Uma Ode ao Portugal dos Pequeninos (estou farto I)

Vamos falar baixinho. Não pensemos em nada que diga respeito à vida cívica, política e social. Sejamos “cordatos”, não protestemos, nem pensemos sobre tudo o que nos diz respeito, apenas sobre os nossos interesses pessoais ou mais imediatos (como os animais). Engordemos como porcos, insultando o privilégio de uma vida Humana e consumindo gorduras e calorias como se isso fosse a nossa principal ou única razão de Ser. Deixemos o domínio da vida humana plena (cívica e política) aos fabricadores de opiniões que todos os dias nos entram casa dentro pelas televisões nos cada vez mais breves intervalos entre notícias de Bola.

Inscrevamos todos os nossos filhos em equipas de futebol júnior e infantil, passemos horas das nossas atividades supostamente produtivas falando dos seus feitos (!) desportivos, debatendo inocuamente (como o Sistema gosta) política, dizendo mal de tudo e todos mas nunca (sobretudo!) Fazendo nada para mudar a situação que criticamos.

Mereçamos, o Negro ponto onde estamos e deixemos que o sangue vertido pelos nossos antepassados escorra pelas sarjetas para o mais anónimo dos esgotos correndo para o norte da europa, de quem nos tornaremos um país de criados de mesa ou de pedintes crónicos. Esmolemos os seus Neo-Marcos (ou “pós-Euros”) em salários de miséria ou esmolas quando visitarem este enorme Clubmed que os Bildeberguianos desenharam para nós e que este povo de bovinos, bovinamente, aceitou ser.

E de permeio, não nos esqueçamos de mugir. Assim, certamente que seremos suficiente “cordatos” para agradar ao Poder. Ou não. Porque esse Poder é supremamente indiferente a nós, desde que não nos revoltemos e aceitemos ser um Portugal dos Pequeninos enquanto lentamente nos evaporamos entre loas passistas às mágicas virtudes raciais dos povos do norte e sob camada sucessiva de esbulho fiscal gaspariano.

Categories: Máximas | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: