Resistir à transformação num “partido cartel”

O facto de o sistema eleitoral português favorecer o bipartidarismo rotativista entre PS e PSD impele estes dois partidos a tornarem-se partidos no modelo “catch-all”, com algumas características recentes, reforçadas desde a década de 90, de partidos “cartel”, nomeadamente na forma como se misturam cargos políticos e cargos de topo no Estado e nas empresas públicas.
De recordar, que estes dois partidos começaram adotando o modelo conceptual do “partido de notáveis”, evoluindo depois da Revolução de Abril para “partidos catch-all”, abrangendo todas as classes e grupos sociais e económicos e agora involuem muito rapidamente para o modelo do “partido cartel”. Esta involução decorre muito da aparelhização dos partidos, tornando-se estes em partidos-empresa, com técnicas de gestão e estratégicas de curto prazo, condicionadas por lógicas de “lucro” e cálculos de custo-beneficio formatados em estratégias de marketing politico onde mais que as ideias ou as aspirações de cidadania, pesam o beneficio próprio e uma Visão superficial e pseudo-comercial da Politica.

Para que o Partido Socialista possa resistir a esta transformação em partido cartel e, inclusivamente, inverter esse processo de cristalização e morte adiada, há que realizar aquilo a que Álvaro Beleza designa de “choque de democracia interna” e introduzir nos processos democráticos do Partido métodos e ferramentas de democracia participativa interna: referendos vinculativos, sondagens indicativas frequentes, primárias obrigatórias para certas funções, listas abertas, voto preferencial e revogaçoes de mandatos e opções politicas por iniciativa peticionária são apenas algumas da proposta de revitalizacao interna que a http://www.cots-ps.org propõe. Assim as queiram apoiar os militantes e a direção do Partido Socialista.
Categories: COTS: Corrente de Opinião Transparência Socialista | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: