Daily Archives: 2014/11/27

É possível “cortar mais” no OGE?

No OGE para 2015, o governo PSD-PP admite de forma explicita e implícita que “não é possível cortar mais” e que mantendo o essencial da estrutura do Estado não é possível reduzir mais e de forma sustentada e significativa o nível da despesa. Isto significa que para reduzir mais a despesa e abandonar este autêntico saque fiscal que asfixia a economia e destrói emprego, é preciso fazer escolhas. Sendo que as maiores rubricas são Divida, Saúde e Ensino Publico, PPPs, alem de salários da função publica e pensões, a opção parece clara: ponderar a suspensão total do pagamento da divida (juros e capital), elaborar e executar um plano para ser independentes dos Mercados durante cinco a quinze anos, a partir dessas poupanças e do cancelamento de todas as PPPs. Ao fazer esta opção radical, Portugal seria alvo da ira dos mercados, pelo que o afastamento do financiamento externo seria garantido durante algumas décadas. Essa lacuna seria suprida, num primeiro momento, pelo termo do pagamento dos juros (o que criaria um pequeno superavit), mas que aumentaria a litigância internacional contra a República. Tal opção, radical mas necessária, teria que ser compensada com um aumento da solidariedade europeia, colocando sobre a mesa a opção clara de saída do Euro e da própria União, já que Portugal é hoje um contribuinte liquido da União e isto apesar de atravessar a maior crise financeira dos últimos cem anos.
São opções radicais, que merecem reflexão e refinamento, mas que têm que estar sobre a mesa.
Anúncios
Categories: Economia, Portugal | Deixe um comentário

Corrupção: Sabia que…

#CorrupçãoeTransparênciaSabiaQue Os países com maiores índices de corrupção, na Europa, são também os que tem problemas de Divida Externa? Coincidência ou… Nexo causal?
#CorrupçãoeTransparênciaSabiaQue Quando um líder faz uma promessa eleitoral e depois não a cumpre (e isso aconteceu em praticamente todas as últimas campanhas eleitorais, mas sobretudo na ultima e com Passos Coelho), isso afasta os cidadãos da politica e mina a confiança nos partidos políticos?

#CorrupçãoeTransparênciaSabiaQue O Estado Português faliu? E por isso deixou de poder pagar pensões e salários e teve que os cortar. Mas porque nunca deixou de pagar as PPPs nem fez nelas cortes significativos?

Categories: COTS: Corrente de Opinião Transparência Socialista | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade