Daily Archives: 2013/01/02

“A Jerónimo Martins, dona dos supermercados Pingo Doce, vai distribuir 150,2 milhões de euros pelos seus acionistas, através de um dividendo extraordinário. O pagamento será feito antes de entrar em vigor a nova taxa liberatória”

“A Jerónimo Martins, dona dos supermercados Pingo Doce, vai distribuir 150,2 milhões de euros pelos seus acionistas, através de um dividendo extraordinário. O pagamento será feito antes de entrar em vigor a nova taxa liberatória aplicada sobre os dividendos que em 2013 passará de 25% para 28%. Algo semelhante tinha sido feito no ano passado, quando Alexandre Soares dos Santos transferiu 56.1% do capital detido pela Sociedade Francisco Manuel dos Santos (que agrega a participação da família Soares dos Santos na JM) para a Holanda, onde beneficia de melhores condições fiscais.”

Correio da Manhã
20 dezembro 2012

Recordemos que esta empresa é uma das cinco maiores empresas portuguesas (em faturação): uma empresa que cresceu e prosperou em Portugal destruindo tantas empresas de pequeno comercio ou do comércio tradicional, arrastando para o desemprego dezenas de milhar de pessoas ou assalariando-as a salários mínimos. Essa empresa – eleita como fornecedor principal ou único por milhões de portugueses – tudo tem feito para se furtar ao pagamento de impostos.

Num mundo em que ricos fogem (literalmente) de pagar impostos, restam apenas os (cada vez menos) trabalhadores para assumirem a missão de suportar o Estado. Atualmente, 70% dos rendimentos do Estado já proveem do Trabalho (impostos e contribuições diversas), e apenas 30% do Capital. Atitudes imorais da Jerónimo Martins/Pingo Doce só vão agravar ainda mais este desequilíbrio e fazer cair ainda mais carga fiscal sobre os rendimentos do trabalho.

E será sempre assim, porque os Grandes Interesses, como os do senhor Soares dos Santos, conseguirão sempre corromper alguns políticos profissionais do Bipartido (financiando campanhas eleitorais ou oferecendo cargos). E será assim enquanto os portugueses não forem Consumidores Conscientes, incapazes de colocarem um elemento Moral nas suas escolhas de consumo, punindo os moralmente desavergonhados ou a cupidez de abutres como Soares dos Santos.

Defenda Portugal (não a Holanda, favorita de Soares dos Santos) e compre Português, em Pequenas Superfícies!

Anúncios
Categories: Economia, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

E se (contra as teorias) os alunos socioeconomicamente mais desfavorecidos não fossem os de pior rendimento escolar?

Ano após ano, as escolas públicas caem no ranking nacional. Mas este ano o ranking incorpora um elemento novo: as características sócio-económicas dos agregados familiares dos alunos. E os dados que revela são inesperados: ao contrário do que seria de esperar, 51% das escolas secundárias públicas ficaram abaixo do que seria de esperar em função desse padrão socioeconómico. Algo de semelhante, regista-se também nas escolas primárias. O ranking revela igualmente que “em 350 agrupamentos e 34 escolas isoladas, mais de metade dos alunos do básico e secundário estão abrangidos pela ação social escolar, o que significa que as suas famílias têm rendimentos iguais ou abaixo de 400 euros por mês. Em dois destes agrupamentos 100% dos alunos do 4.º, 6.º e 9.º ano passaram.”

Sem o matar de forma cabal e definitiva, estes dados indicam que afinal de conta a maioria das crianças consegue vencer o contexto familiar e económico em que está inserido e apresentar resultados superiores a companheiros que vivem em contextos mais favoráveis. Como dizia Agostinho da Silva, talvez, afinal, o caráter se forme mesmo mais nas dificuldades do que nas facilidades. Talvez a necessidade de exigência seja mais urgente quando não existe o conforto de um lar sólido e abundante em recursos, talvez a maior pobreza implique menos distrações (saídas à noite, computadores, consolas, smartphones, drogas leves ou pesadas, espetáculos musicais, etc, etc). A refletir.

Fonte:

http://www.publico.pt/educacao/noticia/rankings-1567157

Categories: Educação, Portugal | 2 comentários

A Chang’e 3 coloca em risco 5 milhões do Google Lunar X Prize

Há riscos de que uma improvável regra no prémio “Google Lunar X Prize” reduza de vinte para quinze milhões de dólares o prémio para o primeiro grupo privado a conseguir alunar um rover no nosso satélite natural: uma cláusula no concurso determina que o prémio será reduzido em cinco milhões caso um governo alune primeiro o seu próprio rover. E isso pode acontecer à medida que se aproxima o lançamento do rover lunar chinês Chang’e 3 em 2013…

A competição da Google procura estimular a que um grupo privado leve um rover até à Lua, o faça evoluir pelo menos 500 metros, enviando imagens e vídeo em alta definição de volta para Terra. O primeiro a consegui-lo ganha 20 (ou 15…) milhões de dólares e o segundo  5 milhões. Há também uma série de prémios adicionais de 4 milhões para quem consiga outras realizações menores como navegar mais que cinco kms na Lua, deteção de agua, alunar perto de um site Apollo ou de outro engenho deixado pelo Homem.

Fonte:
http://www.examiner.com/article/google-lunar-x-prize-teams-now-a-race-with-china-as-well-as-each-other?cid=db_articles

Categories: China, SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade