O Futuro do Livro (ensaio)

Não há dúvidas de que hoje em dia o modelo convencional da “livraria” está seriamente ameaçado. A concorrência desleal (ou até mesmo ilegal) das grandes superfícies, como o Continente e o Pingo Doce e das grandes cadeias multinacionais (que praticam impunemente várias formas de Dumping) colocam em risco fatal o conceito tradicional de “livraria” enquanto um espaço comercial de venda de livros físicos.

As livrarias de bairro, com menos de 50 metros quadrados, dois ou três empregados e faturações abaixo dos 50 mil euros, já morreram praticamente todas e as que resistem conseguem esse feito apenas devido a fatores extraordinários e dificilmente reproduzíveis (outros rendimentos dos proprietários, rendas baixas ou nulas, subsídios diretos ou indiretos, etc). As livrarias de média escala podem sobreviver se mantiverem uma estrutura de custos muito ligeira (arrendamentos sustentáveis, auto-emprego, etc) e se diversificarem a sua atividade (jornais, revistas, tabaco e papelaria). As grandes, implicam grandes concentrações (e custos) de capital e batem-se no árduo terreno onde FNACs, e Continentes ocupam de forma quase imperial…

Os fatores que explicam a morte da livraria (de pequena ou média escala), generalista e de bairro, são diversos mas confluentes: e para melhor compreender este fenómeno há que olhar para os EUA, país onde este fenómeno teve o seu início e onde aquele fator que é tido frequentemente como a maior ameaça isolada ao livro tradicional teve o seu epicentro: o eBook.

A migração de muitos leitores habituais para o livro eletrónico ou eBook e as vendas online (wook ou amazon) estão a erodir de forma significativa, mas não absoluta, o mercado do livro tradicional. Não acreditamos que o ebook tome totalmente o lugar do livro tradicional, e de facto, nos EUA, já parece ter alcançado o pico de vendas com um quinto de todas as vendas, mas um crescimento de apenas 5% de 2012 para 2013… em Portugal, não existem números, mas é crença comum que as vendas de ebooks são vestigiais, provavelmente representando menos de 5% do mercado. Como curiosidade, na carruagem do comboio suburbano onde agora escrevo estas linhas, viajam umas vinte pessoas (é agosto e o desemprego ultrapassa já os dois milhões), destas quatro leem livros, uma um ebook (um kobo da FNAC)… A grande dúvida em relação ao efeito do ebook sobre o mercado do livro convencional esta em saber se este será suficientemente grande para destruir as margens dos pequenos operadores de nicho e as dos operadores médios… e ainda ninguém sabe responder a esta pergunta, mas dentro de três ou quatro anos já poderemos ter essa noção, com a resposta que o tempo dará sobre se as vendas dos ebook alcançaram mesmo o pico ou não…

Neste incerto e potencialmente fatal, futuro do livro, qual será o papel do editor?… a grande redução do número de livrarias vai reduzir as vendas, num fenómeno de duplo feedback bem conhecido noutros ambientes (menos livrarias: menos editoras: menos livros: menos livrarias: menos leitores: menos livrarias). Ao futuro das editoras depende muito do futuro do ebook, já que neste modelo de negócio é possível que o leitor compre diretamente ao escritor tendo apenas a intermediação da entidade que gere a plataforma (Amazon-Kindle, FNAC-Kobo, Barnes & Noble-Nook, Apple-iPad, etc). Neste novo universo do livro eletrónico, as editoras arriscam-se a serem tão residuais como as livrarias… a ameaça é assim comum e a ambas e devia ser encarada como tal pelas associações do setor.

O que resta então de futuro para a livraria tradicional?… concorrer com os gigantes do setor, como a FNAC ou a Apple, estão nitidamente fora de alcance de qualquer pequena PME. A opcao por uma livraria de nicho temático será então a derradeira via para este ramo de negócio?…

Anúncios
Categories: Livros | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “O Futuro do Livro (ensaio)

  1. Defendamos as livrarias continuando a frequentá-las e comprar nestes importantes espaços de convívio e cultura.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern everything with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

%d bloggers like this: