Carne Ross: “É apenas a ação que muda as coisas”

“Talvez o pior défice dos governos seja este: ao pretenderem arbitrar os problemas do mundo, encorajam de forma involuntaria a nossa inacção e o nosso despreendimento. Nesse despreendimento fermentam, perigosamente, a raiva e a frustração. (…) a resolução dos problemas cabe sempre a outra pessoa, nunca a nós.
Contudo, é a ação – e apenas a ação – que muda as coisas. Quer se trate da luta pelos Direitos Civis nos EUA, das guerras franco-russas ou da busca contemporanea dos cientistas sociais ou teoristas da rede, a mesma e antiga verdade repete-se: é a ação dos indivíduos que maior efeito tem naqueles que os rodeiam, nas suas circunstancias e, consequentemente, em todo o mundo. Quer se trate da Marcha do Sal de Gandhi para libertar a Índia do domínio colonial britânico ou de um grupo de homens que desejam pôr fim aos assaltos no seu bairro da cidade de Nova Iorque, a expressao da convic atraves da ação tem um impacto mais poderoso sobre as pessoas, sobre aquilo que nos rodeia e, na verdade, sobre o nosso bem-estar. À escala das dificuldades do mundo – a face íngreme do penhasco – e a magnitude da globalização produzem uma sensação paralisante de impotencia e frustração. Mas, de facto, um mundo mais interligado do que nunca, onde cada pessoa se encontra a alguns links de distância de todas as outras, significa que as ações no nosso próprio microcosmos podem ter consequencias globais.”

Carne Ross, a Revolução sem Líder

Acao pela conviccao. Esta é a única forma de alterar o presente equilíbrio de poder que nos colocou a todos na posição de escravos efetivos do poder subterraneos que hoje nos rege a todos.

A opção que se nos oferece é simples: podemos viver como escravos ou podemos erguer-nos e fazer algo para mudar as nossas vidas. Acreditar que a nossa ação nos movimentos, associações ou partidos que escolhamos integrar é importante e pode mudar alguma coisa. Ou acreditamos na imperativa necessidade passar à prática ou vivemos como escravos e legamos aos nossos filhos e netos uma sociedade condicionada, sem liberdade nem espaço de ação.

Anúncios
Categories: Democracia Participativa, maisdemocracia.org, MaisLisboa.org | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: