14 Conselhos práticos para Desempregados com mais 40 anos

1. Mantenha-se tão ativo quanto o possível e inicie a busca por um novo emprego tão rápido quanto for possível. Analise os seus pontos fortes e os pontos fracos, elabore um plano de ação que conduza à sua superação. Passe a escrito este plano e atualize-o regularmente com as melhorias e desenvolvimentos que forem ocorrendo. Inclua sempre neste plano, formação técnica, profissionalizante ou universitária…

2. Encare a sua busca de emprego como se de um emprego efetivo se tratasse, defina horários restritos para a realizar e cumpra-os. Afira o seu desemprego neste “emprego” pelo número de entrevistas que conseguir obter por semana, analise esta métrica e a sua evolução em função do seu próprio esforço e dos desenvolvimentos que tenha acrescentado entretanto ao seu perfil. Como outra “métrica de desempenho” pessoal conte o número de contactos que fez por semana, analise a sua evolução e tente manter semanalmente um ritmo sempre crescente.

3. Mantenha o currículo sempre atualizado e tenha especial atenção pela forma como o redigiu (evite erros de português! ) e pela sua essência garantindo que dá o devido relevo às suas caraterísticas mais positivas.

4. Quando não está ativo a procurar emprego, ocupe-se. Participe em associações, na vida do seu bairro/aldeia/cidade, envolva-se na política e – muito importante – dedique tempo à sua família… combata assim o monstro da depressão que assola de forma tão aguda todos aqueles que são levados a esta condição. Nos tempos que lhe sobejarem, trate de si: vá a um ginásio, visite museus, exposições e espetáculos de musica.

5. Atualmente, é particularmente difícil encontrar trabalho depois dos quarenta anos, todos o sabemos… mas existem já sinais de que esta situação não vai durar muito mais tempo. Vários países do mundo já perderam os complexos idiotas da maioria dos gestores de Recursos Humanos e empresários portugueses e recomeçaram a contratar desempregados com mais de 40 anos. É o caso do Brasil ou do Japão (país que detém o recorde mundial de empregabilidade acima dos 50 anos). Por isso, não desanime… a situação está a evoluir rapidamente e o crescente número de emigrantes jovens e a muito baixa demografia lusitana tornarão brevemente obsoletos os preconceitos dos empregadores quanto a contratações de desempregados seniores.

6. A maior vantagem de que goza um desempregado sénior é a sua experiência. Não pode assim hesitar em realçar essa vantagem: descreva a sua experiência nas empresas por onde passou, das suas realizações e procure estabelecer a ligação com a posição a que agora concorre.

7. A maior fragilidade de um desempregado sénior é a associação mental que muito empregadores estabelecem entre a senioridade e a falta de atualização técnica e profissional. Na entrevista e no currículo deve assim esforçar-se por destacar todos os cursos e formações que tenha feito. Se não os fez, bem, então é altura de começar.

8. No currículo é importante espelhar a sua energia e capacidade organizativa: a prática de desporto num horário rigoroso vai assim transmitir uma imagem de dinamismo e jovialidade que pode compensar a imagem negativa associada à senioridade por parte de alguns empregadores.

9. Foque o seu currículo no futuro e não no passado. Verifique se vale mesmo a pena listar os empregos que teve há mais de dez ou vinte anos. Se tem uma secção para “educação académica” altere-a para “educação e formação”, inserindo aqui, primeiro, as ações de formação mais recentes. Liste no currículo apenas as competências que são relevantes para a função a que concorre e omita todas aquelas que são hoje obsoletas. De resto, faça tudo para nunca ter mais que duas páginas de currículo… os currículos demasiado extensos são frequentemente descartados apenas por essa razão…

10. Quando o entrevistador abordar a remuneração (nunca seja você a levantar essa questão) indique um valor mínimo e máximo e acrescente que as suas expetativas são conformes à sua experiência profissional na realidade laboral da atualidade.

11. Procure apresentar exemplos de situações em que trabalhou lado a lado ou sob as ordens de um líder mais jovem do que você.

12. Aparente ser uma pessoa desperta e enérgica: caminhe pela sala até à cadeira de forma decidida, sente-se direito e mantenha-se sempre alerta e atento a tudo.

13. Vista-se de forma adequada. Um fato e gravada podem ser necessários, mesmo se não for essa a sua indumentaria habitual…

14. Existe frequentemente entre os empregadores a perceção de que os candidatos seniores de que estes exigirão sempre remunerações mais altas que os mais jovens. Uma forma de responder a este obstáculo é abordar o assunto logo na carta de apresentação e diretamente durante as entrevistas. Indique o que o motiva para além do salário, sobretudo profissionalmente e o quanto deseja fazer a diferença na função.

Anúncios
Categories: Job Searching, Política Nacional, Portugal, Sociedade Civil, Sociedade Portuguesa | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: