Daily Archives: 2013/07/11

Tradução Livre do Estatutos do Movimento Cinco Estrelas

Não Estatuto
Regulamento
ARTIGO 1 º – natureza e localização
O “Movimento 5 Estrelas” é uma “não-associação”: Uma plataforma e um veículo de discussão e consulta, que tem origem e encontra o seu epicentro no blogue http://www.beppegrillo.it.
O “escritório” do “Movimento 5 Estrelas” coincide com o endereço web http://www.beppegrillo.it. Os contatos com o movimento são segurados exclusivamente por e-mail em MoVimento5stelle@beppegrillo.it.
ARTIGO 2 º – PRAZO
O Movimento 5 Estrelas, como “não-associação” não tem um prazo fixo.
ARTIGO 3 º – MARCA
O nome do Movimento 5 Estrelas é combinado com uma marca registada em nome de Beppe Grillo, o único proprietário dos direitos para usá-lo.
ARTIGO 4 º – ÂMBITO E FINALIDADE
O “Movimento 5 Estrelas” tem como objetivo reunir a experiência adquirida no blogue http://www.beppegrillo.it, os “meetup”, e outras manifestações de iniciativas populares e as “Listas Civic Certificate” e passa a estabelecer, dentro do próprio blogue, o instrumento de consulta para a identificação, seleção e escolha de quem ser candidato. O movimento fará campanhas de sensibilização para promover temas de natureza social, cultural e política, bem como as propostas e ideias partilhadas através do blogue http://www.beppegrillo.it, e referentes às eleições para a Câmara dos Deputados, do Senado
da República ou pelos Conselhos Regionais e Municipais. A organização e estruturação do Movimento será feita através da Internet, a qual terá um papel central na adesão ao movimento, consulta, deliberação, decisão e eleições internas.
O movimento de 5 estrelas não é um partido político, nem se pretende que se torne num, no futuro. Pretende ser uma testemunha da possibilidade de alcançar uma troca eficiente e eficaz opiniões e de debate democrático fora de vínculos associativos e partidários e sem a mediação dos órgãos sociais ou de representação.

ARTIGO 5 º – aderir ao movimento

A adesão ao movimento não exige mais do que as formalidades de registo um site normal. O movimento é aberto a cidadãos italianos de qualquer idade que não sejam membros (no momento do pedido de adesão) de partidos políticos ou associações de objeto ou finalidade em contraste com as condições acima descritas.
O formulário de inscrição será encaminhado para o movimento através da Internet, e, por meio dela, o membro aspirante deve certificar-se de que atende aos requisitos do parágrafo anterior. Na medida em que isso é permitido, com base nas disposições em vigor da lei, sempre através da rede, o processo de admissão será levado até a conclusão do processo de identificação do requerente, com a eventual aceitação da sua solicitação e confeção de comunicação relacionados.

A participação no movimento é individual e pessoal, e persiste até ser cancelada. De igual modo, o utilizador pode intervir a pedido do mesmo ou na falta ou perda de requisitos de admissão.

ARTIGO 6 º – ATIVIDADES DE FINANCIAMENTO
Realizadas sob o nome do “Movimento 5 ESTRELAS”. Não há provisão para o pagamento de qualquer taxa de adesão ao movimento. No blogue http://www.beppegrillo.it será aberto uma base voluntária para a recolha de fundos para financiar projetos ou eventos individuais.

ARTIGO 7 º – PROCESSOS DE DESIGNAÇÃO

Eleitos nas eleições:
Na ocasião, e em preparação para as eleições a nível nacional, regional ou de município, o Movimento 5 Estrelas será o repositório de aplicações e de seleção do candidato e escolha dos temas que serão, ao longo do tempo e por escrito, selecionados e aprovados sendo autorizado o uso do nome e marca “Movimento 5 Estrelas” como parte de sua participação em cada eleição.
Estes candidatos serão selecionados entre os cidadãos italianos, cuja idade corresponde à estabelecida por lei para a aplicação de certos cargos eletivos que e entre aqueles que não tenham processos penais em curso às suas próprias custas, seja qual for a qual for a natureza do delito.
A identidade dos candidatos para cada cargo eletivo será tornado pública através do site Internet especialmente criado como parte do blogue. As discussões sobre as candidaturas serão sempre justas, transparentes e não mediadas.
As regras relativas ao procedimento de nomeação e designação para as eleições nacionais ou locais serão determinadas em função do tipo de consulta e à luz da experiência que será adquirida ao longo do tempo.

Versão de 10/12/2009

Categories: Democracia Participativa | 1 Comentário

Da Necessidade de Mudar a Politica (Carne Ross)

“As incríveis e avassaladoras mudanças do final do século XX e do inicio do século XXI obrigaram a alterações dramáticas e, por vezes, revolucionarias, em quase todos os campos da actividade humana – finanças, tecnologia, cultura – exceto um: a política. Naquele que é um dos fóruns mais cruciais, as instituições e os hábitos adquiridos em vários momentos anteriores têm perdurado, mesmo à medida que a sua eficácia se vai revelando cada vez menos evidente.”
(…)
“Um sinal revelador é o crescente número de políticos que prometem “mudar a política” em si. Em 2008, foi Barack Obama; na Grã-Bretanha, foi a coligação entre conservadores e liberais democratas de 2010 que prometeu mudar a própria natureza do sistema. Nos Estados Unidos, o sentimento de mudança do sistema é agora expresso pelo movimento Tea Party. (…) os políticos conseguem sentir o cheiro da frustração e sentem-se obrigados a responder mas estão, sem dúvida, condenados. A cada ciclo eleitoral, a desilusão parece maior, os dados mostram que os votantes abandonam e mudam de partido com maior frequência, enquanto a afluência às urnas cai de forma consistente em todas as democracias, com um “salto” ocasional, como o estalar de uma chama moribunda.”

Carne Ross, A Revolução Sem Líder

O ciclo vicioso do aumento da abstenção e da redução drástica dos níveis de participação política, cívica e associativa dos cidadãos está ligado a esta percepção de que os cidadãos estão cada vez mais afastados das decisões que dizem respeito ao seu destino e às suas vidas. Os políticos mais inteligentes (como Obama) sentem esta inclinação e adaptam o seu discurso nesta direção, mas – manietados pelos Grandes Interesses que servem – são incapazes de mudar a condução dos Estados e transformam a Democracia cada vez mais numa Aparência e nao numa coisa Real e efetiva, dando origem às grandes vagas de contestação que emanam diretamente desta frustração popular.

Categories: Democracia Participativa, maisdemocracia.org, MaisLisboa.org | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade