Em defesa da Esterilização Química de Criminosos condenados

Em caso de crimes de sangue de grande gravidade (assassinatos, violação, pedofilia, assaltos com uso efetivo de armas ou que tenham provocado ferimentos graves nas suas vítimas), aplicar:
1. No condenado, a castração/esterilização química
2. Aplicar o mesmo método a todos aqueles que partilhem pelo menos 50% do material genético

O objetivo é dissuadir da prática de crimes violentos, por receio das consequências pessoais e por pressão familiar que daqui inevitavelmente advirá. Simultânea – e principalmente – as caraterísticas genéticas que estão na base das predisposições para o cometimento deste tipo de crimes serão anuladas na comunidade e a sua transmissão à descendência bloqueada.

Tal medida resulta dos trabalhos recentes numa nova disciplina intitulada de “Criminologia Biosocial” que cruza biologia, genética e neuro-ciência e da sua influência no comportamento criminoso.

Existem vários estudos que demonstram a ligação entre comportamento criminoso e genética, mas talvez o mais conhecido seja o da equipa de Louis Arseneault do Instituto de Psicologia de Londres que em 2003 apresentou o resultado de um estudo que durou cinco anos e que abrangeu gémeos com comportamentos fortemente anti-sociais. No total, mais de 1100 pares de gémeos foram estudados concluindo-se que fatores genéticos estavam por detrás de 82% desse tipo de comportamento enquanto que o Meio respondia por apenas 18%. Este estudo e outros semelhantes indicam que se o pai biológico se envolve em comportamentos criminosos é mais provável que a sua descendência exiba o mesmo comportamento. Dados que foram confirmados por estudo recentes sobre gémeos separados pouco depois do nascimento, o que permite eliminar os fatores ambientais desta equação.

Um tal sistema permitiria limpar a base genética das caraterísticas anti-sociais que estão na direta razão destes desvios comportamentais e, simultaneamente, dar às famílias um forte incentivo para que cuidem que nenhum dos seus próprios membros constitui um perigo serio para a sociedade. O sistema judicial seria assim refocado naquilo que realmente propela toda a vida: não as circunstancias, mas os genes. Obviamente, que haverá sempre crimes provocados por circunstâncias ou por desequilíbrios químicos, mas ambos podem ser tratados, ou por políticas sociais ou por via medicamentosa, mas ao fim de algum tempo de aplicação desta política, uma parcela muito significativa de toda a criminalidade haveria de desaparecer.

Categories: Justiça, Política Nacional, Portugal | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “Em defesa da Esterilização Química de Criminosos condenados

  1. Lusitan

    Predisposição genética não quer dizer que alguma vez venha a cometer um crime. E há casos de assassinatos em que não há qualquer predisposição genética. Estes estudos parecem mais um estudo de inicio do séc. XX em que pseudo-geneticistas declaravam a superioridade da raça branca. A violência tem muito mais de cultural do que de genético. Se não como se explica que os suecos, um povo contra todo o tipo de violência, seja descendente dos vikings?

  2. POliveira

    Eu nem acredito no que acabei de ler… Não esperava este tipo de opinião de alguém como tu, sinceramente!

    “2. Aplicar o mesmo método a todos aqueles que partilhem pelo menos 50% do material genético”

    Mas estarás a enlouquecer? Então quer dizer, não satisfeitos, por exemplo, com colocarem um rapaz de 23 anos na cadeia por mais de 25 anos (Renato Seabra) ou mesmo condenarem-no a perpétua, ainda lhe castravam os pais, os irmãos e os filhos?

    Isto é completamente absurdo! Faz lembrar o que se passou na Alemanha durante o Holocausto…. Revoltante!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: