Proposta contra os atropelamentos de peões em passadeiras em Lisboa

Quantos atropelamentos fatais ou que produzam ferimentos graves, incapacitantes ou altamente prejudiciais para as vítimas ou para o Sistema de Saúde ocorrem todos os anos na cidade de Lisboa? Demasiados.

Ora este número não é publicamente conhecido, nem é divulgado de forma aberta e transparente. Propomos que estes dados sejam apresentados na “Plataforma de Dados Abertos” a criar na Internet pela Câmara, permitindo-se aqui a filtragem por data, ocorrência, local (freguesia, bairro, logradouro e número de porta mais próximo). Propomos igualmente que sejam colocadas marcas identificativas claras para visionamento de peões (por exemplo, uma cruz negra junto ao semáforo por cada vítima) e condutores (por exemplo, um sinal circular negro sobre cada semáforo onde ocorreu uma fatalidade) por cada falecimento ou atropelamento grave, por forma a reforçar a consciência desses dois fatores deste tipo grave de sinistralidade.

Categories: Municipalismo, Política Nacional, Portugal | 3 comentários

Navegação de artigos

3 thoughts on “Proposta contra os atropelamentos de peões em passadeiras em Lisboa

  1. O meu filho de 9 anos foi atropelado no dia 8 de Janeiro deste ano na Malveira, em plena passadeira, mesmo em frente à antiga junta de freguesia.
    Felizmente, partiu só a calvícula direita, apesar do embate violento. Foi projetado no ar e caiu no lado oposto da via a uns metros da passadeira. Mas teve muita, muita sorte. Esteve 2 dias internado no HSM. Foi à escola a partir de dia 15 e no dia 17 fomos à consulta de ortopedia infantil. Está a correr bem a recuperação, mas a senhora não se declara culpada. Como não o viu, acha que ele apareceu de repente e ela só parou o carro depois de ele cair do outro lado da estrada. É incrível como os seres humanos conseguem ter atitudes tão imorais. Esperemos que, após encontro com o perito, as coisas nos corram favoravelmente. Não seria agradável ter de sujeitar o meu filho a um processo judicial, que exige depoimentos constantes e o relembrar daquele momento infeliz vezes sem conta. Ele não merece isso e era algo que gostaria de evitar a todo o custo.
    Ana Cristina Valentim

    • Os meus melhores votos para que corra tudo pelo melhor!
      Por dia morrem sete portugueses por atropelamento!
      Por isso defendo a instalacao massiva de lombas e a limitacao severa (40 kmh) de circulacao nas vias urbanas. E o fim de todas as barreiras de visibilidade (como placarda da Decaux)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: