Sobre os Sucateiros, a China e a atual vaga de furtos de cobre

“O fenómeno disparou em todo o país, e muitos sucateiros chegam a pagar cinco ou mais euros por quilo de cobre, aceitando material em bruto. Só no último ano, na área da GNR, o crime cresceu 61%, chegando aos 9491 assaltos, ou seja, 26 por dia. Os prejuízos, para empresas e particulares, passaram de oito para 26 milhões de euros. Mas as redes organizadas estão a desbravar novos territórios. Nos últimos meses, a GNR detetou roubos em parques eólicos que têm ocorrido sobretudo no norte do país.”
(…)
“Parte do material acaba escoado para o estrangeiro sobretudo para países emergentes como a Índia e a China. No que toca a redes internacionais, a GNR tem, aliás, referenciados cidadãos chineses por envolvimento, não em furtos, mas no topo da cadeia de escoamento.”
(…)
“Em breve, as sucateiras vão ser obrigadas a fazer o registo dos materiais que recebem e a instalar câmaras de videovigilância nas instalações. Além disso, vão passar a ser proibidas de pagar os materiais que compram em dinheiro e terão de fazê-lo por cheque, multibanco ou transferência bancária.”

SOL
3 de agosto de 2012

Existe uma forma relativamente fácil e eficaz de travar este crescimento descontrolado deste tipo de crime, que agora afeta até já a produção de energia e inclusivamente o Metro (já ocorreram vários assaltos a cobre em estações): é ataca-lo na fonte e essa fonte são – de facto – os sucateiros e, sobretudo, os sucateiros ilegais que inclusivamente se atrevem a colocar panfletos nos vidros dos carros. Estes ernegúmenos fogem a toda a fiscalização, fiscal e ambiental, e estão na direta razão desta vaga explosiva de roubos de metais.

Anúncios
Categories: Justiça, Política Internacional, Portugal | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “Sobre os Sucateiros, a China e a atual vaga de furtos de cobre

  1. gonzaga

    Pergunta de um leigo. Porque razão não são instaladas camaras de vigilancia nos parques eolicos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: