Carne Ross: “É apenas a ação que muda as coisas”

“Talvez o pior défice dos governos seja este: ao pretenderem arbitrar os problemas do mundo, encorajam de forma involuntaria a nossa inacção e o nosso despreendimento. Nesse despreendimento fermentam, perigosamente, a raiva e a frustração. (…) a resolução dos problemas cabe sempre a outra pessoa, nunca a nós.
Contudo, é a ação – e apenas a ação – que muda as coisas. Quer se trate da luta pelos Direitos Civis nos EUA, das guerras franco-russas ou da busca contemporanea dos cientistas sociais ou teoristas da rede, a mesma e antiga verdade repete-se: é a ação dos indivíduos que maior efeito tem naqueles que os rodeiam, nas suas circunstancias e, consequentemente, em todo o mundo. Quer se trate da Marcha do Sal de Gandhi para libertar a Índia do domínio colonial britânico ou de um grupo de homens que desejam pôr fim aos assaltos no seu bairro da cidade de Nova Iorque, a expressao da convic atraves da ação tem um impacto mais poderoso sobre as pessoas, sobre aquilo que nos rodeia e, na verdade, sobre o nosso bem-estar. À escala das dificuldades do mundo – a face íngreme do penhasco – e a magnitude da globalização produzem uma sensação paralisante de impotencia e frustração. Mas, de facto, um mundo mais interligado do que nunca, onde cada pessoa se encontra a alguns links de distância de todas as outras, significa que as ações no nosso próprio microcosmos podem ter consequencias globais.”

Carne Ross, a Revolução sem Líder

Acao pela conviccao. Esta é a única forma de alterar o presente equilíbrio de poder que nos colocou a todos na posição de escravos efetivos do poder subterraneos que hoje nos rege a todos.

A opção que se nos oferece é simples: podemos viver como escravos ou podemos erguer-nos e fazer algo para mudar as nossas vidas. Acreditar que a nossa ação nos movimentos, associações ou partidos que escolhamos integrar é importante e pode mudar alguma coisa. Ou acreditamos na imperativa necessidade passar à prática ou vivemos como escravos e legamos aos nossos filhos e netos uma sociedade condicionada, sem liberdade nem espaço de ação.

Categories: Democracia Participativa, maisdemocracia.org, MaisLisboa.org | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: