Daily Archives: 2012/10/29

O primeiro Rafale F3 dispara com sucesso mísseis Meteor

Em outubro de 2012, foi entregue o primeiro Rafale de produção equipado com o primeiro radar AESA RBE2 e foi lançado pelo aparelho francês o primeiro míssil Ar-Ar Meteor. O aparelho é o Rafale B301 e no começo de outubro realizou dois lançamentos do Meteor.

Em finais de 2010, o governo francês encomendou duas centenas de Meteor, pouco depois um contrato de integração do míssil no Rafale era assinado, permitindo assim que o aparelho seja agora capaz de atingir alvos a muito longas distâncias. O míssil, fabricado pela MBDA, tem uma propulsão ramjet e juntamente com o MICA (de curtas distâncias) serão os dentes do Rafale F3, cujo primeiro modelo de produção foi entregue nos começos do mês de outubro. O Rafale consolida-se assim como um aparelho de combate cada vez mais capaz e com provas de fogo real já amplamente prestadas no cenário afegão e líbio.

Fonte:
http://www.defencetalk.com/aesa-radar-meteor-missile-firings-advance-rafale-fighter-45152/

Anúncios
Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Paul Krugman: “Foi a dissipação gradual da memória da Grande Depressão que preparou o terreno para uma extraordinária subida do endividamento, que se iniciou por volta de 1980. E, sim, essa subida coincidiu com a eleição de Ronald Reagan, porque parte da história é de cariz político. O endividamento comecou a subir em parte porque credores e devedores se tinham esquecido já de que podem acontecer coisas más, mas também porque tanto os políticos como os supostos especialistas se tinham esquecido de que podem acontecer coisas más, e começaram então a retirar as regulações que tinham sido introduzidas na década de trinta para impedir que coisas más voltassem a acontecer”

“Foi a dissipação gradual da memória da Grande Depressão que preparou o terreno para uma extraordinária subida do endividamento, que se iniciou por volta de 1980. E, sim, essa subida coincidiu com a eleição de Ronald Reagan, porque parte da história é de cariz político. O endividamento comecou a subir em parte porque credores e devedores se tinham esquecido já de que podem acontecer coisas más, mas também porque tanto os políticos como os supostos especialistas se tinham esquecido de que podem acontecer coisas más, e começaram então a retirar as regulações que tinham sido introduzidas na década de trinta para impedir que coisas más voltassem a acontecer.”

Fonte:
“Acabem com esta crise, já!”
Paul Krugman (Nobel da Economia)

Com efeito, até meados de 2007, os “economistas do sistema”, pagos direta ou indiretamente pelos Grandes Interesses da Finança apregoavam que fora a profunda e quase total desregulacao financeira e comercial que começara nos EUA na década de 1990 e que tivera em Allan Greenspan o seu arquipapa negro que criara uma economia “imune a crises”. O mantra era repetido vezes sem conta em Media cada vez mais passivos ou arregimentados por esses mesmos “grandes interesses”.

O resultado foi um mundo financeiro muito opaco, recheado de “derivados” desregulados ou intencionalmente montados para garantir a sua opacidade e escondendo quantidades crescentes de lixo tóxico. Desde o quase colapso economico de 2008 pouco se fez para travar esta espiral da morte recessiva. Os sacrossantos “mercados” receberam “ajudas de emergencia” massivas dos impostos dos cidadãos e em troca entregaram muito pouco… de facto, a maior parte desse dinheiro nunca saiu do mundo virtual da alta finança e quase nenhum chegou à economia real.

A desregulação financeira esteve na base da crise financeira de finais de 2007 e da atiual depressão (que caminha a passos largos para uma Grande Depressao), mas resiste quase incólume apesar das palavras vazias dos decisores políticos… manietados por formas diversas (e nem sempre longe da corrupção mais básica) de lobbying e devido a uma opinião pública cada vez mais condicionada à passividade e à bovinidade pelo Medo (sabiamente doseado) do Desemprego.

Categories: Economia, Política Internacional, Portugal | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade