A Batalha de La Lys

1

Ofensiva alemã de 1918 de 7 a 29 de Abril

2

Bélgica na fronteira franco-belga (não alemã)

25 divisões britânicas e 8 divisões francesas

26 divisões alemãs

Aliados baixas 119 mil homens
Alemães baixas 109 mil homens

Uma frente de 55 km

Do 11º corpo britânico com 84 mil homens

Com o CEP na sua 2ª divisão com 20 mil homens e 15 mil nas primeiras linhas

A 2ª divisão do CEP enfrenta 8 divisões alemãs com 55 mil homens

E o objectivo de tomar Calais

O CEP em 4 horas perde 3 a 4 mil homens e 7 mil prisioneiros

Mas os números variam

Causas da derrota:

  1. Sidónio Pais, germanófilo e revolução de Dezembro de 1917
  2. Oficiais chamados a Portugal, quer por perseguição política, quer por serem sidonistas
  3. Barcos que substituiam os soldados desviados para transporte das forças dos EUA para a Europa
  4. Ataques na mudança de turno
  5. Moral baixo, com revoltas e suicídios em zona muito húmida
  6. Desporporção de forças
  7. Britânicos nos flancos retiraram
  8. Houve unidades que resistiram mais que outras
  9. Portugal não tem tradição de batalhas terrestres de larga escala
  10. Pior armamento que os alemães

Falha da operação alemã:

  1. Tropas de assalto não conseguem manter território
  2. Linhas de abastecimento demasiado extensas
  3. Rapidez da resposta britânica
  4. Forças regulares perdem os seus melhores
Anúncios
Categories: História | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

%d bloggers like this: