Que Sistema Operativo corre no Rover marciano Curiosity?…

Depois das notícias sobre a remoção do software instalado no Rover marciano Curiosity (dedicado à fase de aterragem) e a sua substituição por software especializado nas operações de exploração no solo, há que colocar a questão: mas este software corre sobre que Sistema Operativo? Não… não é nem Windows 7, nem uma variante obtusa do Linux, mas algo muito mais simples, robusto e flexível. Trata-se de um dos sistemas operativos “RTOS: Real Time Operation System” mais antigos no mercado e conhecido por “vxWorks” e que corre também nos outros dois Rovers que a NASA opera atualmente em Marte (Spirit e Opportunity).

O vxWorks tem já mais de 27 anos tendo sido lançado em 1987 e foi criado pela “Wind River Systems”, que a Intel comprou em 2009. Concebido para ser usado em sistems embebidos, o sistema incorpora multitarefa, é um sistema nativo de 64 bits sobre arquitetura Interl X86, com execução isolada de aplicações e proteção do kernel. Suporta três tipos de file systems: High Reliability File System (HRFS), o velho e muito conhecido FAT-based file system (DOSFS), e o Network File System (NFS) mais conhecido no mundo Unix. Em termos de protocolo de rede, é usado o IPv6. Existem várias versões para vários processadores, como a já mencionada família x86, mas também MIPS, PowerPC, Intel i960, SPARC, Freescale ColdFire, Fujitsu FR-V, SH-4, ARM, StrongARM e xScale. Todo o desenvolvimento para vxWorks é realizado num computador com um IDE (“integrated development environment”) sendo o software compilado aqui e copiado para o sistema alvo correndo o vxWorks. Alguns exemplos de aparelhos ou sistemas correndo vxWorks: Airbus A400M, Apache Longbow, vários satelites, sondas planetárias e Rovers marcianos (Deep Space, Mars Reconnaissance Orbiter, Phoenix Mars Lander, Deep Impact, Networking and communication components. Curiosamente, o sistema corre também nos router WRT54G da Linksys e nas impressoras Xerox Phaser!

O software no Curiosity que foi atualizado este domingo tem cerca de 2.5 milhões de linhas de código, dos quais 700 mil que agora foram substituídas. Tudo em… linguagem C. Por comparação, a Apollo tinha 145 mil linhas, o Windows XP tem nada mais nada menos que 45 milhões de linhas e o “modesto” Android que agora uso para escrever este text, pouco mais de 12 milhões.

Fontes:
http://meiobit.com.feedsportal.com/c/33490/f/584803/s/2249f7f2/l/0Lmeiobit0N0C10A73260Cno0Eo0Esistema0Eoperacional0Eda0Ecuriosity0Eno0Elinux0Emas0Evoc0Eprovavelmente0Ej0Eo0Eusou0C/story01.htm
http://en.wikipedia.org/wiki/VxWorks

Anúncios
Categories: Informática, SpaceNewsPt | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: