Fernando Pessoa sobre as doutrinas secretas dos Templários

Fernando Pessoa (http://www.abola.pt)

Fernando Pessoa (http://www.abola.pt)

“Nas doutrinas secretas dos Templários estão os quatro segredos, que o haviam de ser depois da Maçonaria, assim como de todas as Ordens. O primeiro, contido nas cores branca e preta da bandeira dos Templários, e nos signos Virgem e Scorpio do zodíaco, é o chamado Segredo do Grau de Mestre (entendendo-se o Mestre do Templo). O segundo, contido na cruz vermelha, é o da Encarnacao de Cristo, e é a chave não só de toda a religião cristã, senão também da sua verdadeira origem histórica, por trás das alegorias evangélicas. O terceiro, contido na colocação da Cruz, à esquerda, sobre o ombro, é a chave da Ordem, e portanto de todas as Ordens. O quarto, contido nos três graus, com que a Ordem é formada, é a chave do Governo Secreto do Mundo; também é conhecido por o Segredo da Cavalaria.”

Muito haveria a dizer sobre este breve segmento da escrita pessoana… revelando um profundo conhecimento dos princípios ocultos da Ordem do Templo, o poeta, menciona o conhecido xadrez (presente por exemplo no chao da cripta iniciática da maçonica cripta da Regaleira), uma alegoria à existência de duas “ordens” dentro da Orrdem do Templo, uma externa, e que ao tempo de Jacques de Molay se encontrava decadente e conspurcada espiritualmente e fisicamente e uma interna, pura e independente e que mais tarde daria o seu essencial para a formação da maçonaria. Este é o “segredo do grau de mestre”, a verdade da existência destas duas ordens e destes dois mestres. O segredo da “encarnação de Cristo” é mais difícil de descortinar… mas pode ser aquele que alguns autores julgam ser o “grande graal” escondido nos textos templários e que eram o verdadeiro objetivo da Igreja quando invadiu as igrejas e comendadorias da Ordem do Templo em 1312: a verdade da sobrevivência de Cristo ao martírio da cruz… os terceiro (ombro esquerdo) e quarto segredos (governo secreto do mundo) poderão ser uma alusão a um governo secreto do mundo, a partir de elementos que a maçonaria (herdeira do mais puro templarismo) insere nos governos externos e democraticamente eleitos do mundo alguns designam como “Grupo de Bildeberg” ou “Tripartida”…

 

Categories: História, Mitos e Mistérios, Portugal | 3 comentários

Navegação de artigos

3 thoughts on “Fernando Pessoa sobre as doutrinas secretas dos Templários

  1. Jorge Bravo

    Muito Bom!

    • Obrigado, Jorge.
      Apesar de todos os seus “excessos poeticos”, Pessoa foi quem até hoje (junto a Agostinho) conseguiu transverter melhor aquilo que é efetivamente a Alma Portuguesa.
      Deve ser assim lido com grande cuidado e intensidade, especialmente neste grave momento nacional.

  2. Pedro

    O corpo templário no seu auge tinha a cabeça em França, o coração na Escócia e as pernas e os braços em Portugal. As pernas andaram tanto e os braços fizeram tanto que nem a cabeça nem o coração acompanharam tamanho trabalho empreendido.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

%d bloggers like this: