Sobre o mito do aumento das exportações portuguesas e as lojas de ouro

As exportações estão a subir – apesar dos sinais cada vez mais claros de Recessão na Europa – e isso é excelente para Portugal, certo? Bem, não é “Errado”, mas também não é “Certo”… É que quase metade destas exportações são constituídas não por exportações de alimentos, máquinas, tecnologia ou algum bem transaccionável de elevado valor acrescentado, mas por… combustíveis e (pior!) por ouro! Sendo mais concreto, 41% das exportações realizadas nos primeiros seis meses do ano, concentraram-se em duas categorias: combustíveis e ouro. Com efeito, apenas no primeiro semestre deste ano, Portugal aumentou as suas exportações de ouro de 208 para 382 milhões de euros, consolidando um aumento que decorre desde 2008.

Obviamente, é impossível que os larápios deste país continuem aguentar o ritmo de assaltos a casas e a idosos por muito mais tempo, suportando assim sozinhos quase metade do crescimento das nossas exportações. Vai chegar a um ponto em que todos os idosos e residências deste país já foram saqueados uma, duas ou três vezes, e já não têm mais ouro para vender às moralmente muito “tolerantes” “lojas de ouro” que hoje proliferam como cogumelos e que competem entre si apenas pela quantidade de ouro roubado que compram sem fazerem perguntas.

O “milagre” das exportações expõe assim as suas falsidades e o regresso nítido a uma recessão profunda (superior a 1% do PIB) no primeiro semestre do ano confirma esta leitura pessimista. Com o ouro roubado a representar perto de 25% de todas as exportações e com a contração da Procura interna resultante dos números galopantes do desemprego e da redução do rendimentos daqueles que ainda trabalham, a situação vai agravar-se ainda mais… e agora muitos já nem sequer têm o ouro dos dedos para vender. Ou porque o venderam, ou porque este já foi roubado.

Fonte:
http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=47447

Categories: Economia, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: