Daily Archives: 2014/05/05

“Os povos têm de se unir para evitar a escravização que está a ser feita pelo capital financeiro”

“Os povos têm de se unir para evitar a escravização que está a ser feita pelo capital financeiro. Estou convicto de que vai haver fortes convulsões. A não ser que as pessoas aguentem ser carneiros e aguentem continuar a ser escravizadas.”
Vasco Lourenço, em entrevista ao i

Até agora – como diz o banqueiro – aguentam, aguentam, sim.. apesar de a sanha fiscal ter sido mais incomparavelmente mais violenta contra nós do que foi contra os irlandeses e de a compressão do Estado Social ter andado em níveis semelhantes aos gregos, não houve, nem há sinais de ondas de contestação social significativas.

Algo parece “quebrado” na alma lusa. Algo que nos parece arrastar para um indiferentismo crónico e para uma passividade bovina sistemática. Outros povos – porventura mais “sanguíneos” que nós – já teriam invadido as ruas e expulso do trono os Migueis Vasconcelos que hoje, a mando da troika – nos comandam. Mas os portugueses não têm um historial revolucionário… as nossas revoluções foram quase sempre de gabinete ou militares. E revoltas sociais, que começam e terminam enquanto tal, são extremamente raras (1383 e Maria da Fonte). Este traço atávico é hoje reforçado pela crise demográfica e pela emigração que empurrou para fora do país muitos jovens, ou seja, precisamente o segmento demográfico que assume, lidera e protagoniza os processos revolucionários.

O envelhecimento da população portuguesa explica aliás em boa parte esta bonomia, esta passividade perante a mais intensa e rápida operação de supressão de direitos e garantias de que há memória em Portugal.

Categories: Economia, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy