Daily Archives: 2012/07/26

O Rover Curiosity vai aterrar em Marte a 6 de agosto

Rover Curiosity (http://www.geekosystem.com)

Rover Curiosity (http://www.geekosystem.com)

O Rover mais sofisticado de sempre está a caminho de Marte, em boa saúde e pronto para uma delicada descida que terá lugar em seis de agosto.

O ponto crítico da missão será a aterragem, que a NASA admite ser a mais difícil jamais tentada por uma sonda planetária: a respeitavel tonelada do Curiosity impede o fiável método dos sacos insuflaveis, assim, os engenheiros da NASA conceberam um “planador” para os últimos segundos do voo até ao solo marciano e onde um grupo de retro-foguetes vai controlar a velocidade de descida, largando o Rover por três cabos  de nylon sobre o solo, imediatamente antes deste tocar a superfície do planeta vermelho. Toda esta perigosa – e nunca ensaiada – fase final do voo vai demorar apenas sete minutos, desacelerando o Rover de 5900 metros por segundo para três quartos de metros por segundo em apenas sete segundos!

Depois da aterragem, o Rover passará algumas semanas testando os seus equipamentos. De seguida, começará a recolher dados sobre a presença de água na região da cratera de Gale. Então, o Rover vai usar o seu braço robótico para recolher amostras do solo e das rochas e analisá-las no seu laboratório interno. Depois, o Curiosity vai alargar a sua exploração percorrendo um território cada vez maior numa missão que deverá durar pelo menos durante dois anos.

Fonte:
http://www.nasa.gov/home/hqnews/2012/jul/HQ_12-235_MSL_Prelanding.html

Anúncios
Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

“Na Renascença Portuguesa, a fratura instalou-se entre a corrente que defendia o progresso tecnológico e económico, como a solução para um mundo melhor, de influência positivista e materialista, e aquela outra que representava a continuidade da corrente metafisico-cristã dentro do pensamento português”

Teixeira de Pascoaes (http://www.livroscotovia.pt)

Teixeira de Pascoaes (http://www.livroscotovia.pt)

“Na Renascença Portuguesa, a fratura instalou-se entre a corrente que defendia o progresso tecnológico e económico, como a solução para um mundo melhor, de influência positivista e materialista, e aquela outra que representava a continuidade da corrente metafisico-cristã dentro do pensamento português.”
(…)
“António Sérgio via na Economia política “a ciência das róseas esperanças” – a sua tese “é a de que o progresso moral de um povo está dependente do seu progresso económico (…), cada melhoria no material da grande massa da população é uma base para o desenvolvimento espiritual.  Por isso as virtudes democráticas florescem num desafogo suficientemente generalizado, sobre a distribuição equilibrada de riqueza.”
(…)
“Pascoaes sem desprezar o valor do avança científico e tecnológico,  propôs que este se submetesse a um escrutínio moral resultante da compreensão do lado espiritual da Vida.”

Portugal: Ponte entre o passado e o futuro
Clara Tavares
Revista Nova Águia, número oito

Esta oposição conceptual entre Sérgio e Pascoaes é muito profunda: Matéria ou Espírito? Qual dos dois eixos deve nortear a nossa vida? Ambos, de facto. Não temos os patamares de produção agrícola ou industrial para mantermos de forma sustentável ou independente de doses massivas de crédito. Obviamente, depois de décadas em que se desmantelou de forma sistemática a nossa indústria e pescas, cumprindo com primor os mandatos impostos do norte da Europa e pagos a “subsídios” e contando sempre com os sabujos do costume,  os Cavaquistas de ontem…

Portugal tem que consumir menos. E, sobretudo, tem que consumir local, por forma a alavancar a recuperação da economia e emprego nacionais. Produções de substituição devem ser a regra e aquilo que o país não conseguir produzir, então – por regra – deve deixar de consumir. A diferença entre os dois: produção e consumo deve ser tão pequena quanto o possível e o tempo libertado da onda obsessiva de consumismo desbragado e irrefletido preenchido pela cultura, pela leitura, pela reflexão, pelo Espírito, enfim…

Categories: Política Nacional, Portugal | 2 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade