A Democracia Direta e Participativa do Movimento Cinco Estrelas de Beppe Grillo

Beppe Grillo

Beppe Grillo

Se existe um movimento ou partido político que importa ir seguindo na atual cena política europeia esse é o movimento de democracia direta e participativa “Cinco Estrelas” de Beppe Grillo. O seu movimento formou-se na Internet e tinha inicialmente o propósito de protestar contra a corrupção galopante e descontrolada em Itália e o estado da sua classe política. Mas este movimento haveria de crescer a apresenta-se agora às eleições legislativas italianas e ocupa agora um confortável terceiro lugar nas sondagens com 20% das intenções de voto.

O objetivo assumido é o de “colocar os cidadãos comuns, de bem, dentro do Parlamento”. Curiosamente, Grillo não se encontra entre os candidatos, e logo, não será eleito, uma vez que acredita que é necessário “tirar os políticos profissionais de cena”. A prazo, o Movimento tenciona… dissolver-se. Nas palavras de Beppe Grillo, o objetivo é deixar de funcionar como “movimento” e colocar no Parlamento italiano cidadãos que sendo “o Estado”, dispensarão os Partidos, cidadãos eleitos em primárias on-line, instando a este propósito os partidos políticos convencionais a seguirem-lhe o exemplo. Desta forma, Grillo pretende substituía a “nação sem Estado” que diz ser a Itália de hoje por “um Estado feito de cidadãos”.

As listas do Cinco Estrelas têm cidadãos das mais diversas proveniências e setores, desde desempregados, a engenheiros, donas de casa e advogados. Grillo assume que a intenção do Movimento é “dar um choque de democracia direta. O partido político é uma intermediação desnecessária que se apropria da democracia e engole o país. Nós temos a rede, não precisamos de partidos. Com a Internet podemos tudo. Com um clique temos as informações de que precisamos e podemos controlar aqueles em quem votamos. Só é preciso um pouco de transparência. Nosso movimento prova que é possível eleger pessoas comuns, honestas, que abram mão de um salário astronómico e de benefícios sumptuosos.”

Os deputados que o Cinco Estrelas elegeram em 2010 nas eleições regionais em Parma e na Sicília reduziram voluntariamente o seu salário de 20 mil para 2 mil euros, recusaram o carro oficial e abdicaram de vários reembolsos, seguindo regras determinadas pelo Movimento. Estas regras determinam também que ninguém seja nunca censurado; que ao fim de duas legislaturas se abandona a carreira política e que se recusa todo o tipo de pagamento de despesas oficiais, recusando por exemplo o reembolso estatal de despesas de campanha. Quem não segue estas regras é expulso e isso de resto aconteceu recentemente com quatro destacados militantes do Cinco Estrelas, que foram expulsos por irem à televisão prestarem declarações… outra das regras deste original movimento participativo italiano.

Os candidatos do Movimento foram escolhidos em primárias on-line, recolhendo assim mais de 200 mil votos. Mesmo depois das primárias, os candidatos continuam presentes no site do movimento com telefones e moradas e respetivos programas, estimulando-se o contacto com os seus apoiantes.

Quanto à grave situação económica que atravessa Itália, o Cinco Estrelas acredita que tudo advém da obsessão pelo “crescimento”, que neste atual modelo não há recuperação possível e que há que assumir claramente a bancarrota, decretando a moratória e parar de pagar os juros escandalosos aos bancos alemães e franceses. Sem esses pagamentos imorais, a Itália poderá – sugere Grillo – fazer um acordo de “comércio livre” entre os países do Sul (Espanha, Itália, Portugal e a Grécia) e fazer uma “coligação de Pigs” e dizer “agora basta!”, resgatando assim a perdida “soberania monetária, alimentar, energética. Esse é o nosso sonho. Precisamos sonhar porque vivemos em um pesadelo.” Quanto à manutenção no Euro, Grillo defende um referendo nacional. Aliás, um dos esteios do Cinco Estrelas é precisamente a defesa do mecanismo dos referendos: a este propósito, Grillo acorre ao modelo suíço, onde estes são aplicados há mais de duzentos anos, com grande sucesso. Defende assim referendos via Internet, colocando praticamente todos os temas a referendo, desde as concessões de televisão, a imigração, a presença militar em países estrangeiros e o financiamento público das campanhas eleitorais.

Fonte:
http://revistaepoca.globo.com/Mundo/noticia/2013/01/beppe-grillo-quero-livrar-italia-dos-politicos.html

Anúncios
Categories: Democracia Participativa, maisdemocracia.org, Política Internacional | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “A Democracia Direta e Participativa do Movimento Cinco Estrelas de Beppe Grillo

  1. Deixo o post que escrevi no meu blog sobre este movimento de cidadãos, na esperança de que em Portugal exista também uma mudança – Afinal o “Povo é quem mais ordena”.
    http://agoradigoeu.wordpress.com/2013/02/23/e-caso-para-perguntar-porque-e-que-o-movimento-5-estrelas-nao-foi-noticia-em-portugal/

  2. espero que sim! A democracia direta e participativa é a grande matriz do http://www.maisdemocracia.org e da candidatura à câmara de santarém http://santarem.maisdemocracia.org, uma das várias que faremos por todo o país…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

Moradores do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Moradores do Areeiro

AMAA

Associação de Moradores e Amigos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern everything with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

Parece piada... fatos incríveis, estórias bizarras e outros micos

Tem cada coisa neste mundo... e todo dia surge uma nova!

O Vigia

O blog retrata os meus pensamentos do dia a dia e as minhas paixões, o FLOSS, a política especialmente a dos EUA, casos mal explicados, a fotografia e a cultura Japonesa e leitura, muita leitura sobre tudo um pouco, mas a maior paixão é mesmo divulgação científica, textos antigos e os tais casos ;)

%d bloggers like this: