Em Prol da Adoção de Software Livre nos Municípios Portugueses: Uma Poupança nada Displicente!

https://i1.wp.com/www.prague-information.eu/dsgn/old_img/Pics/Transfers/munich.jpg

Numa época em que a contenção da Despesa Pública é uma espécie mantra que importa repetir cada vez mais por forma a que se aligeire a “enorme” carga fiscal que os especuladores e banqueiros lançaram sobre nós, por forma a tudo fazerem para fugirem à reestruturação da dívida, há que olhar para alternativas.

Uma alternativa de contenção de despesa passa por seguir o exemplo da cidade de Munique e adotar na administração municipal software open source. Desde que este projeto começou, o município já poupou mais de onze milhões de euros… o projeto decorre em várias vertentes: na principal, os computadores da autarquia de Munique recebem uma instalação de uma distribuição própria (a LiMux, desenhada especificamente para o município) de Linux em de Microsoft Windows e Office 2010 Até ao momento, 80% dos mais de 15 mil computadores já foram substituídos.

Se Munique tivesse mantido a aposta em software proprietário Microsoft a cidade alemã teria gasto já mais de 11 milhões de euros. A opção pelo Código Aberto permitiu gastar apenas 270 mil euros.

Mas a poupança, de facto, ainda foi maior… contando além do software com custos de manutenção e treino por causa da preparação dos funcionários do município para as novas versões de software Microsoft, os custos chegariam até bem perto dos 34 milhões de euros. O mesmo tipo de despesas, mas no software de Código Aberto equivalente, ficaram em 23 milhões de euros. De igual forma, realizaram-se poupança adicionais ao não atualizar a memória de alguns equipamentos por forma a poderem suportar as novas versões do software Microsoft.

O bom exemplo de Munique está a levar outras cidades alemãs a seguirem-lhe o exemplo. É por exemplo o caso de Leipzig, que optou por uma versão mais ligeira mantendo as máquinas a correrem Windows mas substituindo o Microsoft Office por Open Office em 3900 dos 4200 dos computadores desse outro município alemão.

Num momento de tão grave crise financeira seria de esperar ver estes exemplos alemães propagados também a Portugal. Lisboa, em particular, com os seus dez mil funcionários e um numero de computadores que deve ronda os quatro milhares poderia realizar uma poupança idêntica à destas cidades alemãs.

Fonte:
http://tek.sapo.pt/noticias/computadores/munique_poupa_11_milhoes_de_euros_com_opcao_p_1284431.html

Anúncios
Categories: Ciência e Tecnologia, Informática, maisdemocracia.org, Municipalismo | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: