Daily Archives: 2012/08/05

“O FMI quer mais mulheres no mercado de trabalho, sobretudo as que têm filhos”

“O FMI quer mais mulheres no mercado de trabalho, sobretudo as que têm filhos. (…) Mas Portugal já é o país onde as mães mais trabalham a tempo inteiro” (…) “o que essa recomendacao mostra é o desconhecimento dos dados nacionais e tem a maior proporção de casais com filhos até aos seis anos a trabalharem em full time, o que é uma situação bem diferente do que acontece na Itália, na Grécia ou Espanha.” (…) Segundo dados da OCDE, Portugal é o país onde o efeito de ter filhos aumenta a participação no mercado de trabalho ao contrário de todos os outros.”
(…)
“Tais medidas podem reduzir a natalidade no País, a mais baixa da UE, 1.3 criancas por casal (…) a troika não está a pensar no futuro, está a pensar reduzir o défice e recuperar o dinheiro.”

Diário de Notícias, 19 de julho de 2012

E foi nas mãos desta gente que entregamos o nosso país… as suas preocupacoes são de muito curto prazo e delimitadas apenas pelo seu muito particular e específico interesses que lhes devolvamos – com juros – o dinheiro que nos emprestaram.

As suas políticas têm conduzido a economia nacional a uma recessão cada vez mais profunda e duradoura, sem resolverem o problema do défice orçamental, que aumenta proporcionalmente ao aumento da carga fiscal nem da dívida externa, que aumenta, também, sem cessar. Na prática, a “ajuda” da Troika não fez ainda mais que aumentar – muito – a cobrança de impostos. As despesas do Estado diminuiram apenas de forma transitória (cortes temporarios e depois, recusados, de Subsídios), e as Receitas começam a refletir os efeitos de uma voracidade fiscal desenhada apenas para agradar aos europeus do norte (dois terços da troika, importa recordar) e para os neoliberais do FMI.

Anúncios
Categories: Economia, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade