Porque não está o Governo a usar os 6 mil milhões de euros que sobraram da “ajuda” à Banca?

“Na reunião entre os banqueiros e o ministro das Finanças que decorreu no dia 27 de Agosto, os banqueiros propuseram a Vítor Gaspar dois instrumentos para criar liquidez e resolver o problema do crédito a Pequenas e Médias Empresas (PME). Uma das propostas consiste na criação de um fundo de investimento que compre carteiras de crédito de Médio e Longo Prazo do sector Imobiliário e Turístico aos bancos, com recurso à dos 12 mil milhões da ‘troika’ destinados à banca. Em troca os bancos ficariam com unidades de participação do fundo. Desta forma os acionistas do fundo seriam os bancos e os Estado. A ideia é semelhante ao que já foi feito na Irlanda e que vai ser feito em Espanha. Mas no caso português não seria um “bad bank”, uma vez que os ativos que passariam para o fundo já foram provisionados no âmbito do Programa Especial de Inspeções da ‘troika’, e passariam ao valor de mercado. Este instrumento permitiria a libertação de liquidez para dar crédito à economia, na ordem dos três a cinco mil milhões de euros.”
Diário Económico

A verdade é que desse dinheiro – já incluído no pacote da Troika e guardado algures – ainda não foram usados seis mil milhões de euros. Sendo o Estado um dos piores pagadores da Economia, e tendo por isso mesmo levado já à falência de inúmeras empresas e consequente desemprego, seria de esperar que este dinheiro em reserva (!) Fosse usado para realizar pagamentos em atraso do Estado a empresas nacionais, especialmente a PMEs. Num país nas condições em que estamos, injetar cinco mil milhões de euros, poderia revelar-se decisivo para começarmos a sair do buraco fundo onde ondas sucessivas e fanáticas de austeridade e carga fiscal nos colocaram.

Fonte:
http://economico.sapo.pt/noticias/banca-propoe-fundo-para-a-compra-de-creditos-com-linha-de-12-mil-milhoes_150961.html

Categories: Economia, Portugal | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: