A dívida actual é impagavel

“A dívida actual é impagável. É absolutamente impagável na sua totalidade. O próprio FMI, no relatório português sobre a oitava e a nona avaliação, diz que para que em 2038 Portugal possa ter uma dívida de 60% do PIB – o limite que a União Europeia diz que é sustentável – precisaríamos de ter taxas de crescimento económico durante estes 20 e tal anos da ordem dos 1.8% em termos reais. E 1.8% significa o dobro do que tivemos nos últimos seis anos antes da crise internacional. Era necessário que as taxas de juro que temos de pagar andassem na ordem dos 3.4% e que o défice primário fosse 3.8% durante estes 20 e tal anos. 3.8%, a números actuais, significa aumentar a dose que já existe acumulada de austeridade. Isto é insustentável e impossível. (…) se não é possível pagar, temos de renegociar.”
Octávio Teixeira

Esta é a dura mas realista aritmética que Cavaco e Passos se recusam a fazer ou, que, talvez, já tenham feito, mas como caminham um para uma reforma dourada e outro, para um qualquer tacho europeu, não querem realmente saber.

A dívida externa portuguesa não é simplesmente pagável, nem que os mais áureos cenários se materializem nos próximos vinte anos. Sem algum tipo de profunda reestruturação, que traga a mesma abaixo do limite definido pela própria Europa de sustentabilidade (60%), Portugal está não só condenado a décadas de inútil e destrutiva austeridade, como a uma bancarrota a prazo, logo que essa evidencia colidir com a dura realidade dos factos. Tenha-se em conta que, atualmente, o risco sistémico para a banca europeia (espanhola e alemã) ê diminuto, já que a maioria desta dívida foi recomprada pela CE e pelo BCE: reestruturar a dívida portuguesa não levaria assim a falências de bancos europeus (como levaria em 2009), mas a perda de rendimentos do FEEF e do BCE…

Estamos de acordos com austeridade, no sentido em que ela significa contenção de despesa, orçamentos de base zero e rigor orçamental, mas estamos em colisão com a interpretação actual que a torna numa ferramenta neoliberal de destruição do Estado Social e de subalternização da Soberania nacional a uma “federação” europeia não democrática.

Anúncios
Categories: Economia, Política Internacional, Política Nacional, Portugal, união europeia | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

%d bloggers like this: