Citações Sobre Corrupção e Democracia

“Saber que os seus interesses vitais são afetados por factores que estão para além do seu controlo é a receita ideal para o stress. As democracias não devem ser isto. Mas foi isto que se tornou o “novo normal”.
Joris Luyendijk
“Você pode ser um grego tentando travar a austeridade draconiana que está a destruir a sua economia e que nunca votou. Você pode ser um cidadão dos EUA que se opõe à avidez da sua Administração em embarcar numa nova aventura militar no Médio Oriente. Você pode ser um dos milhões de brasileiros que tomaram agora as ruas, furiosos com uma classe politica que encontra dinheiro para investir em estádios desportivos mas que negligência os serviços públicos.”
Manuel Arriaga, Rebooting Democracy
“Sabemos todos o quanto é falsa a promessa no núcleo do nosso sistema politico. E contudo, e sem acreditarmos nisso nem por um segundo, desesperadamente agarramo-nos à ficção de que votar todos os quatro ou cinco anos garante que os políticos que elegemos vão defender os nossos interesses. Tentamos ignorar as provas do contrário. Ainda que esta evidencia tenha já mais de 250 anos. Mesmo para Rousseau, já era evidente que, numa democracia “as pessoas julgam que são livres, mas estão seriamente enganadas. Só são realmente livres durante a eleição do seu Parlamento. Assim que terminam as eleições, tornam-se de novo escravos.”
Manuel Arriaga, Rebooting Democracy
“Nas sociedades contemporâneas, muito mais materiais que as sociedades do passado instala-se o sentimento de que as nossas vidas são largamente determinadas por factores externos que escapam ao nosso controlo. Podemos opor-nos às medidas mais radicais do nosso governo. Mas contra uma classe politica muito determinada há pouco que mesmo os protestos de rua mais massivos possam fazer.”
Manuel Arriaga, Rebooting Democracy
“A sensação de impotência é algo que muitos de nós conhecem demasiado bem. Por todo o globo, grande parte da população encontra-se a si própria sem controlo sobre decisões cruciais sobre aquilo que as suas classes politicas fazem, algumas das quais irão condicionar as gerações futuras.”
Manuel Arriaga, Rebooting Democracy
“A sensação de que temos controlo sobre as nossas vidas é uma necessidade humana fundamental. De facto, um grupo crescente de investigadores confirma que um forte sentimento de autonomia é um elemento essencial do bem estar. Para os psicólogos que trabalham nesta área, “autonomia” tem um significado bem definido. Não se trata de ser independente dos outros. Autonomia significa que alguém tem um controlo substancial sobre as suas próprias atividades e lhe reconhece algum valor.”
Manuel Arriaga, Rebooting Democracy
“Sentir que temos controlo sobre as nossas vidas é uma necessidade humana fundamental. De facto, um grupo crescente de especialistas confirma que uma forte sensação de autonomia é um dos elementos essenciais para o bem estar mental.”
Manuel Arriaga, Rebooting Democracy
“O verdadeiro educador é somente aquele quem tem autoridade moral. É somente aquela pessoa que inspira respeito, autoridade. Onde estão, hoje, as autoridades morais capazes de oferecer um ensinamento baseado na autoridade? Houve um tempo em que a primeira e mais importante autoridade moral eram os pais; hoje os pais capazes de exercer sobre os filhos uma autoridade moral são raros. Havia a escola; hoje não me parece que existam muitos professores que saibam, ou queiram, ser educadores capazes de estimular o senso do dever. Havia os partidos políticos; com todos os seus defeitos, os velhos partidos políticos eram escolas de educação civil; hoje os partidos ensinam a obedecer aos seus chefes.”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“O facto de os jovens serem com frequência demasiado cínicos, arrogantes, consumistas está ligado a um sentimento de nulidade da vida. Uma vez que a vida não tem sentido, posso autodestruir-me.”
Norberto Bobbio, Direitos e Deveres na República
“O direito de punir não é de um só, mas de todos os cidadãos, ou do soberano. Ele pode renunciar à sua porção de direito, mas não anular aquela dos outros. A clemência é virtude do legislador e não do executor de leis.”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“A ameaça mais seria à sobrevivência de uma república democrática partiu sempre das facções, entendidas aqui como aqueles grupos de homens fieis a um líder que têm por fim principal obter vantagens e privilégios. O que torna as facções perigosas é que elas buscam vantagens e privilégios, e que os seus membros são leais a um líder”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“No caso dos partidos pessoais, o partido vive para o líder e em virtude do líder fundador. É sempre arriscado aventurar-se em previsões, mas acredito realmente que, nestes partidos, ao desaparecer o líder fundador, desaparece também o partido”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“Max Weber distinguia três tipos de chefe carismático. O profeta religioso, o grande demagogo e o chefe militar. Mussolini foi, sobretudo, o grande demagogo. Estaline foi sobretudo o chefe militar, ou, ao menos, adorava apresentar-se como tal. Aparecia sempre em uniforme e deixava as suas medalhas bem à mostra. Quanto ao profeta religioso, talvez o fosse, em parte, Mao.”
Norberto Bobbio, Direitos e Deveres na República
“As democracias são particularmente indefesas, ou predispostas a produzir, ou a nutrir, o politico vulgar. A própria qualidade da linguagem de muitos políticos é vulgar. O homem politico que usa um linguajar rigoroso e sério está com frequência em desvantagem em relação ao demagogo, que atinge em cheio os lugares comuns mais vulgares e tira proveito das paixões menos nobres. É um dos problemas da democracia.”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“Uma outra ameaça seria à democracia, além do demagogo, é o papel cada vez mais decisivo do dinheiro na politica. O dinheiro transformou-se de facto num dos factores essenciais para vencer as eleições e, numa perspetiva mais geral, para obter consensos.”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“Os votos, como qualquer outra mercadoria, podem ser comprados. Esta é a razão fundamental pela qual o dinheiro pode corromper a república. Quem tem mais dinheiro tem mais votos. Há um continuo paralelo entre o mercado real e o mercado dos votos. As ideologias também desempenham um importante papel, sobretudo quando se trata de ideologias fortes, como era aquela do velho Partido Comunista.”
Norberto Bobbio, Direitos e Deveres na República
“A democracia vive em base ao consenso. Mas como se obtém o consenso? Ele é dado por quem? De modo abstrato, o consenso deveria ser uma vontade livre determinada em base aos programas propostos. Mas é de facto assim? Pense na possibilidade de manipulação do consenso através de programas mentirosos. Pense na influencia que hoje tem a televisão sobre a maioria das pessoas, as quais não lêem os jornais e, portanto, não refletem sobre as várias propostas com um artigo sob os olhos. Pense na facilidade com que a televisão permite a obtenção de consensos com breves debates superficiais.”
Norberto Bobbio, Direitos e Deveres na República
“O poder é tanto mais potente quanto menos se deixa ver. Deus é tanto mais potente quanto mais invisível for.”
Norberto Bobbio, Direitos e Deveres na República
“A democracia é a tentativa de tornar o poder visível a todos; é, ou deveria ser, “poder em publico”, ou seja, aquela forma de governo em que a esfera do poder invisível está reduzida ao mínimo.”
Norberto Bobbio, Direitos e Deveres na República
“A única regra sobre a qual se pode contar num regime totalitário é que, quanto mais uma instituição é visível, menos autoridade possui, e quanto menos é conhecida, mais poderosa acaba por parecer. De acordo com esta regra, os sovietes, reconhecidos por uma constituição escrita, como a autoridade máxima do Estado, tinham menos poder do que o partido; este, que recrutava os seus inscritos publicamente e era considerado por todos como a classe dominante, tinha menos poder do que a policia secreta. O poder real começava onde começava o segredo.”
Hannah Arendt
“Na triste ocorrência da corrupção, maior a arbitrariedade dos funcionários e dos políticos, maior o seu poder de tomar decisões arbitrarias, tanto mais fácil corrompe-los.”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“Com frequência as “propinas” são cobradas por indivíduos que ocupam cargos públicos a partir dos quais exercem um certo poder discricionário. A discricionariedade deve ser entendida em sentido amplo. Até os contínuos podem ter o poder de apagar a seu bel-prazer o processo de transferência de documentos de uma repartição para outra.”
Donatella della Porta
“Quanto mais o desempenho dos políticos e funcionários está sujeito a regras e verificações, menor é a possibilidade de corromper”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“A transparência é de facto um elemento fundamental para o funcionamento da democracia: ela permite o controle por parte dos cidadãos sobre as atividades dos governantes, que funda e legitima a democracia representativa.”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“A delegação de poder por parte dos cidadãos aos seus representantes pressupõe a possibilidade de conhecer, avaliar e eventualmente sancionar o seu desempenho. Isto vale tanto para os representantes eleitos, que têm a tarefa de tomar as decisões politicas, quanto para os administradores de carreira, que devem implementar aquelas decisões”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“O máximo da corrupção corresponde ao máximo do segredo. O pagamento de um contrato regular deve ocorrer sob a luz do sol; o dinheiro dado ao corrupto é publico; a relação de corrupção acontece em segredo. Mais os corruptos sentem-se protegidos dos olhares, mais sentem-se seguros para cumprir atos ilícitos.”
Norberto Bobbio, Direitos e Deveres na República
“Quanto mais o poder verdadeiro se esconde, menos os cidadãos participam da vida pública.”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
Anúncios
Categories: Democracia Participativa | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern everything with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

%d bloggers like this: