Porque é tão importante o processo das Eleições Primárias no PS?

Nem todos ainda conseguiram absorver a importância de um processo como o das eleições Primárias podem ter internamente para o PS e, externamente, para a – tão necessária – renovação dos partidos políticos portugueses. As Primárias podem ser o princípio de uma abertura do partido e, depois de outros partidos, por imitação, à Sociedade Civil e aos muitos cidadãos que não se sentem hoje identificados com a política e com uma participação política e cívica ativa.
O processo de renovação e abertura aos cidadãos não pode, contudo, parar nas Primárias. Os cidadãos anseiam por mais e mais inovadoras ferramentas de participação na condução dos partidos e de influencia no exercício da democracia em Portugal. As Primárias não são nenhuma novidade ou “revolução participativa” na Europa: fazem parte da governança interna dos partidos políticos em Espanha, Reino Unido, França e Itália, entre outros e, em Portugal, já foram antes ensaiadas no Livre e, após esta experiência socialista, serão certamente repetidas noutros partidos, com especial destaque do PSD que recentemente já expressou interesse em realizar, ele próprio, eleições primárias. Não sendo uma “revolução”, as Primárias podem abrir a porta para uma autêntica e profunda “revolução tranquila” que encaminha a nossa democracia deste modelo representativo estéril e esgotado para um modelo de democracia mais aberta, mais transparente, participada e participativa. Para além das Primárias, outras ferramentas de democracia participativa interna estão hoje ao alcance de quem as quiser utilizar: referendos vinculativos para militantes; listas abertas para eleições internas; voto preferencial interno; voto online e seguro; eleições primárias em todos os níveis locais e toda uma panóplia de ferramentas e técnicas colaborativas que hoje as novas tecnologias e a Internet tornaram quase omnipresentes.
Os partidos políticos precisam de se renovarem e a renovação pela via participativa é a única que garante a sua sobrevivência a prazo e em qualidade. Se esta renovação – que estas Primárias podem prenunciar – não tiver lugar muito em breve, teremos uma compressão crescente e violenta da representatividade política, da legitimidade governativa da República e abriremos perigosas portas para vagas de violência e de revolta descontrolada. Os cidadãos não se revêm hoje nos partidos que supostamente os representam, mas querem rever-se, se lhes abrirem portas de participação, estão dispostos a alinhar e a serem parte da solução. Assim o queiram os partidos, os seus militantes e assim o queira também a maior barreira a esta renovação: os aparelhos partidários.
Anúncios
Categories: Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

%d bloggers like this: