Agostinho da Silva: “O essencial para um homem verdadeiramente de universidade não é ter quem o apoie, é ter quem o contradiga”

Agostinho da Silva (http://img.youtube.com)

Agostinho da Silva (http://img.youtube.com)

“O essencial para um homem verdadeiramente de universidade não é ter quem o apoie, é ter quem o contradiga, é ter quem esteja sempre junto dele não deixando que a sua imaginação o leve por caminhos errados, ou que a sua informação seja deficiente; é ter o homem que a cada passo esteja dentro dele como contrário, para que da soma dos dois possa resultar alguma coisa de útil.”
Depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito
Agostinho da Silva

Não tenhamos dúvidas: a qualidade de uma Universidade – esteja ela onde estiver e em que época for – mede-se sempre em função da qualidade dos seus Professores. A maior prioridade não deve ser assim a buscar municiar-se dos maiores e melhores equipamentos, edifícios ou laboratórios, mas a de procurar os melhores, mais imaginativos, criativos e ousados professores, idealmente entre os seus próprios alunos, evitando recorrer a professores de carreira de outras universidades e criando assim mecanismos de meritocracia internos que estimularão os melhores alunos a serem ainda melhores e que criarão um espírito de comunhão e de pertença.

Categories: Agostinho da Silva, História | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “Agostinho da Silva: “O essencial para um homem verdadeiramente de universidade não é ter quem o apoie, é ter quem o contradiga”

  1. Thor

    “O essencial para um homem verdadeiramente de universidade não é ter quem o apoie, é ter quem o contradiga, é ter quem esteja sempre junto dele não deixando que a sua imaginação o leve por caminhos errados, ou que a sua informação seja deficiente;é ter o homem que a cada passo esteja dentro dele como contrário, para que da soma dos dois possa resultar alguma coisa de útil.”

    Pensamentos do dia:

    “O sábio envergonha-se dos seus defeitos, mas não se envergonha de os corrigir.”(Confúcio)

    “Todo aquele cujas boas obras excedem sua sabedoria, a sua sabedoria subsiste; mas todo aquele que cuja sabedoria excede suas boas obras, sua sabedoria não subsiste.” (Talmude)

    “Aquele que conhece os homens é inteligente. Aquele que conhece a si mesmo é iluminado. Aquele que vence os homens é forte. Aquele que vence a si mesmo é realmente poderoso.” (Tao Te Ching)

    “Tudo o que somos é resultado do que pensamos.” (Sidarta Gautama, o Buda)

    “Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses.” (Frase no templo em Delfos)

    “Quem é sabio? Aquele que aprende com cada um. (Talmude)

    “Conhecimento real é saber a extensão da própria ignorância.” (Confúcio)

    As críticas são oportunidades para enxergarmos onde e quando erramos, e melhorarmos. Um verdadeiro sábio não tem um ego grande e melindroso. Antes, procura sempre melhorar a si mesmo. E não há no mundo ser humano tão perfeito que já saiba de tudo e que sempre acerta em tudo o que faz ou diz. Nestes detalhes, a oposição e a concorrência às vezes ajudam a enxergar erros que costumam passar despercebidos por quem comete. Mas, um sábio sabe quando e como fazer críticas. Um ignorante faz críticas por poucas coisas e quase sempre.
    O sábio aplica ao relacionamento social/interpessoal o princípio da 3ª Lei de Newton (Princípio da Ação e Reação), ou seja, não faz às pessoas aquilo que ele não quer que elas façam-lhe. E dentro das suas capacidades, faz às pessoas aquilo que ele quer que elas façam-lhe. O verdadeiro sábio ganha a confiança das pessoas e jamais trai.

    • E como é difícil aa um academico hoje ter esta apetencia pela crítica, heim?… quantos nao se sentem do alto de uma torres de cristal?
      Isso quer dizer também que nao incorporaram o essencial do método experimental: que depende da critica interna e externa para fazer progredir a ciência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: