Conhecer melhor a Sociedade Civil

Existe em Portugal um nítido défice de participação cívica e de intervenção cidadã na Sociedade Civil. É como se os portugueses tivessem sido condicionados (e provavelmente, foram-no mesmo) para não exprimirem de forma ativa a sua participação na vida pública, para refrearem ao máximo o exercício pleno e consciente dos seus direitos políticos, deixando-os para as “elites iluminadas” que, supostamente detentoras de um mandato providencial saberiam sempre fazer o melhor em prol do destino comum.

Atualmente, a maior parte dos cidadãos da República não tem uma noção – nem sequer aproximada – da Sociedade Civil e do seu papel nela. Acreditam que a intervenção ativa compete exclusivamente aos políticos profissionais e limitam a sua atividade na Sociedade Civil aos atos eleitorais (isto quando não recusam até este papel limitado, abstendo-se). Obviamente, esta limitação auto-imposta está errada e, obviamente, a má qualidade da vida pública e dos agentes políticos eleitos das ultimas décadas e a situação terminal onde chegou o país atualmente estão umbilicalmente ligadas a esta limitação auto-imposta por parte da esmagadora maioria dos cidadãos.

A primeira tarefa para que a Sociedade Civil assuma em Portugal um papel menos bovino e demissionário e esteja mais à altura dos tremendos desafios do momento terá que passar pela sua ativação, pelo encontro de um papel mais ativo e presente dos cidadãos na vida cívica, nas associações ligadas às suas áreas de interesse, nas suas comunidades locais e, porque os partidos seguem sendo o principal meio de expressão política, nos partidos políticos, invadindo-os, neles intervindo de forma vigilante e ativa e criando no processo uma Sociedade Civil ativa e atuante.

http://pasc-plataformaactiva.blogspot.pt/

Categories: Sociedade Civil, Sociedade Portuguesa | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

%d bloggers like this: