Daily Archives: 2015/01/08

Citações sobre Transparência

“O principio fundamental da democracia é hostil ao segredo. Se tem que votar, deve poder conhecer seja o problema sobre o qual deve expressar o seu juízo, sejam as pessoas que estão envolvidas.”
Norberto Bobbio, Direitos e Deveres na República
“Os símbolos da democracia são a praça e os conselhos públicos, mesmo que alguns sustentem que o símbolo da democracia moderna é a cabine eleitoral”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“Hoje o problema não é apenas a tendência do poder para se esconder, mas também o facto de que os cidadãos não estão interessados em ver. Há uma apatia difusa, pouquíssimo interesse em acompanhar os acontecimentos políticos”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
“Todas as ações relativas aos direitos dos outros homens, cuja máxima não é compatível com a publicidade são injustas”
Kant
“Manter em segredo um propósito, ou mesmo um pacto, ou, se fosse possível, qualquer providencia pública, já é por si só uma prova da sua ilicitude”
Kant
“O principio da publicidade, para ser posto em prática pelo politico, e não apenas proclamado pelo filosofo, exige que o poder publico seja controlável, e a forma de governo na qual o controlo se pode realizar é a democracia. Eu acrescentaria a democracia não-corrompida: a democracia na qual os cidadãos têm um mínimo de consciência civil, que lhes dá a motivação e a coragem para controlar as decisões publicas e para critica-las, para denunciar abusos e ilegalidades. Para fazer oposição à tendência do poder de tornar-se invisível e, portanto, arbitrário, não basta a democracia; é necessário uma democracia de cidadão que não sejam chamados de cidadãos apenas no papel, mas que tenham também a mentalidade de cidadãos.”
Maurizio Viroli, Direitos e Deveres na República
Categories: Democracia Participativa | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy