Daily Archives: 2012/11/17

A Agência de Notacao S&P é condenada na Austrália por “informação enganosa e falaciosa”

Standard and Poor´s (Standard and Poor´s)

Standard and Poor´s (Standard and Poor´s)

Enquanto a Europa se deixa enredar em acusações entre os seus membros (os Ricos do norte acusam os do Sul de idiotia e os do Sul os do Norte de xenofobia, e vice-versa), na Austrália alguém está realmente atento e a fazer o seu trabalho: a agência de notação (rating) financeira Standard and Poor´s (S&P) foi condenada na Austrália a indemnizar 13 municípios locais que perderam milhões de dólares na crise de 2008 com a compra de produtos “tóxicos”, que tinham boas notações desta agência.

A decisão foi tomada por um tribunal australiano e classifica a notação da S&P como “enganosa e falaciosa” com “declarações negligentes” induzido os municípios australianos a perdem 93% do capital em apenas dois anos. A decisão do tribunal australiano vai obrigar a agência a pagar compensações pelos danos causados pelos seus erros e legitimiza uma série de decisões semelhantes um pouco por toda a Austrália.

A incapacidade europeia (principal prejudicada pelas decisões e ações das agências de notação) é atroz e imensamente frustrante… segundo alguns o valor total que poderá ser reclamado judicialmente às agências de notação pode exceder os 156 mil milhões de euros, a nível global.

Fonte:
http://economia.publico.pt/Noticia/sp-condenada-a-indemnizar-municipios-australianos-por-perdas-com-produtos-toxicos-1570059?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+PublicoRSS+%28Publico.pt%29

Categories: Economia, Política Internacional | Deixe um comentário

Banksters

 

Não há dúvidas de que os acontecimentos dos últimos anos têm colocado a Banca e, sobretudo, os seus gestores como o exemplo mais consumado de maldade corporativa. Responsáveis em grande medida pela grave crise financeira que hoje ecoa pelo mundo e que nos coloca a todos na beira de uma segunda Grande Depressão de duração e extensão ainda impossíveis de antever, a Banca e os Banqueiros representam hoje todo o Mal que existe latente no sistema capitalismo (o “melhor dos sistemas possíveis” nas palavras de Agostinho da Silva) e que somente boa e ativa regulação, assim como uma classe política independente e uma população vigilante podem moderar.

A sucessão interminável de crimes, pura má gestão ou ambição desmedida por parte dos banqueiros expõe uma sociedade moralmente doente, dominada pelo lucro fácil e embriagada em prémios milionários e na segurança absoluta que “façam o que fizerem serão salvos pelos Estados”, estando o seu próprio traseiro seguro por cláusulas de rescisão generosas e juridicamente blindadas.

Que doença moral é esta de que padecem os banqueiros? Que passividade criminosa é esta dos políticos (e das populações que os elegem) que toleram esta amoralidade da Banca? Que impunidade cúmplice é esta por parte dos órgãos de Justiça? Que poder estranho e absoluto é este que o “Banco dos Bancos”, o Banco JP Morgan detém sobre os países do G20 e que têm permitido bloquear todas as tentativas de regular o caos financeiro que rege os Mercados e que está na base daquela que cada vez se parece mais com uma segunda Grande Depressão?…

Fonte:
http://economico.sapo.pt/noticias/cinco-anos-de-escandalos-na-elite-da-banca-mundial_150081.html

Categories: Economia, Justiça, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade