. por causa de um pagefile) só ocorre depois de um restart. O Commit Changes já não é necessário.

17. diskpart.exe e o fsutil.exe

18. Não se pode fazer dual boot num sistema upgraded de Basic para Dynamic Disk

19. Não se pode mudar facilmente um Dynamic Disk para Basic Disk. Antes tem que se apagar todos os Dynamic Volumes e usar depois o Convert to Basic Disk

20. Como o upgrade de Basic para Dynamic é por disco físico, todas as partições ou volumes têm que ser ou dynamic ou basic.

21. Quando se mudam Dynamic Disks de computador tem que se fazer um Rescan Disks e Foreign Disk. Todos os discos de um Stripe Set ou de um Volume devem ser movidos juntos. Se faltar um disco o Stripe Set ou o Volume ficarão inutilizáveis. Pode usar-se o diskpart.exe para importar-se discos.

Categories: MCSE: MOC2272, Quids S3 | Deixe um comentário

Basic Disks

1. Pode criar-se até 3 partições primárias e uma Extented num Basic Disk ou até 4 partições primárias.

2. Os Basic Disk guardam a informação de configuração num master boot record (MBR) que é guardado no primeiro sector de um disco rígido.

3. Não pode haver mais do que um Extended Disk num disco físico

4. Uma Primary Partition é necessária para um XP System Partition

5. Um disco só pode ser ou Basic ou Dynamic

6. Só as Extended Partition podem ter Logical Partitions

7. As Logical Partitions não podem ser Activas (isto é, não podem conter uma XP System Partition)

Categories: MCSE: MOC2272, Quids S3 | Deixe um comentário

System Partition e Boot Partition

1. A System Partition contêm os ficheiros de que o XP precisa para bootar. Estes incluem o ntldr, ntdetect.com e o boot.ini, entre outros.

2. A Boot Partition contêm os ficheiros de sistema do XP, geralmente em c:\windows

3. A System e a Boot Partition não têm que estar na mesma partition, mas a System Partition tem que existir numa Primary Partition

4. A System Partition contém o ntldr e o ntdetect.com entre outros

Categories: MCSE: MOC2272, Quids S3 | Deixe um comentário

Power Management

1. O Advanced Power Management (APM) era popular no tempo do Windows 2000, mas foi ultrapassado pelo Avanced Configuration and Power Interface (ACPI). Para óptimo power control, o XP deve usar o ACPI.

2. Se fez um upgrade ao BIOS de forma a que o computador passe a suportar o ACPI deve reinstalar o XP de forma a que este o possa passar a utilizar.

Categories: MCSE: MOC2272, Quids S3 | Deixe um comentário

Gerindo Hardware Profiles

Nota Introdutória: Este Post é o primeiro de vários que pretendem auxiliar quem esteja a estudar para o Exame 70-270 do Microsoft Official Curriculum MOC2272 “Installing, Configuring, and Administering Microsoft Windows XP Professional”. O texto não prima pela sua desenvoltura nem correcção, misturando termos portugueses com expressões inglesas. É intencional e pretende apenas auxiliar no processo de memorização.

1. Os hardware profiles guardam configurações no registry para uma colecção de devices e services. Um bom exemplo do seu uso é um portátil que é usado numa doca ou em casa, envolvendo configurações de rede diferentes

2. Os devices num hardwrae profile são enable ou disable no Device Manager

3. Na instalação, o XP cria um único hardware profile chamado Profile 1 (Current), que pode ser renomeado

4. Surge a opção de escolha de um hardware profile no arranque, sempre que houver mais do que um

5. É possível criar tantos hardware profiles quantos se quiser

6. Um hardware profile também pode guardar o estado (enable ou disable) de um service

Categories: MCSE: MOC2272, Quids S3 | Deixe um comentário

Algumas Perguntas e Respostas para MOC2272 “Implementing and Supporting Windows XP Professional” (MSCE) (parte 1)

Módulo 1: Installing Microsoft Windows XP Professional

A organização está a planear instalar o Windows XP professional em novos computadores que serão comprados para Desktop Users. O que deve fazer antes dos computadores serem adquiridos de modo a garantir que o Windows XP Professional pode ser instalado e executado sem dificuldade?

Verificar se os componentes dos computadores cumprem os requisitos minímos e que todo o seu hardware consta da HCL do Windows XP Professional. Se os componentes não estiverem listados na HCL, contacte os fabricantes para descobrir se um driver para Windows XP Professional está disponível.

2. A sua organização quer fazer um upgrade a todos os desktops de Windows 98 para Windows XP Professional. Todos os sistemas têm hardware compatível e cumprem os requisitos mínimos. Será preciso correr as aplicações existentes depois do upgrade. O que deve considerar quando faz o disk partitioning e decisões sobre file systems?

Verificar se todas as aplicações são compatíveis com o Windows XP Professional.
Se todas as aplicações são compatíveis, e se os dados na partição do Windows XP Professional serão acedidas somente usando o Windows XP Professional, Windows 2000 ou Windos NT, então a partição existente deve ser upgraded para Windows XP Professional e convertida para NTFS.

Se as aplicações não são compatíveis, e não pode ser tornadas compatíveis, então o Windows XP Professional deve ser instalado numa outra partição numa configuração de dual-boot.

Categories: MCSE: MOC2272, Quids S3 | Deixe um comentário

Quids S3-30: Para onde ía este chimpanzé?

2.jpg

 

Dificuldade: 3

Categories: Ecologia, Quids S3 | 6 comentários

Quids S-29: Que figura mitológica é esta?

5.jpg

 

Dificuldade: 6

Categories: Ecologia, Quids S3 | 6 comentários

Quids S3-28: Onde foi feito este tapete?

a.JPG

Dificuldade: 9

Categories: Ecologia, Quids S3 | 19 comentários

Quids S3-27: Como se chama o DVD onde está inserida esta história?

09.jpg

Dificuldade: 7

Categories: Ecologia, Quids S3 | 38 comentários

Quids S3-26: Quem está no topo desta coluna?

hhhh1.jpg

Dificuldade: 8

Categories: Ecologia, Quids S3 | 11 comentários

Quids S3-25: Quem foi secretamente enterrado neste jardim?

25.jpeg

Dificuldade: 10

Categories: Ecologia, Quids S3 | 7 comentários

Quids S3-24: O que passou aqui?

24.jpg

Dificuldade: 10

Categories: Ecologia, Quids S3 | 10 comentários

Quids S3-23: Em que país foi tirada esta fotografia?

23.jpg

Dificuldade: 5

Categories: Ecologia, Quids S3 | 6 comentários

Quids S3-22: Como se chama este homem?

221.jpg

 

Dificuldade: 8

Categories: Ecologia, Quids S3 | 13 comentários

Quids S3-21: Que embaixada se preparam para invadir estes homens?

211.jpg

Dificuldade: 8

Categories: Ecologia, Quids S3 | 19 comentários

Quids S3-20: Em que país fica esta cratera meteórica?

20.jpg

Dificuldade:5

Categories: Ecologia, Quids S3 | 8 comentários

Quids S3-19: Em que cidade fica este templo?

19.jpg

Dificuldade: 6

Categories: Ecologia, Quids S3 | 5 comentários

Quids S3-18: Em que país fica esta mesquita?

18.jpg

Dificuldade: 8

Categories: Ecologia, Quids S3 | 11 comentários

Quids S3-17: Que mistério envolve a cultura do povo que vive nesta aldeia do Mali?

16.jpg

Dificuldade: 10

(sim… porque a fotografia é pequenina…)

Categories: Ecologia, Quids S3 | 7 comentários

Quids S3-16: Quem estará representado nesta fotografia?

hhhhg.jpg

Dificuldade:5

Categories: Ecologia, Quids S3 | 11 comentários

Quids S3-14: Que livro é este?

ia.jpg

Dificuldade: 10 (exacto… dez…)

Categories: Ecologia, Quids S3 | 20 comentários

Quids S3-15: A que album de música pertence este desenho?

ue.jpg

Dificuldade: 8

Categories: Ecologia, Quids S3 | 41 comentários

Quids S3-13: Como se chama este album português de Banda Desenhada?

hhhh.JPG

Dificuldade: 9

Categories: Ecologia, Quids S3 | 10 comentários

Quids S3-12: Quem fez este desenho?

jjn.jpg

Dificuldade: 8

Categories: Ecologia, Quids S3 | 11 comentários

Quids S3-11: Quem fez este desenho?

images.jpg

Dificuldade: 5

Categories: Ecologia, Quids S3 | 6 comentários

Quids S3-9: A que povo pertencem estes lutadores?

008gr.jpg

Dificuldade: 7

Categories: Ecologia, Quids S3 | 10 comentários

Quids S3-10: Qual era o nome deste hominídeo?

jf.jpg

Dificuldade: 8

Categories: Ecologia, Quids S3 | 18 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy