Carta Aberta à Embaixada da República Federal da Alemanha

O grupo de cidadãos que entregou na PGR a Carta Aberta contra o Arquivamento do Caso dos Submarinos
http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=Portugueses
Vai entregar, em Maio, na Embaixada da República Federal da Alemanha, em Lisboa, a seguinte lista de perguntas sobre i envolvimento de empresas e do governo germânicos no “Caso dos Submarinos” e questionando este país da União Europeia sobre a falta de cooperação das suas autoridades judiciais na investigação portuguesa deste processo.
1ª pergunta
Porque é a justiça alemã recusou colaborar na investigação do processo dos submarinos, não fornecendo os elementos que foram pedidos em várias ocasiões, nomeadamente informações bancárias sobre indivíduos ou empresas que intervieram no processo negocial? Quem beneficiou com esta recusa? Que motivos teve a Alemanha para não colaborar?
Carta Aberta à Embaixada da República Federal da Alemanha, com uma lista de perguntas sobre o envolvimento de empresas e do governo germânicos no “Caso dos Submarinos” e questionando este país da União Europeia sobre a falta de cooperação das suas autoridades judiciais na investigação portuguesa deste processo.
Se concorda, subscreva!
http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT77003
2ª pergunta
O cônsul honorário de Portugal em Munique, Jürgen Adolff (condenado na Alemanha por ter sido “contratado” pela Ferrostaal para promover encontros com decisores políticos portugueses a troco de uma comissão) ficou com o dinheiro das “luvas” para si próprio ou dividiu-o com mais alguém? É verdade que a sentença que condenou Adolff, na Alemanha, no caso dos submarinos, dá como provada uma “conversa a quatro olhos, a sós” entre o referido cônsul e Paulo Portas?
Carta Aberta à Embaixada da República Federal da Alemanha, com uma lista de perguntas sobre o envolvimento de empresas e do governo germânicos no “Caso dos Submarinos” e questionando este país da União Europeia sobre a falta de cooperação das suas autoridades judiciais na investigação portuguesa deste processo.
Se concorda, subscreva!
http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT77003
3ª pergunta
Onde estão os 27 milhões de euros que a Ferrostaal assumiu ter pago, relativos a contratos com a ESCOM Limited, e que se perderam numa miríade de fundos e offshores? O que sabe a Justiça alemã destes fluxos? Partilhou esta informação com a Justiça portuguesa? Se não, porquê?

Carta Aberta à Embaixada da República Federal da Alemanha, com uma lista de perguntas sobre o envolvimento de empresas e do governo germânicos no “Caso dos Submarinos” e questionando este país da União Europeia sobre a falta de cooperação das suas autoridades judiciais na investigação portuguesa deste processo.
Se concorda, subscreva!
http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT77003

4ª pergunta

Porque é que os submarinos do consórcio alemão foram subindo de classificação nas preferências da Marinha e do Ministério – primeiro estavam em último lugar, depois em segundo – até serem, finalmente, escolhidos?

Carta Aberta à Embaixada da República Federal da Alemanha, com uma lista de perguntas sobre o envolvimento de empresas e do governo germânicos no “Caso dos Submarinos” e questionando este país da União Europeia sobre a falta de cooperação das suas autoridades judiciais na investigação portuguesa deste processo.
Se concorda, subscreva!
http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT77003
5ª pergunta

Porque razão a investigação às contrapartidas da compra dos submarinos e depois de DEZ buscas a vários escritórios de advogados (3 alemães e 7 portugueses) produziu ZERO condenações de burla qualificada e falsificação de documentos? Estes advogados alemães também não foram julgados e condenados na Alemanha?

Carta Aberta à Embaixada da República Federal da Alemanha, com uma lista de perguntas sobre o envolvimento de empresas e do governo germânicos no “Caso dos Submarinos” e questionando este país da União Europeia sobre a falta de cooperação das suas autoridades judiciais na investigação portuguesa deste processo.
Se concorda, subscreva!
http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT77003
6ª pergunta

Na Alemanha, dois ex-gestores da Ferrostaal – Johann-Friedrich Haun e Hans-Peter Muehlenbeck – foram julgados e condenados por suborno de funcionários públicos estrangeiros, na venda de submarinos U-209PN a Portugal e à Grécia: Os próprios admitiram ao tribunal terem pago “luvas” e o ex-cônsul honorário Jürgen Adolff, foi um dos beneficiários (1,6 milhões de euros), isto segundo a sentença do Tribunal de Essen. Quanto deste dinheiro chegou a portugueses? E se chegou quem são eles?

Carta Aberta à Embaixada da República Federal da Alemanha, com uma lista de perguntas sobre o envolvimento de empresas e do governo germânicos no “Caso dos Submarinos” e questionando este país da União Europeia sobre a falta de cooperação das suas autoridades judiciais na investigação portuguesa deste processo.
Se concorda, subscreva!
http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT77003

7ª pergunta

Brevemente, o grupo de cidadãos que entregou na PGR a Carta Aberta contra o Arquivamento do Caso dos Submarinos vai entregar, em mãos, esta pergunta (em anexo) a esta Carta Aberta, na Embaixada alemã:
Porque é os tribunais alemães nunca deram à investigação portuguesa a “documentação que lhes foi rogada e que era indispensável à reconstituição dos circuitos financeiros dos eventuais pagamentos de luvas” (despacho de arquivamento da PGR)? É verdade que esta documentação foi produzida por uma equipa conjunta de procuradores alemães e portugueses trabalhando durante semanas nas instalações da Ferrostaal?

Anúncios
Categories: Futebol e Corrupção | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

%d bloggers like this: