Sobre a recente “moda” de Petições Online no Brasil

Renan Calheiros

Renan Calheiros

Existe atualmente no Brasil uma muito curiosa onda de petições online. A mais popular é atualmente aquela que apela à demissão do presidente do Senado, Renan Calheiros que se aproxima do número mínimo de assinaturas (1.3 milhões!), mas outras petições online estão também muito ativas e em crescimento: é o caso de uma petição da ONG Rio da Paz que ja tem mais de 400 mil assinaturas.

O certo é que estas petições podem não produzir nenhum efeito prático ou jurídico, mas há um efeito que está a funcionar e a funcionar muito bem: o aspeto mediático. Pode parecer pouco, mas trazer uma causa para a agenda mediática não é fácil e de facto, as peticoes têm provado, no Brasil e em Portugal, conseguirem romper pontualmente esse bloqueio.

As petições online são uma forma de Democracia Participativa. Não são isentas de dificuldades (nem sempre é possível reunir um numero relevante de assinaturas ou se obtêm efeitos práticos ou mesmo ecos mediáticos), mas são uma forma simples e exequível de introduzir ferramentas participativas na atual Democracia Representativa, esgotada e bloqueada pelos lobbies e pelas partidocracias.

Fonte:
http://www.oene.com.br/o-que-podemos-aprender-com-a-onda-de-peticoes-online/

Anúncios
Categories: Brasil, Democracia Participativa, maisdemocracia.org, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | 5 comentários

Navegação de artigos

5 thoughts on “Sobre a recente “moda” de Petições Online no Brasil

  1. Espero que essa “moda” leve a algo melhor.

  2. O frenesim delirante das petições é um sintoma actual da falta de democracia, pelo que só se constata em países onde tal se verifica. Já ouviram falar disso nos nórdicos ou na Suíça? Desprezam os princípios básicos da democracia, pelo que abençoam esse escape que atenua a pressão sobre eles. O próprio fenómeno mostra o baixo nível mental das populações que deliram por não compreenderem estas simplicidades nem que estão a ser gozados e escarnecidos, afinal com razão.

    Estes acontecimentos mostram ainda que se queremos progredir deveremos impreterivelmente olhar para os países que incarnam o que pretendemos e não para aqueles que ao como nós ou piores, um erro imperdoável que pela sua frequência está na origem da cópia de tudo o que está mal e tem feito de Portugal a lixeira que conhecemos. Nesta caso, o maior exemplo da cópia a evitar é o Brasil e a razão é elementar: é quase como nós, ou seja, tem os mesmos males que queremos melhorar, por vezes ainda piores, e copiando só podemos piorar.

    • Nao podemos ser redutores: ha muita coisa mal no Brasil, mas num campo dão lições a todo o mundo: nos orcamentos participativos e aí, há que aprender, com humildade e vontade de mudar.

      • Tem razão, mas o que menciona é uma excepção e não podemos viver de excepções. Como eu escrevi, o melhor caminho para a desgraça é copiar que está mal, seja donde for. Países como Portugal ou o Brasil são exemplos flagrantes de lixeiras.

  3. Roberto

    “O frenesim delirante das petições é um sintoma actual da falta de democracia…” nunca lí tanta ‘coisa’ idiota fabricada por uma mente ‘desenvolvida?’, toda a forma de combate a corrupção é valida. esta opinião reflete mais uma vez uma Europa decadente e carente de novos líderes, e países que a cada dia ficam mais fracos e insignificantes no campo economico.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern everything with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

%d bloggers like this: