João Franco: “Com uma balança comercial deficitária, uma dívida pública em crescendo, um asfixiante endividamento dos privados, e uma dependência energética esmagadora do exterior, o resultado só pode ser a contração do PIB, com as consequentes falências e desemprego!”

http://www.portugalpt.net

“Com uma balança comercial deficitária, uma dívida pública em crescendo, um asfixiante endividamento dos privados, e uma dependência energética esmagadora do exterior, o resultado só pode ser a contração do PIB, com as consequentes falências e desemprego! A seguir esta via, Portugal nem sequer sobrevivera ao século XXI! Integrado numa União Europeia, que parece cada vez mais destinada a soçobrar, ou a avançar penosamente a várias velocidades, o poder decisório passa cada vez mais para as mãos de Bruxelas e para as mãos da banca. Fruto de ruinosas políticas, como a PAC, o tecido produtivo português está seriamente afetado e não pode de modo algum competir com a atual economia globalizada, em que a União Europeia abriu as portas aos produtos oriundos do Extremo Oriente e do Sudoeste Asiático. Setores chave da economia portuguesa passaram progressivamente para as mãos de Estados estrangeiros, ou de multinacionais sem rosto, agravando a fragilidade da economia portuguesa.”

João Franco
Portugal ainda existira no século XXII?
Revista Nova Águia, número oito

Perante um panorama tão deprimente não restam muitas saídas a Portugal. Finda a doce ilusão do enriquecimento baseado unicamente no “milagre” do crédito barato, Portugal está hoje inevitavelmente condenado a um empobrecimento que resultou de um crescimento fingido, de uma destruição sistemática do nosso tecido produtivo executado por criminosos como Cavaco Silva e os seus acólitos do bi-partido.

Insistir em pagar uma dívida impagável, com juros predatórios que asfixiam a economia e bloqueiam o crescimento com impostos crescentes e uma redução sistemática de rendimentos só pode levar o país ao rumo da revolta, do caos e da miséria. Que urge parar, declarando a estes ávidos credores e aos cúmplices nos países do norte da europa a nossa incapacidade, sair do Euro,  anular a divida em Euros, relançar uma moeda soberana, buscando alavancar uma moeda internacional de trocas com os paises da CPLP e libertar Portugal desde jugo opressivo que nos esmaga a todos.

Anúncios
Categories: Economia, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: