Daily Archives: 2013/02/18

Desse Resgate de uma Cidadania Ativa que é imperativo cumprir

Espanha está a ser confrontada com uma sucessão de casos de corrupção da mais alta gravidade. Estes casos – assim como a escala das verbas traficadas por dirigentes do PP – são especialmente chocantes no contexto de profunda crise económica e em que o desemprego em Espanha ultrapassa todos os limites. Perante este contexto de imoralidade política e impunidade cronica, num contexto em que o Desespero começa a ser mais forte que o Medo e confrontando com a Grécia Colapsada, onde os saques populares a supermercados, o desemprego crónico são sinais de um Estado que parou de funcionar, Espanha está na beira de uma explosão social sem precedentes nos últimos noventa anos.

Como em Espanha, como na Grécia, como, enfim, em Portugal, as vítimas desta corrupção generalizada e impune são os cidadãos. Vítimas de negócios opacos, de gravíssimo prejuízo para o Estado e levando a uma fiscalidade cada vez mais opressiva que alimenta contratos de PPPs, “empresários” que vivem na dependência do Estado ou partidocracias ávidas.

Mas mais culpados que estes políticos são os cidadãos que se demitem de um papel ativo na sua sociedade, que elegem ou deixam eleger os partidocratas, de forma rotativa e acéfala. Perante esta situação, há que ativar a Cidadania, deixarmos de ser cidadãos de sofá ou protestantes de facebook e regressarmos aos espaços de intervenção cidadã que o sistema representativo dominante nos deixou (voto, manifestações, candidaturas cidadãs, petições, ILCs, vida associativa, militância em partidos anti-sistema, etc). Saiamos de dentro de nós, deste “nós” contido e medroso e resgatemos esse espaço público que os Grandes Interesses – muito por nossa passividade – nos furtaram e onde a Partidocracia exerce hoje o seu império.

Categories: Democracia Participativa, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade