Daily Archives: 2012/09/05

Seis aviões F-16 portugueses patrulham os céus da Islândia

Atualmente, a responsabilidade pela vigilância do espaço aéreo da Islândia compete a uma esquadrilha de seis aviões F-16 da Força Aérea Portuguesa. No total, um grupo de 70 militares, entre pilotos e pessoal de apoio está a vigiar o espaço aéreo deste país nórdico (sem força aérea) a partir da base aérea de Keflavic.

A missão portuguesa na Islândia começou em finais de agosto e vai estender-se até meados de setembro.

A necessidade de missões de vigilância aérea na Islândia surgiu com a saída dos norte-americanos das suas bases nesta ilha em 2006. Em consequência, a Islândia – membro da NATO – pediu a ajuda desta organização para patrulhar o seu espaço aéreo, uma necessidade especialmente aguda agora que a Rússia retomou as suas missões de patrulha de longa distância… apesar disso, os aviões portugueses ainda não intercetaram nenhum avião russo, nomeadamente os Tu-95 Bear que os russos utilizam nestes missões aeronavais de longa distância.

Fonte:
http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=58134

Anúncios
Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 7 comentários

Agostinho da Silva: “Ensinar meninos da maneira fácil, fazer rir meninos quando aprendem aritmética ou geografia é das coisas mais absurdas que podem existir no mundo”

Agostinho da Silva (http://i.ytimg.com)

Agostinho da Silva (http://i.ytimg.com)

“Ensinar meninos da maneira fácil, fazer rir meninos quando aprendem aritmética ou geografia é das coisas mais absurdas que podem existir no mundo. As coisas são difíceis; aquilo que se tem que fazer dá muito trabalho, e então é preciso que o menino, logo desde o princípio, saiba que aquilo que ele tem que aprender é efetivamente trabalhoso e exige aplicação total.”
Baden-Powell, pedagogia e personalidade
Agostinho da Silva

Agostinho não chegou a viver na época de facilitismos e de martelação descarada das avaliações e exames por forma a fazer com que Portugal ascendesse de forma artificial nas escalas internacionais… se tivesse, ainda teria sido mais agudo nesta sua análise.

A exigência está afastada enquanto objetivo do sistema de ensino (público e privado) e e onde deveríamos ter um quadro que premiasse o mérito e os melhores – pela via do reconhecimento público e do prémio financeiro para pais e alunos – temos um sistema baseado na memorização bruta e bovina que visa formar classes de escravos dóceis e obedientes e não pensadores livres e independentes. Sejamos claros: o sistema educativo não é como é por “erro” ou inépcia dos seus agentes, é como é porque é exatamente assim que deve ser para que nada mude nunca e que tudo permaneça exatamente como está.

Categories: Agostinho da Silva, Educação, Lusofonia, Movimento Internacional Lusófono, Portugal, Psicologia | 9 comentários

Fernando Pessoa: “No politeísmo dos povos do Norte da Europa se encontra bem figurada aquela índole que havia de manifestar-se nos sistemas abstrusos da filosofia alemã e na poesia nevoenta dos países nórdicos.”

“No politeísmo dos povos do Norte da Europa se encontra bem figurada aquela índole que havia de manifestar-se nos sistemas abstrusos da filosofia alemã e na poesia nevoenta dos países nórdicos.”

Fernando Pessoa, 1917

O poeta não apreciava particularmente a cultura germânica, aparentemente… nem nós, como já se deverá ter percebido por outros artigos que aqui fui publicando. Mas o que há nos germanos para que se não goste deles? Obviamente, quando se fala de “alemães” (ou “germanos”, como gosto, por forma a recordar o facto de que foram esses povos os responsáveis pela destruição da matriz civilizacional europeia: Roma) não se pode nunca, em boa justiça e racionalidade, falar de TODOS os indivíduos que compõem atualmente esse povo. Mas é tecnicamente correto e legítimo discorrer sobre o alicerce cultural germânico, que perpassa a comunidade formada por todos os alemães, ou seja, por aqueles que usam essa língua e se auto intitulam de “alemães”.

Não é possível negar que existe algo na matriz cultural alemã que os compele a um expansionismo imperialista, a uma expansão territorial constante, à custa dos povos vizinhos e provocando um sem número de guerras e conflitos na Europa. Não é também possível negar que existe algo profundamente “quebrado” na fibra moral e ética da civilização germânica que permitiu, deixou ou conduziu ao Holocausto nazi, fenómeno desumano pela sua escala e amplitude. Não podemos confundir todos os indivíduos de nacionalidade ou língua alemã com esta canga histórica, mas ela pertence de forma inegável à Alemanha, enquanto Estado soberano.

Categories: Política Internacional | 8 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade